Astrónomos detetam o quasar mais distante e antigo do Universo

NOIRLab / NSF / AURA / J. da Silva

Uma equipa de astrónomos conseguiu detetar o mais distante e antigo quasar do Universo. Chama-se J0313-1806 e localiza-se a mais de 13 mil milhões de anos-luz da Terra.

Os quasares são objetos energéticos e muito brilhantes. O fenómeno acontece quando um buraco negro supermassivo atrai o gás no disco de acreção superaquecido à sua volta, espalhando energia através do espectro eletromagnético. A quantidade de radiação eletromagnética emitida por quasares é tão grande que supera a de galáxias inteiras.

O grupo de investigação, liderado pela Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, encontrou evidências de um vento de quasar quente a soprar do buraco negro supermassivo no centro de J0313-1806.

“Esta é a primeira evidência de como um buraco negro supermassivo está a afetar a sua galáxia hospedeira”, disse o astrónomo Feige Wang, do Observatório Steward da Universidade do Arizona, ao Science Alert. “Sabemos que isso tem de ocorrer, mas nunca vimos este fenómeno acontecer tão cedo no Universo.”

O J0313-1806 é cerca de 10 biliões de vezes mais luminoso do que o nosso Sol, o que significa que emite mil vezes mais energia do que toda a Via Láctea. A sua fonte é o buraco negro supermassivo mais antigo já observado, cuja massa é equivalente a 1,6 mil milhões de vezes a do Sol.

“Os quasares mais distantes são cruciais para entender como os primeiros buracos negros se formaram e para compreender a reionização cósmica, que é a última grande fase de transição do nosso Universo”, acrescentou Xiaohui Fan, coautor do estudo, em comunicado.

De acordo com a equipa, a presença de um buraco negro supermassivo tão cedo na história do Universo desafia as teorias da formação destes fenómenos, já que, segundo os especialistas, os buracos negros criados pelas primeiras estrelas massivas não poderiam ter crescido tanto em apenas algumas centenas de milhões de anos.

A investigação permitiu ainda concluir que o fluxo de matéria emana do quasar na forma de vento a uma velocidade equivalente a 20% da da luz. Esta energia é tanta que impacta a formação de estrelas em toda a galáxia hospedeira – e é a primeira vez que os astrónomos observam algo semelhante.

O portal dá conta de que o sistema que hospeda o J0313-1806 está a passar por um “surto de formação  estelar”, produzindo novos astros 200 vezes mais rápido do que a Via Láctea. “É um grande alvo para investigar a formação dos primeiros buracos negros supermassivos”, observou Wang.

O estudo foi apresentado no 237.º encontro da American Astronomical Society. O artigo científico, aceite para publicação no The Astrophysical Journal Letters, ainda carece de revisão por pares, mas está disponível no arXiv.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 1-0 Boavista | “Leão” bate “Pantera” e é campeão!

O Sporting é campeão nacional. Dezanove anos depois e à boleia de um golo de Paulinho, os leões conquistaram o seu 19.º campeonato. O Sporting é o campeão nacional época 2020/21. A formação de Alvalade conquistou …

Nave da NASA começou a viagem de regresso à Terra (e vem com a barriga cheia de amostras do asteróide Bennu)

Osiris-Rex, a nave espacial da NASA que tem voado em redor do asteróide Bennu desde 2018, iniciou a sua viagem de regresso à Terra (e vem carregada de amostras espaciais). A nave espacial da NASA coletou …

Negacionistas ponderam vir a usar máscara (para se protegerem dos vacinados)

Uma nova teoria da conspiração argumenta que os vacinados vão "verter" certas proteínas prejudiciais para os não vacinados. A solução passa por usarem máscara e cumprirem o distanciamento social. Embora o uso de equipamento de proteção …

Falcon 10 X: o jato executivo com a maior cabine do mundo

Na semana passada, a Dassault Aviation anunciou mais um elemento da família Falcon, que tem a ambiciosa meta de ser a nova referência no mercado de aviação executiva. O Falcon 10X está agora entre os jatos …

Pandemia "roubou" habitantes a Nova Iorque, mas a cidade está a renascer novamente

A pandemia de covid-19 "esvaziou" cidades norte-americanas, que mostram agora possíveis sinais de renascimento, de acordo com uma análise que sugere que os deslocamentos do ano passado terão sido temporários. Os dados da Unacast, uma empresa …

"100% confirmado". Naufrágio perto de Malta é do submarino HMS Urge

Mergulhadores confirmaram a identidade de um submarino britânico que foi afundado por uma mina alemã perto de Malta, em 1942, pondo fim às especulações de que tinha naufragado por culpa de aviões de guerra italianos, …

Confrontos entre polícia e adeptos do Sporting junto ao estádio

Na noite da festa leonina, viveram-se momentos de grande tensão. Polícia e adeptos envolveram-se em confrontos junto ao Estádio de Alvalade, esta terça-feira. Adeptos do Sporting e elementos das forças de segurança entraram em confronto nas …

Tribunal não encontra credores do Banif no estrangeiro

Alguns credores do Banif que estão no estrangeiro ainda não foram notificados, segundo o anúncio de citação de credores residentes no estrangeiro, datado de 06 de maio. Caso não seja possível encontrá-los, em breve todos …

Novas reações nucleares nas ruínas de Chernobyl. São como "brasas numa churrasqueira"

Nas profundezas das ruínas da Central Nuclear de Chernobyl, 35 anos após o pior acidente nuclear da História, as reações de fissão nuclear começaram a surgir novamente. Uma equipa de cientistas do Safety Problems of Nuclear …

A moeda digital da China pode ser o futuro do dinheiro, mas levanta preocupações

A moeda digital da China pode ser o modelo do futuro do dinheiro, mas levante preocupações relativamente à estabilidade da economia mundial. A China está a registar um progresso promissor com os testes do yuan digital. …