Resolvido mistério da longevidade da civilização mais antiga do mundo

Sara jilani / Wikimedia

Sítio arqueológico de Harappa, berço da civilização Harapeana, no Vale do Indo

Uma equipa de arqueólogos revelou a causa pela qual a civilização indiana Harapeana, uma das mais antigas do mundo, existiu durante muitos milénios e conseguiu adaptar-se durante as secas periódicas que abalavam o Vale do Indo.

“A sobrevivência da maioria das civilizações antigas dependia de um factor crucial — o acesso à água“, diz Cameron Petrie, investigador da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, e autor de um novo estudo publicado na revista Current Anthropology.

“O estudo da forma como os seus habitantes dispunham da água e a utilizavam ajuda a entender como a humanidade se adapta às novas situações e por que razão muitas pessoas continuam a praticar a economia natural – mesmo sem ter necessidade disso”, acrescenta o antropólogo.

A Civilização Indiana, ou, por outras palavras, a Harapeana, é uma das civilizações mais antigas do mundo, a par da Egípcia e da Suméria. Nasceu há cerca de 5 mil anos atrás no Vale do rio Indo, na fronteira entre os estados contemporâneos da Índia e do Paquistão, e atingiu o seu auge no século XXIII a.C.

Essa época viu nascer o sistema de comércio urbano e “internacional”, a planificação das povoações municipais, as primeiras instalações sanitárias da humanidade, e foram padronizados as medições e os pesos – com a consequente propagação da influência da Civilização Indiana por todo o continente.

Após o ano 1900 a.C., no entanto, a civilização indiana começou a cair em declínio, algo que os cientistas até agora atribuíram a mudanças climáticas, ou seja, o clima tornou-se mais frio e seco devido à atenuação das monções.

Por outro lado, os dados mais recentes em relação ao clima da Terra ao longo dos últimos 10 mil anos demonstram claramente que o clima do Industão, o subcontinente indiano, mudou de modo brusco nas épocas anteriores a esta, o que leva os cientistas a discutir por que é que a civilização indiana não desapareceu antes.

Petrie e os colegas decidiram investigar como é que as civilizações do Vale do Indo conseguiam sobreviver durante as secas. Para isso, os cientistas realizaram escavações nas margens de um lago seco que se situa perto de um dos centros da civilização indiana, Rakhigarhi.

(dr) Cameron Petrie

Escavações no sítio arqueológico de Masudpur I, Haryana, India

Escavações no sítio arqueológico de Masudpur I, Haryana, India

A equipa de arqueólogos descobriu vestígios de um sistema peculiar de cultivação de produtos agrícolas que indicava que os habitantes da região produziam vários tipos de legumes e cereais ao mesmo tempo. Isto permitiu aos cientistas concluir que esta foi a forma de os habitantes de Rakhigarhi e dos arredores se salvarem das secas.

Depois de analisar os dados recolhidos ao longo destas escavações e os dados sobre o clima da altura no Industão, os cientistas repararam num traço comum próprio de todas as cidades e comunidades da civilização indiana — todas elas ficavam em zonas climáticas onde as temporadas de chuva no Inverno e no Verão se sucediam.

Foi graças a isso que os agricultores da época conseguiam aguentar as secas periódicas, já que uma má colheita no Verão poderia ser compensada por uma colheita melhor de um cereal de inverno.

Nos séculos seguintes, as precipitações reduziram-se significativamente e assim se mantiveram longo de quase 300 anos, o que levou à seca completa do lago – e, segundo afirmam os investigadores, ao despovoamento das cidades nas suas margens.

PARTILHAR

RESPONDER

No seu primeiro encontro, Boris dirá a Juncker que não vai adiar novamente o Brexit

Naquela que será a primeira vez que Boris Jonhson e Jean-Claude Juncker se encontram, o primeiro-ministro britânico vai defender que o Reino Unido não está preparado para adiar mais uma vez o Brexit. Boris Johnson prepara-se …

Ataques com drones paralisam metade da produção saudita. Preço do petróleo sobe mais de 10%

Os ataques deste sábado às instalações petrolíferas na Arábia Saudita paralisaram metade de produção de petróleo do país que é um dos maiores produtores a nível mundial. Segundo a Saudi Aramco, os dez drones explosivos, que …

Conceição deu raspanete a Nakajima, mas admite que complicou o jogo

O FC Porto venceu o Portimonense por 2-3, num golo marcado no último lance do jogo. No apito final, havia motivos para festejos, mas os ânimos aqueceram entre Conceição e Nakajima. Depois de estar a vencer …

Águas passadas ainda movem moinhos. Rui Rio e Catarina Martins atacam com fantasmas da troika e do PREC

No debate deste domingo, não houve tema em que Rui Rio e Catarina Martins estivessem de acordo. Os líderes do PSD e do BE aproveitaram todos os temas para mostrar as diferenças que separam os …

Vinte anos depois, surgem regras de lares para crianças em perigo

A Lei de Proteção de Crianças e Jovens foi aprovada em 1999. Desde então, um diploma para definir o papel das casas de acolhimento era aguardado. Existe agora, 20 anos depois, um projeto, mas se …

Este caranguejo usa os dentes que tem no estômago para "rosnar" aos inimigos

Os caranguejos-fantasmas usam os dentes que têm na região gástrica para "rosnar" aos seus inimigos quando se sentem ameaçados. Geralmente, quando o nosso estômago faz barulho é sinal de que estamos com fome. Pois bem, de …

Rei de Espanha inicia ronda de consultas para tentar evitar novas eleições

Felipe VI vai receber 15 líderes partidários por ordem da sua representação parlamentar, terminando na terça-feira, ao fim da tarde, com o secretário-geral do PSOE e atual chefe do Governo de gestão. Depois de ver os …

Costa venceu os debates, mas PS cai nas sondagens (e PSD ainda está longe)

Uma nova sondagem para o Jornal de Notícias e TSF mostra o Partido Socialista na frente com 39,2% das intenções de voto, ainda fora de terreno de maioria absoluta, mas mantém a distância para …

A Matemática resolveu o mistério do bilhete da lotaria que tem sempre prémio

Em 1969, Adrian R.D. Mathias propôs um enigma matemático no qual existiria um bilhete de lotaria que seria sempre premiado. A resposta à abordagem teórica de Mathias só pode ser resolvida recorrendo à teoria dos …

Vandalizadas instalações da delegação da União Europeia em Israel

As paredes da delegação da missão da União Europeia (UE) em Israel apareceram, este domingo, vandalizadas com grafiti e com acusações ameaçadoras de que “o dinheiro alemão mata judeus”. A delegação da UE naquele país já …