Há um Reino muito pouco Unido na corda bamba. Rainha inicia semana decisiva para o Brexit

Depois do discurso real desta segunda-feira, as conversações entre Londres e Bruxelas deverão continuar e avançar pela cimeira da UE de quinta e sexta-feira. No sábado, o Parlamento britânico reúne-se excecionalmente para votar o que sair da cimeira.

Esta segunda-feira, a Câmara dos Comuns reabre para o discurso da rainha Isabel II e o Governo definirá a sua agenda legislativa. Faltam pouco mais de duas semanas para o prazo para a saída do Reino Unido da União Europeia, pelo que o Brexit constará das prioridades do Executivo.

Ao longo desta semana, os deputados irão debater as propostas enunciadas no discurso. Segundo o Expresso, na quinta-feira, começa uma cimeira europeia de dois dias em Bruxelas, o último encontro deste tipo agendado antes do prazo de saída.

A cimeira dos dias 17 e 18 é encarada como a última oportunidade que Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, tem para sair da capital belga com um acordo para o Brexit.

No dia 19, o Parlamento britânico irá reunir-se para votar um possível acordo que saia da cimeira europeia dos dois dias anteriores. No caso de o Parlamento não aprovar o acordo de saída e não concordar com um Brexit sem acordo, Johnson terá de pedir um novo adiamento da saída, à luz da Lei Benn, aprovada no mês passado.

Este domingo, o primeiro-ministro disse que consegue antever “um caminho” para um acordo com a UE “no interesse” do Reino Unido antes do prazo atual do Brexit. No entanto, Johnson avisou o Executivo que ainda há uma “quantidade significativa de trabalho” a fazer.

A Comissão Europeia também lançou o mesmo aviso, sublinhando que “ainda há muito trabalho a fazer”. Numa declaração aos embaixadores da UE, o principal negociador europeu para o Brexit, Michel Barnier, levantou a possibilidade de as negociações terem de continuar após a cimeira de quinta e sexta-feira.

À Sky News, Jacob Rees-Mogg, líder da Câmara dos Comuns, disse que um “compromisso” seria inevitável durante as negociações. “Acredito que Boris Johnson garantirá que a relação que o Reino Unido tem com a UE não seja uma em que nos tornamos um Estado vassalo.”

Além desta declaração, também reconheceu que Johnson poderia ter de “comer” as suas palavras e apoiar um acordo próximo daquele que foi apresentado pela anterior primeira-ministra, Theresa May, e que os deputados britânicos chumbaram três vezes.

As propostas revistas pelo primeiro-ministro britânico para encontrar uma alternativa ao backstop foram criticadas pelos líderes da UE. No entanto, na quinta-feira, após um encontro a dois, o primeiro-ministro britânico e o seu homólogo irlandês, Leo Varadkar, afirmaram conseguir vislumbrar “um caminho para um possível acordo”.

Ainda assim, para Barnier, as últimas propostas alfandegárias do Reino Unido para a fronteira irlandesa continuam a ser um risco “não testado” que o bloco não pode aceitar. Por isso, defende a necessidade um novo “impulso político” de Johnson para se chegar a um acordo esta semana.

Michel Barnier acrescentou que o Reino Unido teria “uma última oportunidade” para encontrar uma alternativa realista ao backstop irlandês, propondo negociações de última hora até à véspera da cimeira europeia.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Finanças admitem queda de 9% no PIB. Governo prepara-se para rever projeção inicial de 6,9%

O Ministério das Finanças admite a possibilidade de que a queda do PIB se aproxime dos 9%, revelou esta quinta-feira o Jornal de Negócios, adiantando que o Governo se prepara para rever a projeção inicial …

Vacina de Oxford testada em humanos com "resultados promissores"

Os testes clínicos em humanos da potencial vacina contra a covid-19 que a Universidade de Oxford criou tiveram "resultados prometedores" e desencadearam a resposta imunitária que se pretendia. Os testes em humanos, que desde abril envolveram …

Goa decreta novo confinamento, com Índia a rondar um milhão de casos

Depois de ter aberto portas ao turismo, Goa decreta um novo confinamento de três dias. Registaram-se 198 novos casos nas últimas 24 horas, o número mais alto desde o início da pandemia. O estado de Goa, …

Tribunal da Concorrência confirma coima de 75 mil euros a Ricardo Salgado

O Tribunal da Concorrência confirmou, esta quinta-feira, a coima de 75 mil euros aplicada pelo Banco de Portugal a Ricardo Salgado, no caso do financiamento do Grupo Alves Ribeiro (GAR) para compra de ações da …

Mais três mortes e 339 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta quinta-feira, mais três mortes e 339 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quarta-feira, mostra o boletim mais recente da DGS. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos …

Crise entrou em nova fase mas mundo "não está fora de perigo", diz FMI

A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, disse esta quinta-feira que a crise provocada pela pandemia entrou numa nova fase, que exige flexibilidade para assegurar "uma recuperação sustentável e equitativa", alertando que o mundo …

China bane importação de ovelhas portuguesas

As alfândegas chinesas baniram as importações de ovelhas e produtos relacionados de Portugal, alegando um aviso da Organização Mundial de Saúde Animal sobre um surto de paraplexia enzoótica dos ovinos na Guarda. A notícia foi avançada …

Tânia já pode abraçar os filhos. Livrou-se do coronavírus ao 16º teste após 4 meses isolada

A algarvia Tânia Poço foi, finalmente, dada como "curada" de covid-19 após quatro meses de confinamento. Aquele que terá sido o caso mais prolongado da infecção em Portugal, chegou ao fim com o 16º teste …

Exame de Matemática A criticado. Prova "infeliz" não permite "distinguir" alunos

A Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) criticou esta quinta-feira a elaboração do exame nacional de Matemática A, prova realizada por mais de 38.699 alunos que pretendem concorrer ao Ensino Superior. No entender da SPM, "o …

Ninguém quer o novo aeroporto do Montijo. Medina apela a "avanço" na decisão

Autarcas e ambientalistas foram ouvidos, esta quarta-feira, no Parlamento, onde se discutiu o projeto do novo Aeroporto do Montijo. A posição de ambos parece clara: ninguém quer avançar com a ideia. A construção do aeroporto …