Revisor envolvido na morte dos graffiters teme represálias

O revisor, que terá lançado espuma de um extintor contra os jovens graffiters que morreram colhidos por um comboio, está a receber ajuda psicológica e ainda não voltou ao trabalho por temer represálias.

De acordo com alguns colegas de trabalho, ouvidos pelo Porto24, o revisor tentou afastar os jovens graffiters com a única intenção de proteger os passageiros que se encontravam no comboio.

“Revolta-o atribuírem-lhe responsabilidades quando a sua única intenção foi a de defender os passageiros”, afirmam os colegas.

O profissional, que tem “mais de 20 anos de experiência ao serviço da CP”, está “bastante perturbado com toda a situação” e ficou ainda mais depois das várias “ameaças que tem recebido”.

O revisor ainda não voltou ao trabalho e “não tem gostado” da forma como o caso tem sido tratado pela imprensa.

Esta reação surge depois de testemunhas que estavam no comboio afirmarem que o revisor em causa utilizou a espuma de um extintor de incêndio para afastar os graffiters que tentavam bloquear o comboio.

Os jovens terão respondido à atitude do funcionário com pedras e, na altura em que recuaram para a linha, foram colhidos mortalmente por outro comboio que passava.

“Ele ouviu um estrondo enorme numa das portas e, quando se dirigiu ao local, viu três indivíduos encapuzados e outros três no exterior da composição”, conta uma das fontes.

Pensou que fosse um assalto, não fazia ideia que seriam graffitis. Aliás, não foi só ele a pensar isso, toda a gente entrou em pânico porque julgou que eles estavam a entrar no comboio para roubar”, acrescentaram.

“Ele ficou bastante abalado, nunca imaginou que alguém tivesse morrido”, dizem os companheiros de trabalho.

O caso já está a ser investigado pelo Ministério Público e, segundo o Jornal de Notícias, a nuvem de pó provocada pelo extintor terá impedido a visão não só dos jovens como também a do próprio maquinista do comboio que os colheu.

O acidente aconteceu na passada segunda-feira, no apeadeiro de Águas Santas, na Maia, e levou à morte dos três jovens, dois espanhóis e um português, com idades entre os 18 e os 20 anos.

ZAP

PARTILHAR

28 COMENTÁRIOS

  1. Era o que faltava! Condenar alguém por estar a cumprir o seu dever.
    A refer devia tomar uma posição publica em devesa do seu pessoal.

    Com este tipo de pessoal que gosta de estragar o que é publico, deveria ser tolerância zero.

  2. quem mandou os otarios vandalizar proprieda privada. Ninguem merece aquele destino mas eles sabiam no que se metiam! vejam o video que circula do que costuma acontecer….vergonha de individuos!

  3. Lamentável esta situação. Os falecidos fizeram asneira e já pagaram.
    É preciso que o revisor não seja de forma alguma responsabilizado.
    Se assim acontecesse sempre, já não existiam criminosos… Sim porque os jovens eram criminosos, estúpidos, imbecis e irresponsáveis e por aí acima…

  4. O vandalismo paga-se caro por vezes, embora a pena mais apropriada para estes jovens fosse uns bons anos de prisão mais indemnização pelos prejuízos causados. Mas a verdade é que eles é que procuraram o destino que tiveram.
    Agora acusar o revisor que fez o seu dever é que é triste e uma tremenda injustiça. Mas neste país está tudo ao contrário, sobretudo no que diz respeito à justiça.

  5. Ambos deviam ser promovidos… Tanto o revisor como o maquinista! Dá-me pena que o nosso património seja vandalizado por estes idiotas! Já viram a baixa de Setúbal? Completamente suja..

  6. Só comentários de gente anormal… Não sabem o que se passou não inventem! Lá porque há videos de alguns a atirar pedras, não quer dizer que façam todos o mesmo… Aliás, isso foi uma desculpa usada para defender o “senhor”, porque ninguém atirou pedras… Apenas um dos rapazes foi pedir para não arrancarem porque os colegas estavam a pintar e o anormal do revisor desatou a mandar pó através do extintor e o rapaz ficou cego e ao fugir foi mandado pelo ar pelo comboio que ia a passar… Antes de criticarem alguém saibam do que se passou realmente! Se não for feita justiça, vai haver quem a faça pelas próprias mãos e com toda a razão!

