/

Registadas mais 30 mortes e 847 novos casos em Portugal

6

Mário Cruz / Lusa

O boletim da DGS refere menos 1055 casos ativos, para um total de 60.493 – é o 37.º dia consecutivo de queda. Há menos 125 hospitalizados do que na segunda-feira (agora são 1278)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Foram registados, nas últimas 24 horas, mais 847 casos de covid-19 e 30 mortes em Portugal, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) desta terça-feira, um aumento considerável do números de infeções face ao dia anterior.

Também o número de óbitos subiu ligeiramente, igualando a marca de dia 3. Mas a tendência de decréscimo mantém-se, com menos 1055 casos ativos (são agora 60493) e mais 1872 pessoas recuperadas, num total de 811 306 pessoas que testaram positivo à covid-19.

Os dados atualizados mostram que o número de internamentos continua a baixar. Estão agora hospitalizados 1278 doentes, dos quais 312 em unidades de cuidados intensivos – é o valor mais baixo desde 2 de novembro, dia em que estavam 294 pessoas nestas unidades.

No que respeita à distribuição geográfica dos novos casos, destaque positivo para os Açores (zer casos), Alentejo (3) e Algarve (4).

Do lado oposto, a Madeira contabiliza 344, embora em nota a DGS explique que 92% destas infeções foram detetadas há mais de 48 horas, pois um problema informático num laboratório levou a este desfasamento.

Lisboa e Vale do Tejo é a segunda região com mais novos casos, 288, e aquela onde se registaram dois terços dos óbitos.

Portugal registou desde o início da crise sanitária, em março, 811.306 casos de infeção e 16.595 óbitos.

  ZAP //

6 Comments

  1. Todos os dias, martelam os números da pandemia, para ficarmos “mais próximos” do desconfinamento. Quando abrirem lojas, escolas, e restaurantes, vamos ter uma Terceira Guerra Mundial ou Quarta Vaga.

  2. Tendo em conta que se fazem agora metade dos testes que se faziam ainda há pouco tempo, podemos dizer que são perto de 2000 novos infectados. Mas sim… com estas contas, a malta anda ben enganada.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.