Quase todas as vagas que sobram no ensino superior estão no interior

Concluída a segunda fase de acesso ao ensino superior público, restaram 5.254 vagas por preencher, sendo que quase todas estão no interior. Porto e Lisboa ficaram com um número residual de vagas. 

O ensino superior público ficou com 5.254 vagas por preencher no final da 2.ª fase de candidatura que terminou nesta quarta-feira. À semelhança do que aconteceu na 1.ª fase, houve uma redução de candidatos.

De acordo com dados divulgados esta quinta-feira pela Direção-Geral do Ensino Superior (DGES), “para a segunda fase, o número de vagas colocadas a concurso foi de 12.457, às quais acresceram 2.149 vagas libertadas por candidatos colocados e matriculados na primeira fase que foram agora colocados na segunda fase”.

Às vagas disponíveis candidataram-se 17.109 candidatos, menos do que os 19.135 de 2017, e apenas foram colocados 9.452 estudantes.

Entre os mais de 17 mil candidatos, 5.962 não tinham concorrido na 1.ª fase do concurso nacional de acesso; 3.295 não obtiveram colocação na 1.ª fase; 1.965 não se matricularam na colocação obtida na 1.ª fase; e 5.767 estavam matriculados na colocação obtida na 1.ª fase, conseguindo agora uma mudança de curso.

De acordo com a informação divulgada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior “4.796 estudantes foram colocados no ensino superior politécnico e 4.656 no ensino universitário, tendo aumentado o número de estudantes na sua 1.ª opção (43%)”.

No conjunto da primeira e segunda fases já ingressaram no ensino superior público através do concurso nacional de acesso 46.070 novos estudantes. Na 1.ª fase do concurso já tinham sido colocados 43.992 estudantes, dos quais se matricularam 38.767 (88,1%).

A colocação de estudantes nesta 2.ª fase confirma as estimativas de ingresso no ensino superior público, que apontam para cerca de 73 mil novos estudantes em 2018-2019 quando consideradas todas as vias de ingresso, incluindo cerca de 45 mil novos estudantes a ingressar por via do concurso nacional de acesso”, lê-se na nota do ministério.

Quase todas as vagas sobrantes estão no interior

Das mais de cinco mil vagas ainda por ocupar no ensino superior público, a quase totalidade encontra-se nas instituições fora de Lisboa e Porto, onde apenas restam algumas dezenas de vagas.De acordo com a DGES, são residuais as vagas ainda disponíveis no Lisboa e Porto, cerca de uma dezena.

A maioria dos 5.254 lugares vagos encontrarem-se nas instituições que o Governo pretendia beneficiar com a medida que cortou 1.100 vagas nas instituições das duas maiores cidades do país, tentando contribuir para uma maior coesão territorial, estimulando a procura de universidades e politécnicos localizados no interior do país.

A medida acabou por se traduzir numa redistribuição de vagas em instituições que não apresentavam qualquer problema ao nível de procura, nem se localizam em zonas demograficamente pressionadas, como as de Coimbra, Minho ou Aveiro.

Há 304 cursos ainda com vagas por preencher, maioritariamente nos institutos politécnicos, contra 762 cursos já completamente cheios.

Há ainda um total de 48 cursos não tiveram qualquer candidato, os quais mantém nesta fase do concurso a quase totalidade das vagas por ocupar.

Os resultados da 2.ª fase do concurso nacional de acesso estão desde hoje disponíveis no portal da DGES. A matrícula dos estudantes colocados nesta fase decorre entre 27 de setembro e 1 de outubro e cabe a cada instituição decidir se abre uma 3.ª fase de acesso com as vagas sobrantes.

As vagas disponíveis para a 3.ª fase são divulgadas em 4 de outubro no portal da DGES e a fase de candidatura decorrerá entre 4 e 8 de outubro.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Operação Lex. Juiz Vaz das Neves arguido por corrupção e abuso de poder

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa Vaz das Neves é arguido na Operação Lex por suspeitas de corrupção e abuso de poder relacionadas com a distribuição eletrónica de processos, disse à Lusa fonte …

Governo quer licenças de trabalho parcial pagas para pais no primeiro ano dos filhos

O Governo quer implementar licenças de trabalho parcial remuneradas para pais e mães de crianças no seu primeiro ano de vida, no âmbito do programa para a conciliação entre vida profissional e vida familiar e …

Covid-19. Portugal "tem de preparar-se para o pior" e ter plano de contingência

Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, defende que Portugal tem de se preparar para o pior e, por esta altura, já devia ser conhecido o plano de contingência em ação. "Convém …

Misteriosa mensagem esculpida numa rocha em França foi finalmente decifrada

A inscrição, gravada há 250 anos numa rocha na região francesa da Bretanha, foi finalmente decifrada graças a um concurso lançado pelo município. O mistério, que há muitos anos intrigava a comunidade científica e curiosos de …

Transferência de Bruno Fernandes rendeu 16 milhões ao BCP e ao Novo Banco

A transferência de Bruno Fernandes do Sporting para o Manchester United foi rentável não apenas para o clube de Alvalade, mas também para os Bancos que são os principais financiadores do emblema. Millennium BCP e …

Braga 0-1 Rangers | "Guerreiros" eliminados por pé Kent

O Sporting de Braga caiu nos 16 avos-de-final da Liga Europa. Após a derrota por 3-2 na visita ao Rangers na semana passada, após estar a vencer por 2-0, os “arsenalistas” foram donos e senhores …

Violada, drogada e raptada. Cantora Duffy explica o seu desaparecimento da cena musical

A cantora galesa Duffy que fez sucesso, em 2008, com a música "Mercy", esteve vários anos afastada dos holofotes do mundo da música e explica, agora, que isso se deveu ao facto de ter sido …

Neeleman continua na TAP, mesmo com a entrada da Lufthansa

David Neeleman vai manter-se como acionista da companhia aérea portuguesa, mesmo que a Lufthansa venha a entrar no capital da TAP. Sabe-se que a Lufthansa está a estudar, juntamente com a United Airlines, a aquisição dos …

Escócia aprova plano para dar tampões e pensos grátis a todas as mulheres

O Parlamento escocês aprovou, esta terça-feira, um projeto de lei para disponibilizar gratuitamente produtos de higiene feminina a todas as mulheres. A Escócia será o primeiro país a avançar com uma medida deste tipo. O plano …

Bruxelas regista lentidão no desenvolvimento da ferrovia e dos portos portugueses

A Comissão Europeia fez hoje várias observações sobre a lentidão do desenvolvimento de projetos na ferrovia e nos portos portugueses, num relatório elaborado no âmbito do pacote de inverno do semestre europeu. Abordando os setores ferroviário …