    • Anormal é você quando se exprime como se os seus colegas de vandalismo fossem uns pobres inocentes. Pagaram muito caro a porcaria que estavam a fazer, acho que não mereciam um castigo tão grande, o que aconteceu foi uma tragédia, mas é claro que foi a ação dos seus colegas que despoletou toda a tragédia. É claro que o revisor não queria fazer mal a ninguém, assim como os seus colegas não queriam morrer. A passagem do comboio naquele momento foi uma infelicidade.

    • Se os jovens querem “pintar” comboios, comprem um para pintar…
      Os comportamentos anormais e divergentes da norma social são reprovados e sancionados, marginais, temos pena.
      Como tenho pena de não apanhar os “artistas” que “pintam”, tagam, ou a p… que os pariu, o meu prédio!

    • Coitadinhos……… tenho pena de não terem sido todos.
      Como podes ver no JN “O JN refere que a CP gasta 300 mil euros por ano em limpezas após estes actos de vandalismo, recorrentes nas estações portuguesas.”
      não te esqueças que este dinheiro sai do teu bolso.
      Mas se gostas tanto de graffitis, desculpa, “obras de arte urbana”, podes dar a tua morada que eu vou lá e “pinto” a casa.
      Portanto, anormal és tu minha grande…….

    • Ahhhh! Afinal há um vídeo que mostra ter havido vandalismo! E você defende essa gente? Também lá estava na altura? Para saber tanto é porque sim!

  7. Já só falta dizer-se que os coitados dos “vândalos” foram vítimas de um revisor maldoso. São vândalos MESMO, é o nome que se dá a quem estraga o património que não lhe pertence por puro prazer. E mais, são também terroristas, que é o nome dado a quem se esconde atrás de uma máscara e, sem que se exponha, amedronta os seu semelhantes. Coitadinhos… Eles até eram muito bons e não faziam mal a ninguém, não é F31?

  8. Skbllz, não sei se lhe serviu a carapuça mas também não me conhece de lado nenhum, nem andei consigo na escola pra me falar assim, por isso tenha respeito… Além de eu não ser colegas deles, conheço quem conhecesse o rapaz português que faleceu e que sabe perfeitamente o que se passou, tal como eu disse anteriormente.. Quando não se sabe do que se tá a falar, mais vale ficar calado

  9. Zé Raul, como já disse e volto a dizer, quando não se sabe do que se fala, não se conhece a história toda e nem se conhece as pessoas, é melhor informar se muito bem para poder falar… Se 4 amigos estão a correr um risco de vida ao fazer grafitis num comboio, que eu também não acho bem e nem arriscava semelhante coisa, e você vai avisar o revisor para não arrancarem o comboio porque os amigos estão a acabar um desenho que tinham começado em outro dia e o revisor desata a mandar lhe pó do extintor para os olhos e o cega, e faz com que com o desespero corra e seja atropelado por um comboio, acha que é terrorismo??? Quem conhecia aquele jovem, que nem tava a pintar, diz que não fazia mal a uma mosca, e teve a gente que teve no seu funeral, é por ser má pessoa ou terrorista??

    • Boa ideia, talvez o melhor será paralisarmos toda a circulação de comboios, autocarros, camiões, etc. para dar tempo aos “senhores” para acabarem as suas pinturas.

      Que pachorra…..

    • Gostaria só de lhe perguntar o que faria se aparecesse uma “pessoa de bem” e lhe dissesse para não andar com o seu carro porque quer “fazer um desenho”. Tão criminoso é o que faz como aquele que fica a ver. Não desejo nem nunca desejei a morte a ninguém mas também não aceito que o funcionário que estava a proteger os bens da sua empresa seja condenado porque uns vândalos não puderam terminar os seus “desenhos” em propriedade que não lhes pertence. Peço desculpa mas aquele que provoca medo ou terror em terceiros, os passageiros, é terrorista MESMO.

