Rio de Janeiro cancela festa de Réveillon 2021

Gabriel Monteiro / Riotur

Fogo de artifício na Praia de Copacabana durante o reveillon do Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro, que em outubro já havia anunciado que faria uma festa alternativa para celebrar a passagem de ano para evitar aglomerações, informou, esta terça-feira, que cancelou definitivamente a festa de Reveillon 2021.

“O Reveillon oficial da cidade do Rio de Janeiro está cancelado devido ao cenário atual da pandemia de covid-19″, anunciou, em comunicado, a Prefeitura da cidade mais emblemática e turística do Brasil, cuja festa de final de ano atrai turistas de todo o mundo.

A prefeitura carioca acrescentou que optou pelo cancelamento de qualquer tipo de celebração, inclusive o modelo alternativo que havia proposto, “em respeito a todas as vítimas e em favor da segurança de todos”.

O Rio de Janeiro, que há um ano reuniu 2,9 milhões de pessoas na praia de Copacabana para se despedir do ano de 2019, tinha planeado para este ano uma festa alternativa sem a presença de público e sem a tradicional queima de fogos de artifício.

O evento programado previa a exibição ao vivo na televisão e nas redes sociais de concertos de grupos musicais, que organizaria a partir de palcos montados em seis locais turísticos distintos e aos quais o público não teria acesso.

O formato virtual da festa, agora também cancelado, foi escolhido para manter o evento seguro face à pandemia do novo coronavírus.

 

O Rio de Janeiro é, depois de São Paulo, a segunda cidade mais afetada pela covid-19 no Brasil, o segundo país com mais mortes pela doença no mundo depois dos Estados Unidos.

Apesar de o Ministério da Saúde negar que o Brasil enfrente uma segunda onda de infeções, os governos regionais admitem que a pandemia “piorou” nas últimas duas semanas e que está a causar forte pressão sobre a capacidade do sistema de saúde.

A pandemia também colocou em dúvida o famoso Carnaval carioca e as escolas de samba anunciaram a decisão de adiar a festa de fevereiro para julho do próximo ano, mas a festa permanece condicionada à existência de uma vacina e de uma campanha de imunização.

Se esta decisão se vier a concretizar, este será o primeiro Carnaval da história do Rio de Janeiro em que o evento será realizado no inverno.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo maior número de mortos (181.835, em mais de 6,9 milhões de casos), depois dos Estados Unidos.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Carro da Tesla ajuda o FBI a capturar homem suspeito de atear fogo em igreja

As câmaras de um Tesla ajudaram as autoridades a prender um homem suspeito de atear fogo numa igreja na cidade de Springfield, no estado de Massachusetts. A congregação foi atacada mais de uma vez em …

Destemida e aventureira. Com apenas 18 anos, Simone Segouin ajudou a França a derrotar os nazis

Quando tinha apenas 18 anos, Simone Segouin juntou-se à Resistência Francesa para capturar as tropas nazis, sabotar os planos alemães e lutar contra o fascismo no seu país. Apesar de ter abandonado a escola bastante cedo, …

Orgulho e ciúmes. Corrida armamentista entre Coreias coloca ambiente de paz em risco

A relação entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul é conhecida por ser bastante conturbada, sendo que nos últimos anos já ocorreram alguns incidentes entre os países. Agora, as duas nações peninsulares …

"Estória mal contada": a saída de João Marques do Famalicão

Perto do final do campeonato feminino de futebol, o treinador das candidatas ao título abandona o emblema minhoto. Provavelmente porque vai liderar outra equipa minhota. Adeptos não gostaram. A Liga BPI, a primeira divisão nacional feminina …

Livre cede lugares à IL e ao Volt. Vasco Lourenço fala em "chicana política"

O Livre cedeu, esta quarta-feira, quatro lugares da sua comitiva no desfile que assinala o 25 de Abril à Iniciativa Liberal e ao Volt Portugal, depois da comissão promotora os ter informado de que não …

Pena de morte diminuiu. Execuções globais atingem o número mais baixo numa década

Globalmente, foram executadas 483 pessoas em 2020, o número mais baixo registado pela Amnistia Internacional (AI) numa década, marcando uma redução de 26% em relação a 2019 e 70% comparativamente a 2015. Segundo um artigo da …

Putin avisa que quem ameaçar a Rússia "se irá arrepender como nunca"

O presidente Vladimir Putin emitiu um alerta durante o seu discurso anual ao Governo. O líder frisou que qualquer membro da comunidade internacional que ameace a Rússia "se irá arrepender como nunca se arrependeu antes". O …

Nove anos depois, Bruxelas deixa de monitorizar atividade da CGD

A Direção-Geral da Concorrência da Comissão Europeia (DG Comp) encerrou o processo de monitorização do plano estratégico da Caixa Geral de Depósitos (CGD). "A Caixa Geral de Depósitos, S.A. (CGD) informa que recebeu comunicação da Direção …

Se não fosse o vídeo de Darnella Frazier, "Derek Chauvin ainda seria polícia"

Darnella Frazier, na altura com 17 anos, foi a responsável pelo vídeo que mostra o ex-agente da polícia Derek Chauvin a prender o afro-americano George Floyd, que acabou por não resistir. Esta terça-feira foi um dia …

Eutanásia. Jurisdição do PSD considera haver matéria para processo disciplinar a Rio e Adão Silva

O Conselho Nacional de Jurisdição do PSD considerou que existe "matéria bastante para abertura de processo disciplinar" ao presidente do partido e ao líder parlamentar por violação de uma decisão do Congresso sobre eutanásia, faltando …