“Rapariga que chora na fronteira” é a fotografia do ano do Wold Press Photo

John Moore / Getty Images

“A rapariga que chora na fronteira” de John Moore.

A fotografia do ano do World Press Photo 2019 é da autoria do norte-americano John Moore, anunciou esta quinta-feira a organização dos prémios em Amesterdão, na Holanda. Concorreram 78.801 trabalhos de 4.738 fotógrafos.

A fotografia, captada em 12 de junho de 2018, mostra uma menina hondurenha a chorar enquanto a mãe é revistada e detida próximo da fronteira dos Estados Unidos com o México, em McAllen, no Texas. A foto, intitulada “Rapariga que chora na fronteira“, é da autoria do fotógrafo norte-americano John Moore.

Podia ver o medo nos rostos deles, nos olhos deles“, confessou o fotojornalista americano na altura em que captou a fotografia. Moore disse que, à medida que as autoridades iam apontando o nome dos migrantes que estavam na fronteira, a mãe e a filha chamaram a sua atenção. O fotógrafo revela que nunca mais soube do paradeiro da família após a foto.

Em declarações posteriores ao jornal britânico Daily Mail, o pai da menina disse que a filha não tinha sido retirada à mãe e que ambas tinham sido detidas juntas. Para John Moore, a “imagem tocou os corações de muitas pessoas“, como o seu, porque “humaniza uma história maior”.

Segundo um dos membros do júri da competição, a fotojornalista brasileira Alice Martins, a fotografia de Moore mostra “uma violência diferente, que é psicológica“. Para a vice-presidente do júri, Whitney Johnson, “os detalhes na fotografia são muito interessantes”.

A imagem, que valeu ao fotógrafo um prémio de 10 mil euros, foi capa da revista Time e gerou a contestação ao programa separação das famílias de imigrantes do presidente norte-americano, Donald Trump.

Português no pódio

O fotojornalista português Mário Cruz também foi honrado com o terceiro lugar na categoria Ambiente. “Viver entre o que foi deixado para trás” é a fotografia que ilustra uma criança deitada num colchão, flutuando no rio completamente poluído de Pasig, em Manila, nas Filipinas.

Esta não é a primeira vez que o português é premiado no World Press Photo. O Observador recorda que, em 2016, conquistou o primeiro lugar na categoria de temas contemporâneos, com uma fotografia que retrata a escravatura de crianças no Senegal.

“Muitas vezes vemos pessoas a fotografar lixo no areal, a questionarem como aquilo foi lá parar, e caímos no erro de nos preocupar com a microescala que nos afeta, mas o que encontramos é o resultado de algo que se encontra completamente descontrolado na outra ponta do planeta”, explicou Mário Cruz.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Verdes denunciam depósito ilegal de amianto em aterros para resíduos não perigosos

Os Verdes questionaram o Governo sobre casos de depósito de amianto em aterros para resíduos não perigosos. Esta é uma prática ilegal segundo a legislação portuguesa. O Partido Ecologista "Os Verdes" entregou na Assembleia da República …

Autarquias desperdiçaram 128 litros de água por dia em 2018

A Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros encabeça a lista de entidades gestoras que mais água desperdiçam diariamente: 538 litros diários por ramal. Em 2018, a média de perda de água em Portugal continental situou-se nos …

Há mais de 100 mil crianças migrantes detidas nos EUA, garante a ONU

Mais de 100 mil crianças migrantes estarão atualmente em centros de detenção nos Estados Unidos (EUA), disse na segunda-feira um perito independente da Organização das Nações Unidas (ONU), esclarecendo que esta estimativa, que classificou como …

Milhares de manifestantes impedem abertura do parlamento do Líbano

Milhares de manifestantes bloquearam esta terça-feira os acessos ao parlamento do Líbano, obrigando a adiar novamente a análise de várias leis, como a que prevê uma amnistia a quem tem impostos em dívida, contestada por …

Huawei quer implementar 5G no Brasil

O Presidente do Brasil afirmou na segunda-feira que a gigante das telecomunicações chinesa Huawei pretende instalar a tecnologia de quinta geração (5G) no país, mas rejeitou que tenha sido feita uma proposta. O anúncio foi feito …

Benfica lança OPA para controlar SAD. Ações valorizam 70%

As ações da Benfica SAD estavam a valorizar 70%, para os 4,70 euros, um dia depois da Sport Lisboa e Benfica SGPS ter lançado uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre 28,067% do capital da …

Califórnia processa empresa por promover cigarros eletrónicos com sabores para atrair jovens

A Califórnia, nos Estados Unidos (EUA), abriu na segunda-feira um processo contra a Juul, marca líder de cigarros eletrónicos, acusando-a de desenvolver uma estratégia de marketing focada na conquista de menores de idade para adquirir …

Luis Enrique volta a assumir o comando da seleção espanhola

O treinador vai reassumir as funções de selecionador de futebol de Espanha, que deixou para acompanhar a doença da filha, que faleceu em agosto com um cancro ósseo. Luis Enrique, de 49 anos, regressa aos comandos …

Governo suspendeu 18 obras na ferrovia consideradas prioritárias

A Infraestruturas de Portugal (IP) adiou e/ou atrasou ou 18 obras do setor ferroviário que estavam contemplados no programa Ferrovia 2020 e eram consideradas prioritárias. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia …

Suspeito do roubo das pistolas Glock implicou Direcção da PSP (mas nunca foi interrogado sobre isso)

O polícia que está acusado do roubo das pistolas Glock da PSP insinuou, em conversas telefónicas, que haveria chefias da Direcção Nacional desta força policial envolvidas na prática do crime. Apesar disso, nunca terá sido …