REN pode vir a pagar metade da fatura da tarifa social do gás

Daniele Civello / Flickr

Esta quinta-feira, o jornal Público avança que o Governo quer que, em vez dos consumidores, sejam as “transportadoras” e “comercializadoras” a financiar a tarifa social do gás. A ERSE terá de adaptar as tarifas à nova lei e propõe que metade do custo passe para a REN.

Com o Orçamento de Estado (OE) para 2018 surgiu a alteração ao modelo de financiamento da tarifa social de gás natural, que determina que os “custos decorrentes” da medida “são suportados pelas empresas transportadoras e comercializadoras de gás natural na proporção do volume comercializado de gás no ano anterior”.

Obrigada a adaptar os seus regulamentos, a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) pôs em consulta pública uma proposta de alteração ao regulamento tarifário e ao regulamento de relações comerciais do setor do gás natural, que, ao que tudo indica, entrará em vigor a tempo da publicação das novas tarifas, a 1 de Julho.

Para essas tarifas, existentes desde 1 de Julho de 2017 e válidas até 30 de Junho, a entidade estimou que os custos com a tarifa social atingissem 1,4 milhões de euros.

Segundo o Público, caberá à REN Gasodutos, enquanto operador da rede de transporte, assumir parte dos encargos. “Os custos da tarifa social são suportados em metades iguais pelo operador da rede de transporte e pelos comercializadores”, consta na proposta da ERSE. No entanto, a entidade reguladora quer saber na consulta pública, que decorre até dia 2 de março, se este modelo de repartição é o mais adequado.

O jornal questionou a REN sobre este tema, mas não obteve resposta. Também não foi possível obter um comentário da Galp que, além da comercialização em mercado, detém oito distribuidoras regionais com obrigações de comercialização de último recurso.

A ERSE deixa subentendido que o texto da lei orçamental não é claro no que diz respeito à expressão “empresas transportadoras”, que não invalida a possibilidade de poder surgir “ulteriores elementos interpretativos”.

Na categoria de comercializadoras, a entidade inclui as que estão em mercado livre e as comercializadoras de último recurso – como as várias distribuidoras regionais do grupo Galp, a Tagusgás ou a Sonorgás. Quanto à antiga EDP Gás, a atual REN Portgás, segundo informações recolhidas pelo Público, a obrigação de comercialização de último recurso não passou para a REN.

O desconto de 31,2% proporcionado pela tarifa social representa, para “um consumidor médio” elegível, um desconto de 3,45 euros na fatura mensal: 7,60 euros (sem IVA) em comparação com os 11,05 euros sem a tarifa social.

Na proposta de alteração, a ERSE salienta que, à semelhança do que se verifica na tarifa social da eletricidade, “não pode, nas tarifas a aprovar, aceitar a repercussão dos custos relativos ao financiamento da tarifa social do gás natural sobre os consumidores”. No caso da tarifa social da eletricidade, o custo é suportado pelos produtores, em função da potência instalada.

Fonte oficial do grupo Dourogás disse ao jornal que é “importante vincar que, ao atribuir às empresas mais custos, se está indiretamente a aumentar os preços das tarifas e por sua vez o custo da fatura dos consumidores“.

Manuel Azevedo, presidente da Energia Simples, defende que o atual modelo deve manter-se. Os custos, no seu entender, não podem ser imputados aos operadores em mercado, pois “qualquer custo adicional vai refletir-se na tarifa final dos outros consumidores”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Estratégia prevê rede de bancos de leite materno e revisão das licenças para amamentar

A ENALCP apresentada esta quarta-feira prevê a criação de uma rede nacional de bancos de leite materno e a revisão dos diretos de parentalidade. Ambientes favoráveis deverão ser também revistos. A Estratégia Nacional para a Alimentação …

DGS aconselha grávidas e bebés vegetarianos a tomarem suplementos

A Direção-geral da Saúde recomenda suplementos de vitaminas e minerais para bebés e grávidas com alimentação vegetariana e lembra que a dieta não omnívora no primeiro ano de vida deve estar sempre sob supervisão médica. "A …

Entre os boletins de voto dos emigrantes, também há cheques e contas da luz

Para exercer o seu direito de voto, os eleitores portugueses residentes no estrangeiro deveriam enviar de volta para Portugal a documentação que receberam em casa – um envelope verde com o boletim de voto, dentro …

Ryanair despede 432 trabalhadores em Espanha

A companhia aérea irlandesa Ryanair confirmou esta quarta-feira a sua intenção de despedir em Espanha 432 trabalhadores das suas bases de Girona e Canárias, 327 tripulantes de cabine e 105 pilotos, informou o sindicato USO. Num …

Eleições em Moçambique. Dados preliminares dão vitória a Nyusi

Segundo as projeções de resultados da Sala da Paz, de acordo com valores “preliminares” baseados na leitura dos editais pelos seus observadores, o atual Presidente moçambicano e candidato da Frelimo, Filipe Nyusi, terá sido reeleito …

"Quem acusou Sócrates tem de provar. Se não provar tem de ser punido"

O ex-Presidente brasileiro, Lula da Silva, defende punição de procuradores da Operação Marquês, caso a acusação contra José Sócrates seja arquivada. Esta terça-feira, em entrevista à RTP, Lula da Silva defendeu a punição dos procuradores que …

Na Saúde, Warren torna-se alvo de ataques. Mas o foco é "derrotar Trump"

O maior debate televisivo para umas eleições primárias na história dos EUA juntou 12 candidatos num só palco. Foi o primeiro debate para o qual o ex-vice-Presidente Joe Biden não partiu com vantagem, tendo a …

Trump sugere que os mexicanos são uma ameaça terrorista maior do que o Daesh

O Presidente Donald Trump sugeriu que os mexicanos são uma ameaça muito maior do que o Daesh. Respondendo uma vez mais às críticas sobre ter retirado as tropas dos Estados Unidos (EUA) junto à fronteira …

Grécia. Incêndio em campo de refugiados deixa 600 pessoas sem alojamento

Um incêndio no campo de identificação e registo de migrantes de Vathy, na ilha grega de Samos, deixou 600 refugiados sem alojamento, alertou na terça-feira a organização não-governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF). "Em Vathy, seis …

Lista candidata à Ordem dos Enfermeiros excluída por ter poucos homens

Uma das listas candidatas às eleições para a Ordem dos Enfermeiros foi excluída por ter poucos homens. A comissão eleitoral nomeada explica que a lista não respeita a lei da paridade, aprovada pela Assembleia da …