  10. Noticias manipuladores e deturpadoras!….Diz a noticia:—– “a nuvem de pó provocada pelo extintor terá impedido a visão não só dos jovens como também a do próprio maquinista do comboio que os colheu”. Quem escreveu esta barbaridade ou mesmo ignorante ou é muito parvo!…..Quer insinuar que se o maquinista do comboio em circulação os pudesse ter visto tinha parado e evitado o atropelamento…Terá a mínima noção da distancia que um comboio em velocidade de cruzeiro precisa para parar?….

  11. Rusty, se te serviu a carapuça temos pena… Não sou da tua laia nem andei contigo na escola.. Os outros é que são uns marginais por pintar comboios e tu és um santo por tratares gente que não conheces de lado nenhum assim.. Ganha vergonha na cara

  12. Obviamente que o assunto é trágico, independentemente de os rapazes não estarem a fazer nada que a sociedade aprove. E eles sabem disso. Não precisam ser vândalos, basta serem rebeldes. Quem não foi rebelde durante a juventude? Obviamente que o castigo que tiverem foi superior aos actos de rebeldia. Portanto lá porque eles não deviam estar a fazer o que fizeram, não vamos dizer que tiveram o que mereceram. Porque não tiveram. Tal como não gostamos de ler que o revisor está a ser ameaçado, só porque fez o que lhe competia. O revisor tem de ser protegido, e quem agora ameaça o revisor tem de ser levado à justiça pois ameaças e agressões, especialmente a um funcionário público no cumprimento do seu dever, também são crime.

  13. O revisor limitou-se a defender o património e até os passageiros porque à partida nem saberia a verdadeira intenção dos vândalos, não era ele que estava no local errado mas sim estes que pagaram caro a malvadez que lhes corria no corpo, no entanto ficaram essas e outras carruagens mais limpas e a própria sociedade também porque infelizmente vêm seres ao mundo que não passam de autênticos parasitas.

  14. A maior parte dos comentários aqui produzidos são de dois tipos, pessoas que não tem filhos e se os tivessem já os teria abandonado por serem uns trastes/inúteis/vândalos etc.
    O outro tipo são os CP (s) que pertencem a uma classe com mordomias que conseguem parar o país prejudicando cerca de 10 milhões de pessoas com prejuízos incalculáveis para o país, que desde que acordam quer trabalhem ou não ganham o equivalente como extra o equivalente ao que muitas pessoas precisam de um mês no duro.
    Engraçado, conheço alguns filhos “vandalos” CP (s) , queiram pf quando os encontrar mandar um comboio passar por cima deles!?
    Tentar escamotear verdade é que não, pois para tentar assaltar um comboio o melhor sitio é ir pela plataforma e não pelo lado oposto.
    Para terminar havia quem dizia por cada cadeia fechada deveria ser aberta 3 escolas.
    Para alguns inegrumes que aqui escreveram façam um abaixo assinado para incendiaram as cadeias existentes no nosso país pois são pessoas que não interessam, ou seja, é como varrer o lixo de nossa casa e depois despejar no caixote do lixo.
    QUE TIPO DE SOCIEDADE QUEREMOS? TEMOS DE ACEITAR QUE NÃO SOMOS TODOS IGUAIS E POR ISSO NÃO DEIXAMOS DE TER DIREITO A VIDA.

  15. Mas desde quando é que quem faz aquelas coisas, da maneira que faz e ainda filmam para se exibir a apedrejar quem está a honrar o trabalho que faz e a olhar pelo património de todos nós, tem desculpa? Vão contar historinhas pro crlh pa. O que fizeram é grave, o que aconteceu foi unicamente culpa deles proprios. Olha que esta!! Mas afinal que falta de respeito é esta? Queremos criar uma geração de delinquentes? Quem for a favor disso merece castigo, seja activa ou passivamente, quer deixar que isto aconteça tem culpa também.

  16. Este f31 primeiro defende quem nao tem razao, odende quem a tem e depois faz-se de vitima. Fez-vos falta educação e uma enxada ou uns baldes de massa nas mãos, seus meninos de frasco.

