Raphinha, ex-Sporting e Vitória, é a nova figura da selecção brasileira

Rodrigo Antunes / Lusa

Brasil goleou o Uruguai e Raphinha marcou dois golos em Manaus: “Esta noite poderia nunca acabar”.

O Brasil voltou às vitórias, na qualificação para a fase final do Mundial 2022. Depois do (único) deslize, no empate com a Colômbia, os brasileiros venceram um dos jogos mais esperados do futebol na América: 4-1 frente ao Uruguai.

Em Manaus, o Brasil rematou 22 vezes, enquanto o Uruguai tentou o golo apenas cinco vezes. Números que demonstram a superioridade local, que durou a partida toda.

Neymar foi o primeiro a marcar, logo aos nove minutos. Logo a seguir Raphinha dobrou a vantagem brasileira. O guarda-redes Muslera foi evitando (mais) golos brasileiros mas, aos 57′, Raphinha bisou. Luis Suárez ainda reduziu a um quarto de hora de final e Gabriel Barbosa apontou o 4-1 final aos 83 minutos.

São já 31 pontos, vantagem de 15 (!) para o quinto classificado – as quatro melhores selecções na zona sul-americana asseguram presença no Mundial no Qatar. O apuramento pode ser confirmado já na próxima jornada, em Novembro: se o Brasil vencer a Colômbia em casa, está qualificado.

Raphinha é o nome mais comentado

Numa selecção brasileira com jogadores titulares com passado recente ligado a Portugal, como Ederson, Alex Sandro, Fabinho e Gabriel Barbosa, um jogador do plantel actual do Benfica foi titular: Lucas Veríssimo. Mais uma exibição segura, de qualidade, do jovem defesa-central.

No entanto, as atenções das análises no Brasil centram-se em Raphinha. O brasileiro, ex-Vitória de Guimarães e ex-Sporting, e que já tinha entrado com grande nível contra a Colômbia, esteve “iluminado” frente ao Uruguai, elogia o portal Globoesporte.

As suas arrancadas e dribles fizeram “levantar os adeptos“, mostrou bom posicionamento e oportunismo no primeiro golo, enquanto no segundo golo evidenciou “explosão, controlo de bola e precisão no remate”.

O avançado, que foi titular pelo Brasil pela primeira vez, mereceu a nota mais elevada de todos os intervenientes brasileiros neste jogo.

“Vai ser difícil esta noite passar, vai ser difícil esquecer esta noite, não precisava de acabar nunca. Não consigo explicar a felicidade que sinto. Este jogo não poderia ser mais marcante para mim, com os golos e com a vitória. Estou a realizar o sonho de criança”, admitiu Raphinha, emocionado, após a vitória.

Aos 24 anos, e depois de ter passado pelo Rennes, Raphinha tem brilhado na Premier League ao serviço do Leeds United.

O seleccionador Tite pediu calma: “É um processo. Temos discernimento, constatamos que foi uma grande actuação, sim. Mas daqui a pouco achamos que é já o pico da montanha. Vai oscilar. É normal. É jovem. Fez um grande jogo, mas tem que haver bom senso e serenidade nas avaliações”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

“Para continuar cá tem que jogar muito no seu clube, a concorrência aumenta, o nível aumenta e o atleta compete para estar na selecção brasileira”, continuou o treinador.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.