Queda dos preços do café força agricultores do Peru a cultivar coca

(dr) Thomas Grisaffi

Plantação de coca no Peru.

A queda nos preços mundiais do café levou os agricultores da selva central do Peru a rasgar as suas plantas e substituí-las por folha de coca – a matéria-prima usada na cocaína.

Esta tendência nacional levou a produção de folha de coca a cerca de 55.000 hectares ou até 500 toneladas de cocaína por ano – o suficiente para responder três vezes à demanda anual nos Estados Unidos.

Como as rotas do tráfico de drogas diminuíram devido aos confinamentos da covid-19, o preço da folha de coca caiu para metade dos níveis anteriores. Embora tenha recuperado lentamente, terminou 2020 em 23% abaixo do ano anterior. Mesmo assim, a coca oferece aos agricultores pobres mais segurança do que qualquer outra cultura, pois a demanda é constante.

Investigadores fizeram uma análise comparativa do comércio de coca e cocaína no Peru e na Bolívia. O objetivo é gerar debates produtivos e promover a cooperação unindo agricultores, legisladores e investigadores de ambos os países.

Yusbel Almonacid Santos, um agricultor da cidade de Satipo, na selva central do Peru, relembrou o apogeu do café. “As pessoas estavam entusiasmadas com o café”, disse ele. “Era o grão de ouro”. Há dez anos, o preço do café estava em alta, com um quilo a ser vendido por até 2,24 euros.

Mas em 2010, a ferrugem-do-café – uma doença destruidora de colheitas – multiplicou-se por toda a selva central e destruiu as plantações. O Banco Agrário estatal interveio, oferecendo empréstimos para ajudar os agricultores a replantar, mas logo depois o preço caiu para 0,49 euros.

Pobreza do café

O cultivo do café exige que os agricultores cuidem das plantas nas encostas das montanhas durante todo o ano. Uma vez por ano, eles contratam equipas de trabalhadores para trazer a colheita que deve ser descascada e seca. A cada ano os comerciantes exigem cada vez mais qualidade e mais café registado como orgânico, o que aumenta os custos para o agricultor. “O café cria mais trabalho do que lucro”, queixou-se Almonacid.

“Se o preço for de apenas 1,16 euros por quilo – isso é apenas o suficiente para pagar às pessoas que colhem, mas para o agricultor, não sobra nada”, disse a líder sindical dos agricultores locais, Marianne Zavala. “A colheita do café pode realmente deixá-lo em dívida. No ano passado, muitas pessoas nem se preocuparam em colher”.

Outras culturas têm um preço tão baixo que não são viáveis. “Fizemos empréstimos com o banco para plantar um hectare de banana”, explica Marisol Díaz, uma jovem mãe. “Quando estavam lindas e prontas, o preço caiu para 0,33 euros. Como podemos ganhar dinheiro com este preço? Agora estamos em dívida com o banco – estamos preocupados que eles enviem os cobradores”.

Longe das principais cidades do Peru, altos níveis de pobreza são endémicos. As casas são construídas com tábuas e o piso é de lama batida. Muitas não têm acesso a eletricidade, saneamento ou água canalizada. A desnutrição e a anemia são comuns, especialmente entre as crianças. “Veja o que meus filhos estão a comer – apenas sopa, não consigo comprar nada melhor do que isso”, disse o cafeicultor Alejandro Cortez, apontando para o estômago inchado dos seus filhos.

A folha de coca tornou-se um bote salva-vidas para estes agricultores. A coca fica madura apenas após um ano e o seu ciclo de colheita de três a quatro meses oferece às famílias um rendimento regular.

Além disso é leve – importante porque muitos agricultores têm de carregar os seus produtos para o mercado nas costas. Mas, o mais importante, é que há sempre mercado. A coca em sacas de 25 quilogramas oscila entre 25 e 60 euros, enquanto o café fica-se pelos 30 euros e tem apenas uma colheita por ano. “Quando a ferrugem-do-café matou as nossas plantas, as pessoas com um pouco de coca sobreviveram. O resto teve que abandonar as suas terras”, disse Zavala. “A coca era como uma pequena conta de poupança”.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Paquistanesas querem melhores leis contra a violação. Primeiro-ministro diz para vestirem mais roupa

As mulheres paquistaneses pedem melhores leis contra a violação. Entretanto, o seu primeiro-ministro diz-lhes que têm de vestir mais roupa. O Paquistão tem uma taxa de condenação por violação de 0,3%, uma das mais baixas do …

Jogador admite: "Escrevi uma frase racista"

Danilo Avelar está fora dos relvados há muito tempo, começou a jogar mais online e foi expulso. Corinthians também deverá castigar o atleta. Danilo Avelar não joga desde outubro de 2020 mas, mesmo longe dos jogos, …

Morreu o ex-Presidente das Filipinas Benigno Aquino III

O ex-Presidente das Filipinas Benigno Aquino III morreu hoje, aos 61 anos, depois de ter sido hospitalizado em Manila, disseram familiares aos meios de comunicação social locais. O ex-presidente das Filipinas Benigno "Noynoy" Aquino, herdeiro de …

Turista morre durante caminhada pelo Grand Canyon (e o calor excessivo poderá ser o culpado)

Uma mulher residente no estado de Ohio morreu enquanto fazia uma caminhada pelo Grand Canyon. De acordo com as autoridades, a morte estará relacionada com as temperaturas extremas que se faziam sentir. Michelle Meder, de 53 …

"Não temos condições de avançar". Calamidade prorrogada, Portugal recua no desconfinamento

Portugal vai travar o processo de desconfinamento em todo o território nacional, anunciou o Governo em conferência de imprensa, no final do Conselho de Ministros desta quinta-feira. O conselho de ministros aprovou a prorrogação da Situação …

Túneis nazis em vulcão inativo da Polónia poderão esconder arquivo da Gestapo

Um grupo de exploradores polaco acredita que estes túneis nazis, construídos durante a II Guerra Mundial num vulcão inativo da Polónia, poderão esconder um arquivo da Gestapo. Uma rede de túneis feita pelos nazis num vulcão …

Portugal com duas mortes, 1.556 casos e menos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas duas mortes associadas à covid-19, 1.556 novos casos de infeções confirmadas, a maioria em Lisboa e Vale do Tejo, uma diminuição nos internamentos em enfermaria e um aumento nos …

Cristiano sai? Juventus tem sete alternativas

Juventus já terá uma lista restrita de possíveis reforços, caso o português deixe Turim durante este verão. Cristiano Ronaldo pode não voltar a jogar pela Juventus e, por isso, o clube de Turim já estuda alternativas …

UNESCO recomenda incluir Veneza na lista de património mundial em perigo

A UNESCO publicou estas recomendações a um mês da próxima sessão do seu comité de património mundial, que se vai realizar na China, de 16 a 31 de julho. Em Veneza, o impacto do turismo de …

No One Britain One Nation Day, (quase) todas as crianças britânicas vão cantar uma canção patriótica

O Governo britânico está a encorajar todas as crianças em idade escolar a cantar uma música patriótica, muito criticada nas redes sociais. O Departamento de Educação do Reino Unido quer que as escolas participem no One …