Rio “está pronto para eleições antecipadas” e vai chumbar o Orçamento

PSD / Flickr

O presidente do PSD, Rui Rio

O PSD vai votar contra o próximo Orçamento de Estado do Governo. O semanário Expresso assegura que Rui Rio “está pronto para eleições antecipadas” e também que ficou “furioso” com o voto favorável da bancada parlamentar social-democrata ao projecto do CDS sobre os combustíveis.

Depois de Silva Peneda, um dos ministros-sombra do PSD e conselheiro de Rui Rio, ter dito que “os mandatos são para cumprir até ao fim”, abrindo a porta a uma posição do partido rumo à aprovação do próximo Orçamento de Estado, surge a ideia de que o presidente dos sociais-democratas tem outra estratégia.

O Expresso garante, na sua edição impressa deste sábado, que o PSD vai votar contra o Orçamento de Estado e que “está pronto para eleições antecipadas”.

Um tema que Rui Rio aflorou, durante uma conferência de imprensa sobre a reforma da Zona Euro. “Eu não estou minimamente zangado com o doutor Silva Peneda, ele tem o direito de dar a sua opinião”, frisou o líder do PSD, em declarações divulgadas pela TVI.

Notando que se recusa a meter “uma rolha na boca das pessoas” para “não poderem falar”, Rio deixou contudo a ideia de que o PSD pode chumbar o Orçamento, contrariando as palavras do seu conselheiro.

“Será muito difícil que o PS consiga apresentar um Orçamento que esteja de acordo com o PSD porque, ao cabo de todos estes anos, foram apresentados Orçamentos numa dada linha encostada à esquerda, tendo de fazer uma volta muito grande para poder apresentar um Orçamento ao contrário, mas o documento nem sequer existe, lá estaremos para ver”, apontou, como cita a TVI.

“Desautorização” a Negrão

Em relação à votação favorável do PSD à proposta do CDS sobre o fim do adicional ao Imposto Sobre os Produtos Petrolíferos, Rio realçou que não fala sobre “questões internas” do partido “em circunstância nenhuma”.

A bancada parlamentar do PSD terá votado “à revelia” de Rio. O Expresso destaca mesmo que “Rio ficou furioso quando percebeu que a bancada se tinha comprometido a votar a favor do projecto do CDS”.

O semanário também refere que a “desautorização do presidente do PSD” ao líder parlamentar, Fernando Negrão, “caiu que nem uma bomba”. Os dois homens do PSD deverão almoçar “nos próximos dias para resolver a tensão”, nota o jornal.

Rio não quis confirmar esse almoço que foi anunciado pelo secretário-geral do PSD como um momento para “articular estratégias”.

“Eu procedi, nesta matéria, como procedo em todas as outras com a direcção do partido, designadamente com o doutor Rui Rio”, referiu, por seu lado, Negrão, sem comentar os rumores que indicam que não tem condições para continuar à frente do grupo parlamentar do PSD.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Ainda nem conhece o OE e já informa que vai chumbá-lo? Ah! Gandas “democratas”… E ainda existem papalvos que votam nesta gente?

  2. Adianta-lhe muito expressar os desejos, a bancada já se viu que vota combinada.
    Assim se topa um mau chefe, qualquer que seja a área e atividade em assunto.

RESPONDER

Costa: "PS continua a ser o maior partido autárquico nacional"

António Costa canta vitória nas eleições autárquicas, apesar de ainda não se conhecerem os resultados finais de Lisboa, Sintra e Loures. Para o secretário-geral socialista, não há dúvida de que o "PS continua a ser …

O "primeiro amarelo" para Costa e o "CDS superou todos os objectivos"

"O CDS superou todos os objectivos a que se propôs nestas autárquicas". É assim que Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS-PP, canta vitória, considerando que António Costa "viu o seu primeiro cartão amarelo". Na reacção …

Pegadas provam que as Américas foram povoadas milhares de anos antes do que pensávamos

Investigadores descobriram evidências da presença de humanos nas Américas: pegadas com, pelo menos, cerca de 23.000 anos. A nossa espécie começou a migrar para fora de África há cerca de 100.000 anos. Além da Antártida, as …

Liveblog Autárquicas. PS ganha em Beja, Chega é a terceira força

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Jerónimo assume que CDU ficou "aquém", mas não é "determinante para a política nacional"

Jerónimo de Sousa reconhece que os resultados da CDU, nas eleições autárquicas, ficaram "aquém" dos objectivos, mas alerta que não são "determinantes para a política nacional" e rejeita a hipótese de deixar a liderança do …

Geringonça à direita... ou à esquerda? Com Moedas e Medina taco a taco, IL e Bloco entram em jogo

Freguesia a freguesia, eis como Fernando Medina e Carlos Moedas estão a disputar a eleição para a Câmara de Lisboa. As sondagens dão um empate técnico e a Iniciativa Liberal já manifestou que está disponível …

Autárquicas: PS reivindica vitória e acredita que ganha em Lisboa

O secretário-geral adjunto do PS reivindicou hoje vitória do seu partido nas eleições autárquicas, dizendo que irá vencer em número de câmaras e de freguesias, e manifestou-se confiante no quinto triunfo consecutivo em Lisboa. Esta posição …

Autárquicas: Santana reconquista a Figueira e fala numa "proeza sem igual"

Pedro Santana Lopes já fez o seu discurso de vitória como presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, num autoelogio pelo facto de ter ganho a dois "grandes partidos", o PS e o PSD, …

Autárquicas: PS segura Almada

Aposta da CDU em Maria das Dores Meira, atual autarca de Setúbal que atingiu o limite de mandatos naquele concelho, parece não ter sortido os efeitos desejados. O Partido Socialista deverá, segundo as primeiras projeções, conseguir …

Autárquicas: Coimbra muda de mãos com maioria absoluta de José Manuel Silva

Segundo as primeiras projeções desta noite, o ex-bastonário da Ordem dos Médicos e candidato do PSD, José Manuel Silva conquista a Câmara Municipal de Coimbra, com margem confortável Segundo a projeção SIC, José Manuel Silva obterá …