Reino Unido. Brexit e saúde dominam debate entre Boris e Jeremy

Jonathan Hordle / EPA

Debate entre Boris Johnson e Jeremy Corbyn

A saída do Reino Unido da União Europeia (UE) e a saúde foram os dois temas principais do debate de terça-feira entre o primeiro-ministro britânico ainda em funções, Boris Johnson, e o seu opositor e candidato às eleições, Jeremy Corbyn.

O início, bem como a metade da primeira metade da hora do debate, foi ocupado com o ‘Brexit’, como noticiou o Observador. Durante esse tempo, Johnson, líder do Partido Conservador, questionou várias vezes o que seu opositor defendia sobre essa questão.

“O senhor Corbyn não nos diz de que lado fará campanha em caso de referendo sobre o Brexit”, disse Johnson. “Mais uma vez, se a política do Labour for aplicada, não sabemos de que lado o senhor Corbyn fará campanha: pelo Leave ou pelo Remain?”, reforçou. “Ele acredita no que está a propor? Ou irá, por absurdo, fizer campanha contra o acordo que ele próprio negociou?”, acrescentou ainda.

Corbyn respondeu lembrando que “o primeiro-ministro votou duas vezes contra o acordo de Theresa May”, firmando um “acordo ainda pior”. Quanto ao segundo referendo, indicou que serve esclarecer “a escolha do povo”.

“Ainda não sabemos, é um enigma: irá Jeremy Corbyn fazer campanha pelo acordo que quer fazer ou irá chamar os seus amigos do Labour para destruir a geringonça que ele próprio criou?”, voltou a atacar Johnson.

De acordo com o Público, Corbyn tem defendido negociar um novo acordo que inclua uma união aduaneira com a UE e o alinhamento com o mercado único e com a legislação laboral e ambiental, o qual submeteria a uma consulta com efeito vinculativo e que teria como opção a permanência na UE.

Este foi também acusado pelo primeiro-ministro de estar a preparar um acordo secreto com o Partido Nacional Escocês (SNP) no qual, em troca do apoio parlamentar para formar governo, estaria disposto a conceder autorização aos escoceses para realizarem um novo referendo à independência. Corbyn disse que não há “nenhum acordo” com o SNP.

Ao ser confrontado com as acusações de anti-semitismo sobre o seu partido desde que é líder, Corbyn disse reconhecer que os judeus têm uma “história desesperada”, sobretudo no século XX, e que “o racismo, seja de que forma for, é um flagelo”.

Na segunda parte do debate o tema central foi a saúde, com incidência no Sistema Nacional de Saúde britânico (National Health System – NHS).

Corbyn começou por apontar que o sistema está “sob uma tremenda pressão”. “Ouvi ontem a história de uma mulher que morreu de cancro da mama. No dia anterior, tinha ido ao hospital para receber tratamento urgente. Esperou oito horas. Os enfermeiros não conseguiam nenhum médico porque estavam todos ocupados. Ela fez um vídeo para as redes sociais a pedir que apoiem o sistema de saúde. É uma das coisas mais preciosas deste país”, relatou.

“Acabemos com a privatização do NHS”, apelou, referindo-se às parcerias público-privadas.

Antes disso, ainda na primeira parte do debate, este tema já tinha sido mencionado, com Corbyn a apontar “uma série de encontros secretos com os EUA, onde [Boris] propõe abrir os nossos ‘mercados do SNS’, como eles lhe chamam”. A referência diz respeito a reuniões noticiadas pela imprensa britânica entre responsáveis do governo com empresas norte-americanas, onde o NHS foi tema de discussão.

Johnson não negou a existência desses encontros, limitando-se a responder que também valoriza o NHS e recordando que o governo irá construir 40 novos hospitais. “O NHS não está à venda”, garantiu.

Quando questionado sobre qual o líder político mundial que mais admira, Corbyn indicou o nome de António Guterres, dizendo que o secretário-geral da ONU “está a tentar unir o mundo”.

À pergunta “A verdade importa nesta campanha?”, Johnson optou por um “penso que sim”.

No fim do debate, a sondagem final da YouGov, em parceria com a Sky News, mostrou uma vantagem de Boris Johnson no debate.

Johnson e Corbyn responderam a perguntas da audiência composta por pessoas de diferentes áreas sociais e políticas, tendo sido confrontados com a falta de confiança dos britânicos nos políticos, a saúde, a despesa pública e a família real.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientista descobre espécie extinta de ganso através de uma pintura egípcia

Uma famosa pintura que estava originalmente no túmulo do príncipe egípcio Nefermaat levou um cientista a descobrir uma espécie de ganso já extinta. A cena "gansos de Meidum", originalmente pintada no túmulo do príncipe Nefermaat, encontra-se …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Hong Qin, do Laboratório de Física de Plasma de Princeton (PPPL) do Departamento de Energia dos EUA, criou um algoritmo de Inteligência Artificial que pode provar que a realidade é, na verdade, uma simulação. O algoritmo …

Quase 10 anos depois, avião de Gaddafi continua parado num aeródromo em França

Quase uma década depois de ter aterrado em solo francês, o avião presidencial do ex-ditador líbio continua parado num aeródromo no sul do país, estando no meio de vários processos judiciais que parecem não ter …

Governo recebeu 1.600 ideias para a bazuca. Costa agradece mobilização

Durante a fase de discussão pública, o Plano de Recuperação e Resiliência recebeu mais de 1.600 contribuições e mais de 65 mil consultas. O primeiro-ministro António Costa disse que, durante a fase de discussão pública, …

"Honjok" é o nome do movimento sul-coreano que reivindica a solidão

A solidão tornou-se um tema recorrente devido à pandemia de covid-19. Na Coreia do Sul, existe um movimento chamado "honjok", que promove um estilo de vida solitário. O isolamento imposto pela pandemia de covid-19 está a …

Do subsolo sírio à nomeação ao Óscar: hospitais em tempos de guerra numa "era de impunidade"

The Cave é o nome de uma produção que esteve nomeada para o Óscar de Melhor Documentário de 2020. É também o lugar onde hospitais sírios se escondem para salvar vidas longe de bombardeamentos e …

Patrícia Mamona sagra-se campeã no triplo salto em pista coberta

Esta tarde, Patrícia Mamona tornou-se a terceira atleta portuguesa a garantir a medalha de ouro para Portugal no Campeonato da Europa em pista coberta. A portuguesa Patrícia Mamona conquistou, este domingo, a medalha de ouro na …

Dias de aulas mais longos, férias mais curtas e cinco períodos. Em Inglaterra, já se equacionam formas de recuperar o tempo perdido

Há três medidas em cima de mesa que podem vir a ser adotadas para combater os atrasos na aprendizagem dos alunos. Na Inglaterra, as escolas reabrem para aulas presenciais esta segunda-feira, mas já se pensa …

Índia abre centro de bem-estar para hóspedes abraçarem vacas e "esquecerem todos os problemas"

Animais de conforto e apoio emocional são cada vez mais populares em todo o mundo. Embora a maioria das pessoas use cães ou gatos, há também algumas escolhas mais bizarras, incluindo pavões, macacos e cobras. Os …

Abel Ferreira tentou levar jogador do Benfica para o Palmeiras

O treinador português Abel Ferreira, no comando técnico dos brasileiros do Palmeiras, pediu a contratação de Franco Cervi, que alinha pelo Benfica, mas acabou por ver a sua proposta recusada pelo jogador argentino. A notícia …