Quatro anos de guerra na Síria já fizeram 215 mil mortos

syriafreedom / Flickr

Funeral de Asem Bader Waw, 31 anos, morto por um sniper do exército sírio.

Funeral de Asem Bader Waw, 31 anos, morto por um sniper do exército sírio.

Um total de 215.218 pessoas foram mortas na Síria, entre civis, militares, milicianos e rebeldes, desde o início da guerra civil no país, em meados de março de 2011, segundo dados hoje divulgados pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos, OSDH.

Num comunicado, publicado para assinalar os quatro anos de guerra civil na Síria, a organização não-governamental explicou que, entre os mortos, há pelo menos 102.831 civis, dos quais 10.808 menores e 6.907 mulheres.

Em outubro, a ONU estimou um número de mortos superior a 200 mil na guerra civil síria, e várias outras organizações acreditam que supere os 220 mil.

Segundo o OSDH, foram mortos 36.722 membros de distintas brigadas de oposição ao regime do Presidente Bashar al-Assad, sendo as baixas no exército de 46.138 efetivos.

Entre as milícias pró-governamentais, a ONG contabilizou 30.662 mortos e registou 674 mortes nas fileiras do grupo xiita libanês Hezbollah, que luta a favor do governo de Damasco.

Além disso, foram mortos 2.727 combatentes estrangeiros xiitas (pró-regime sírio) procedentes do Irão e de outros países árabes e asiáticos.

O Observatório precisou também que um total de 26.834 combatentes estrangeiros, das organizações ‘jihadistas’ Estado Islâmico, Frente al-Nusra (ligada à Al-Qaeda na Síria) e outras brigadas extremistas, foram mortos nestes quatro anos de guerra.

A ONG sublinhou igualmente que documentou um total de 3.147 casos de pessoas mortas que não foram identificadas.

Por último, a organização referiu que estes números não incluem as mais de 20 mil pessoas desaparecidas nos centros de detenção do regime sírio e outras mil desaparecidas em operações das tropas e suas milícias, em várias zonas em que foram perpetrados massacres.

Perto de 13.000 sírios morreram sob tortura nas prisões do regime de Bashar al-Assad desde o início do conflito no país há quatro anos, segundo o OSDH.

Também se desconhece o paradeiro de sete mil soldados e milicianos que se encontram prisioneiros e mais duas mil pessoas sequestradas pelos insurgentes e ‘jihadistas’, que as acusam de colaborar com o Governo sírio.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Coutinho quer voltar à Premier League (e já há cinco clubes na corrida)

Philippe Coutinho está interessado em regressar à Premier League, havendo já cinco clube ingleses na corrida pelo internacional brasileiro. Manchester United, Arsenal, Chelsea, Tottenham e Leicester são os clubes interessados em levar Coutinho de volta …

China criou um sistema para rastrear doenças infecciosas. Falhou (e já se sabe porquê)

Em 2002, o vírus SARS saiu da província chinesa de Cantão e propagou-se por 37 países, provocando 774 mortos e mais de oito mil infetados. Para que não voltasse a acontecer, o país criou um …

Ministro holandês faz mea culpa. "Não fomos suficientemente empáticos" com o sul da Europa

O ministro das Finanças holandês reconheceu que foi infeliz nas posições que assumiu sobre a resposta económica à pandemia de covid-19, assumindo que mostrou pouca “empatia” com os países do sul da Europa. Em declarações à …

Estados Unidos admitem possibilidade de novo surto no outono

O diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos disse haver a possibilidade de o país enfrentar um novo surto depois do verão, mas lembrou que nessa altura "várias coisas vão …

Mortes em Portugal estão a aumentar desde o início do mês (sem contar com a Covid-19)

Já morreram mais pessoas em Portugal, neste ano, do que em igual período do ano passado, com especial destaque para o  mês de Março, onde a taxa de mortalidade aumentou, mesmo sem contar com as vítimas de …

PCP quer reabrir camas e decretar preços máximos nos combustíveis para enfrentar pandemia

O PCP apresentou um pacote extenso de propostas para fazer face aos impactos do surto de covid-19. Entre elas está a reabertura do Hospital Militar. O PCP apresentou um conjunto de medidas para fazer face ao …

Houseparty nega pirataria e oferece recompensa milionária a quem provar "campanha difamatória"

A aplicação favorita de quem está em quarentena está sob acusação de piratear contas de outras apps. A Houseparty nega e oferece uma recompensa de 1 milhão de dólares a quem provar a "campanha de …

"Agricultura não pára". Há trabalho no campo para os trabalhadores em lay-off

Com a época das colheitas à porta e a falta de braços no campo, a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) vai propor ao Governo a criação de plataformas de emprego temporário para permitir aos …

Covid-19. Cerimónias fúnebres proibidas em Espanha

As cerimónias fúnebres foram hoje proibidas em Espanha, o segundo país mais afetado pela covid-19 no mundo, e os funerais não podem ter mais do que três pessoas presentes, para impedir a propagação da pandemia …

Falta de meios dificulta marcação de testes à Covid-19

Os utentes do Norte referenciados pelas autoridades de saúde para fazerem o teste à Covid-19 estão a ter grandes dificuldades na marcação nos laboratórios recomendados, devido ao disparo na procura e ao facto de a …