Há quatro novos casos de Covid-19. Já são 25 em Portugal

José Sena Goulão / Lusa

A diretora Geral de Saúde, Graça Freitas (D), acompanhada pela ministra da Saúde, Marta Temido

Quatro novos casos de Covid-19 foram diagnosticados em Portugal, elevando para 25 o número total de casos no nosso país.

De acordo com a RTP, que avança a notícia este domingo, os infetados são três mulheres e um homem e estão todos internados no Hospital de São João, no Porto.

Os pacientes têm idades compreendidas entre os 40 e os 70 anos.

Os doentes terão sido infetados por um outro doente, também internado no mesmo hospital da região Norte, que visitou a Micam, a maior feira de calçado a nível mundial, que decorreu na cidade italiana de Milão.

Ao todo, há agora 25 infetados em Portugal.

O surto de Covid-19, detetado em dezembro, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou cerca de 3.400 mortos e infetou mais de 101 mil pessoas em 92 países. Cerca de 59.000 pessoas já recuperaram.

Epidemia é “limitada”

A diretora-geral da Saúde disse, no sábado, em Lisboa que a epidemia do Covid-19 em Portugal “ainda é limitada”, mas não se sabe o que está por “trás da ponta do icebergue”.

Isto ainda está limitado, mas não quer dizer que não haja propagação na comunidade, por circulação proativa do vírus. Como podem ver, em poucos dias (…) houve uma expansão relativamente grande e rápida a partir de uma único caso importado”, afirmou Graça Freitas numa conferência de imprensa, em Lisboa, onde esteve ao lado da ministra da Saúde, Marta Temido.

A responsável da autoridade de saúde esclareceu que os casos que existem em Portugal “são obviamente de contágio” e explicou que houve uma pessoa regressada de Itália, que é considerada no foco da epidemia de Covid-19, na zona Norte, um caso central.

Aquela pessoa teve vários contactos sociais diferentes de pessoa para pessoa, e originou, logo à partida, nove casos secundários, ao transmitir-lhes diretamente o vírus, sendo que uma daquelas nove pessoas já originou um caso terciário, adiantou.

Por isso, “por precaução, e porque sabemos apenas a ponta do icebergue e não sabemos o que está por baixo desta ponta do icebergue, tomamos estas medidas anunciadas pela senhora ministra”, afirmou Graça Freitas.

UMinho suspende atividades em Gualtar

A Universidade do Minho decidiu suspender todas as atividades pedagógicas no campus de Gualtar, em Braga, após a confirmação de que um estudante está infetado com o novo coronavírus, responsável pela doença Covid-19.

Num despacho deste sábado, a Universidade do Minho (UMINHO) determinou a suspensão das “atividades pedagógicas no campus de Gualtar“, dos “eventos e atividades desportivas”, e o encerramento dos “serviços de bibliotecas e as unidades alimentares” no campus de Gualtar. Para além disso, é também suspensa “a realização de conferências, seminários, cerimónias e eventos de natureza similar” naquele local.

Já o edifício do Instituto de Ciências Sociais — Edifício 15 do campus de Gualtar — será mesmo encerrado. Estas são algumas das medidas anunciadas após a confirmação de um caso de Covid-19 na comunidade universitária deste campus.

No despacho, a instituição sublinha “a necessidade de a Universidade assumir uma posição que contribua ativamente para a prevenção e o controlo da COVID-19” para justificar as medidas, que incluem determinam ainda que “não são autorizadas, a partir de hoje [este sábado], deslocações em serviço;​ são suspensas as deslocações em serviço que tenham sido previamente autorizadas”.​​

Já os “professores, investigadores, trabalhadores técnicos, administrativos e de gestão e estudantes oriundos de países com casos confirmados de Covid-19 devem voluntariamente submeter-se a um período de quarentena, de 14 dias, após a sua chegada ao país”, diz o despacho, divulgado na página online daquela academia.​

Após a revisão em alta do número de infetados em Portugal com o novo coronavírus — SARS-CoV-2 —, responsável pela doença Covid-19 Marta Temido anunciou o encerramento de uma escola de Idães, em Felgueiras, do edifício do curso de História da Universidade do Minho, e dos edifícios do complexo onde funcionam o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) e da Faculdade de Farmácia (FFUP), ambos da Universidade do Porto.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Supremo espanhol ordena libertação imediata dos nove políticos catalães

O Supremo Tribunal espanhol ordenou, esta quarta-feira, a libertação imediata dos nove líderes independentistas catalães condenados pela tentativa separatista de 2017, depois de o Governo ter concedido um indulto por "razões de utilidade pública". Segundo a …

Corona quer sair do FC Porto e tem uma escolha de eleição

Em final de contrato com o FC Porto, Jesús Corona olha para a porta de saída e vê no Sevilha a escolha de eleição para seguir a sua carreira. Jesús Corona termina contrato com o FC …

Índia alerta para variante Delta Plus, já presente em Portugal. É a chamada "mutação nepalesa"

A Índia alertou, esta terça-feira, para uma mutação da variante Delta, chamada Delta Plus, que já terá sido detetada em nove países, incluindo Portugal. O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge confirma que se …

PS acusa Rui Rio de "incoerência" por criticar Governo após palavras de Merkel

Sobre as críticas de Angela Merkel subscritas por Rui Rio, Ana Catarina Mendes lembra que, "em maio, o PSD criticava o Governo por não ter ainda anunciado a abertura aos voos do Reino Unido". A líder …

Arqueólogos investigam mistério de túmulos reabertos há 1400 anos

Um novo estudo mostra que pessoas que viviam na Europa há cerca de 1400 anos tinham o hábito de reabrir túmulos e retirar de lá certos objetos, algo que os arqueólogos ainda estão a tentar …

O dilema de Costa nas negociações: de um lado a esquerda que quer "destroikar", do outro Centeno que deixa avisos

António Costa vai dar início às negociações sobre o Orçamento do Estado em julho, mas está numa encruzilhada: se, de um lado, tem a esquerda a pressioná-lo com o dossiê do Código do Trabalho; do …

"Dever de neutralidade". Portugal não assinou carta contra a Hungria pelos direitos LGBTI

O Governo de António Costa está a ser duramente criticado por ter recusado subscrever uma carta assinada por 13 Estados-membros da União Europeia (UE) contra a Hungria, na defesa dos direitos LGBTI neste país. O …

Jogos de futebol emocionantes podem (literalmente) parar o coração

Um equipa de investigadores descobriu que um jogo de futebol emocionante, que deixa as pessoas stressadas ou zangadas, pode provocar um ataque cardíaco. Em 2014, a Alemanha venceu a Argentina na final do Campeonato Mundial de …

PSD aprovou lei que mantém libertação de presos

Num texto conjunto com o PS, no ano passado, o PSD propôs que a vigência do regime de perdão de penas no âmbito da covid-19 terminasse "na data a fixar em lei própria". O líder do …

Exoneração de encarregado da Câmara de Lisboa congelada. Falta divulgar relatório da auditoria

A exoneração do encarregado de proteção de dados, na sequência do envio de dados de manifestantes para várias embaixadas estrangeiras, só se irá materializar caso Fernando Medina garanta a aprovação em Reunião de Câmara. O Expresso …