  17. Jaquimjaquim, calado é poeta… Alguém disse que os videos que estão na Internet são deste grupo ou que fizeram o mesmo que os deste grupo??? Aprenda a ler, a ouvir e principalmente saber o que se passou! Não fale sem saber! Tanto eu como o jovem português que faleceu neste acidente temos mais educação do que gente como o senhor… Se calhar o balde que fala tem mais massa do que você tem dentro da cabeça!

  18. Vejamos a perspetiva do F31: os rapazes não estavam a fazer mal nenhum. Eles até pediram ao revisor: “Por favor não arranquem já, esperem só um pouco, é que estão aqui uns rapazes a dar cabo da pintura do comboio, e pedimos a si que deixe o comboio atrasar-se e faça todas as pessoas que estão no comboio esperarem um pouco, que os rapazes já estão quase a acabar”. E é este F31 que chama aos outros anormais!!! A polícia devia apanhá-los a todos e a justiça pô-los a trabalhar até pagarem a reparação dos estragos causados.

  19. Skbllz, assim já concordo consigo… Se os tivessem prendido e lhes dessem um castigo como fala eu apoiava… Não concordo é com o que fez p revisor… O jovem português não foi lá para pintar, foi falar com o revisor para que não arrancsse porque os amigos estavam a pintar e não queria que fossem atropelados, e o revisor por pensar que era um assalto dispara o pó do extintor para os olhos do jovem que fica cego e com o desespero corre em direção ao comboio que ia a passar e leva uma pancada e vai pelo ar parar ao meio das silvas… É melhor defender o que ele fez ou dar um castigo como se falou? É que se fosse toda a gente assim, quando um desconhecido falasse com alguém desatava se ao tiro ou facada por pensar que iam ser assaltados… O que o revisor fez não tem sentido nenhum… Muito menos para quem conhece o jovem e sabe como era o seu comportamento e educação!

    • Por mais que os defenda não há desculpa possível para o que fizeram. No combóio vão pessoas cansadas do trabalho, ou não, que estão desejosas de chegar a bom porto. Estes que andam a grafitar, não têm horários de trabalho concerteza mas atrapalham a vida a quem trabalha. Além de que que estão a deteriorar o património da CP e consequentemente de quem o utiliza. Morreram? Temos pena mas que sirva de exemplos a tantos outros.

Responder a F31 Cancelar resposta

Ex-aliada de Bolsonaro denuncia grupo difusor de notícias falsas ligado ao Presidente

A deputada brasileira Joice Hasselmann, ex-líder do Governo de Jair Bolsonaro no congresso, denunciou na quarta-feira a atuação de um grupo difusor de "fake news" (notícias falsas) ligado ao atual Presidente, Jair Bolsonaro, e que …

Banco BiG: EUA e China vão chegar a acordo, mas não será duradouro

No "Outlook" para 2020, os analistas do banco BiG defendem que será improvável que Estados Unidos e China cheguem a um consenso suficiente para reverter as taxas aduaneiras impostas. De acordo com os analistas do banco …

Alemanha expulsa dois diplomatas russos. Rússia vai tomar medidas

Dois diplomatas russos, acusados pelo Ministério Público alemão de falta de cooperação na investigação de um homicídio, foram expulsos da Alemanha. A Rússia já reagiu e avisou que tomará medidas. Esta quarta-feira, a Alemanha expulsou "com …

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …

Os glaciares da Nova Zelândia estão a mudar de cor

À medida que o Hemisfério Sul entra no verão, acontece uma temporada catastrófica de incêndios florestais na costa leste da Austrália. Há casas destruídas, coalas a morrer e um fumo espesso que cobre o estado …

Não se irrite. Fisco vai comunicar de forma mais clara

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai lançar um serviço de apoio e defesa ao contribuinte que usará uma linguagem mais simples e clara. A alteração é inspirada num modelo britânico. A Autoridade Tributária e Aduaneira vai …

Juiz Rui Rangel justificou ganhos com direitos de autor de programa televisivo

O juiz afirmou, perante o plenário do Conselho Superior da Magistratura, que os ganhos fora da magistratura correspondiam a direitos de autor de um programa na televisão. O juiz Rui Rangel, que foi demitido da magistratura esta …