Regresso da Força Aérea ao combate aos fogos é “inevitável”

Força Aérea Portuguesa / Facebook

Aeronaves EH-101 Merlin e C-295M da Força Aérea Portuguesa.

Aeronaves EH-101 Merlin e C-295M da Força Aérea Portuguesa.

O ministro da Defesa disse que considera “inevitável” o regresso da Força Aérea ao combate aos incêndios florestais.

“A Força Aérea não dispõe, neste momento, de capacidades instaladas para participar ativamente no combate aos incêndios. E essa descontinuação do papel da FAP é já antiga. Mas tenho como inevitável que a FAP venha a ser dotada dessa capacidade e o primeiro-ministro coincide nessa abordagem”, afirmou Azeredo Lopes em entrevista ao Jornal de Notícias.

Para o ministro da Defesa, o regresso da FAP é inevitável porque se está agora num “momento crítico de reequipamento”.

“Através da Lei de Programação Militar (LPM) ou de outros meios, estamos perante dois desafios categóricos – mais em relação ao combate aos incêndios“, sublinhou.

Segundo o ministro, é necessário, em primeiro lugar, fazer a substituição dos helicópteros Alouette III da FAP, que desempenham funções de treino para a FAP e a Marinha e que serão descontinuados em 2018.

“Há uma necessidade imperiosa e que passará, com toda a certeza, pela antecipação da substituição. Tanto mais que o tempo de entrega de um novo helicóptero é no mínimo de 12 meses”, avaliou.

“Uma das características desses helicópteros é poderem ser dotados de meios para combate a incêndios. Ou seja, com um custo suplementar mínimo, dota-se o novo helicóptero de uma capacidade que lhe permitirá matar dois coelhos de uma cajadada. E é esse pensamento estratégico que tenho pena que já não tenha sido validado nos últimos anos”, acrescentou.

Sobre as estimativas de custos para os aparelhos, Azeredo Lopes afirmou, que “para os helicópteros, há uma estimativa que resulta da LPM: 20 milhões de euros, mais IVA”.

Questionado sobre se haveria uma esquadra específica para esta participação no combate aos incêndios, o ministro da Defesa declarou que “não é um modelo organizacional específico”.

“Há, sim, meios da Força Aérea e esses meios, na gestão da FAP, implicam um patamar de utilização e eficiência muito superiores”, comentou.

Azeredo Lopes indicou que será preciso “otimizar a utilização dos pilotos”, com a devida capacitação e, se for preciso, colocá-los “diretamente no combate aos incêndios”.

Sobre os custos dessa operação da FAP nos fogos, o ministro disse que serão “custos públicos”.

Já a eventual utilização dos helicópteros do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) “é uma questão que pode vir a colocar-se”.

“Ao contrário do que se pensa, não é revolução nenhuma. As forças armadas já têm um papel importantíssimo nas missões de interesse público, na busca e salvamento, no transporte de doentes […]”, referiu ainda.

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, também já demonstrou o seu apoio à possibilidade da Força Aérea vir a ter capacidade para fazer o combate a incêndios.

No dia 13 de agosto, a ministra sublinhou que será preciso formar os pilotos e também equipar os meios aéreos.

A 14 de agosto, a Força Aérea esclareceu que “não possui meios aéreos que permitam a realização de missões de combate a incêndios”, mas admitiu que a capacidade para realização destas missões poderá “vir a materializar-se faseadamente, num futuro próximo”.

/Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Devia ser antes de comprar submarinos. Tambem fazem falta metralhadoras automáticas com sensores de movimento a volta do mato, e alias se “senhores” de industria de madeira ou de agricultura levarem uns tiros
    nos cornos não precisava nada disto

  2. O ministro da defesa tem toda a razão mas não vai conseguir opor-se aos lobbies do fogo. Está envolvido muito peixe graúdo e muitos milhões de euros.
    O ministro que espere um pouco que logo logo alguém o faz esquecer de “ideias parvas” com umas luvas recheadas.

  3. Deviam era comprar estes… !permitirá matar dois, três ou quatro coelhos de uma cajadada (Salvamento, Combate, Vigia de costa com aterragem rápida.
    “Sino Boeing V-22 Osprey “

RESPONDER

Príncipe italiano vende massa fresca numa roulote nos Estados Unidos

O príncipe italiano Emanuele Filiberto é dono da "Princípe de Veneza", a única roulote que vende massa fresca em Los Angeles, nos Estados Unidos. Harry e Meghan Markle podem bem pôr os olhos neste exemplo de …

Há 140 anos, "choveu" carne nos Estados Unidos (e ainda não se sabe porquê)

Há 140 anos, em 1876, uma quinta no estado norte-americano de Kentucky testemunhou uma "chuva" de carne cuja origem permanece um mistério. Tudo começou quando, em 3 de março de 1876, a mulher do agricultor Allen …

"Posso sempre confiar" nos americanos. Coleção de cartas manuscritas da princesa Diana vai a leilão

Em 25 de junho de 1997, alguns meses antes da morte da princesa Diana em agosto, dezenas dos seus vestidos foram leiloados na Christie's, em Nova Iorque. Agora, algumas das suas cartas manuscritas sobre esse …

Governos desligaram a Internet centenas de vezes em 2019

Dezenas de Governos de todo o mundo desligaram os seus países da Internet de forma intencional mais de 200 vezes durante o ano passado, afetando milhões de utilizadores, revela um novo relatório do grupo de …

Falha de protocolo do Governo americano pode ter ajudado a espalhar o coronavírus

Uma whistleblower do Departamento de Saúde e Serviços Humanos norte-americano defende que uma falha no protocolo de saúde pública pode ter levado à disseminação do coronavírus dentro do país. Uma denunciante do Departamento de Saúde e …

Coronavírus pode fazer com que Liverpool não seja campeão inglês

O Liverpool pode não se sagrar campeão inglês devido ao surto do novo coronavírus. Caso o Governo britânico suspendesse a competição, os 'reds' poderiam não ser considerados campeões. O coronavírus continua a ameaçar o mundo inteiro …

Sissoco Embaló demite primeiro-ministro e ambos falam em "golpe de Estado"

Umaro Sissoco Embaló, candidato às presidenciais dado como vencedor pela Comissão Nacional de Eleições da Guiné- Bissau, e que quinta-feira tomou posse simbolicamente como Presidente do país, demitiu hoje o primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes. Num decreto …

"Neve sangrenta" está a cair do céu na Antártida

Nas últimas semanas, o gelo em redor da Base de Pesquisa Vernadsky da Ucrânia foi revestida com o que os investigadores chamam de "neve de framboesa". Uma publicação no Facebook do Ministério da Educação e Ciência …

Face Oculta: Sobrinho de Manuel Godinho diz que não se orgulha do que fez

O sobrinho do sucateiro Manuel Godinho, principal arguido do processo Face Oculta, disse hoje estar arrependido do que fez quando trabalhava para o tio nos negócios da gestão de resíduos. “Não me orgulho nada daquilo que …

Há uma "Greta" que nega as alterações climáticas: Naomi Seibt

Naomi Seibt é uma jovem alemã de 19 anos que é a voz dos negacionistas das alterações climáticas. As comparações com Greta Thunberg são inevitáveis. Greta Thunberg tem sido provavelmente a voz mais ativa no que …