Um ano depois, quarentena deixa Notre-Dame novamente em perigo

Ian Langsdon / EPA

Incêndio na Catedral de Notre-Dame de Paris

O incêndio na Catedral de Notre-Dame foi há precisamente um ano, mas o edifício ainda não está fora de perigo. A quarentena travou as obras e a catedral parisiense continua debilitada.

Esta quarta-feira marca um ano desde o incêndio que destruiu parcialmente a Catedral de Notre-Dame, em Paris. A quarentena devido à pandemia de covid-19 deixa o edifício mais uma vez em perigo, uma vez que as obras estão paradas e ainda não foi retirado o enorme andaime de metal que foi destruído no incêndio no ano passado.

No passado dia 10 de abril, Sexta-Feira Santa, realizou-se uma missa na Catedral de Notre-Dame. Presentes estavam apenas uma dúzia de pessoas face às restrições impostas pelo Governo francês, todos equipados com fatos de proteção, capacetes e máscaras. Não só devido ao novo coronavírus, mas também por causa do chumbo tóxico do telhado que ardeu no incêndio.

O Diário de Notícias lembra que, na altura do incêndio, havia trabalhos de manutenção em andamento na grande torre da catedral. O fogo derreteu o metal e lançou na atmosfera milhares de quilos de pó de chumbo tóxico, que tem sido uma das prioridades das autoridades até ao momento.

No mês passado deveria ter-se iniciado o trabalho de remoção dos andaimes, mas esta tarefa foi suspensa por tempo indeterminado devido à pandemia de covid-19. Assim, os andaimes continuam a ser uma ameaça à sobrevivência da catedral parisiense.

Neste panorama, o restauro deve apenas começar em 2021. Até ao momento foram utilizados 31 milhões de euros nas obras de reconstrução. Também muito graças às doações que foram feitas, estão assegurados cerca de 850 milhões de euros para as obras na catedral.

Patrick Chauvet, reitor-arquiteto da catedral, considera que o dinheiro não é suficiente. “Não. As pessoas que dizem sim não sabem o que é uma operação de restauro desta dimensão. Para se ter uma ideia, apenas os contrafortes custarão 150 milhões. Vamos exceder mil milhões. Não podemos desmobilizar, achando que já há dinheiro suficiente”, disse à agência EFE.

Através de uma mensagem registada em vídeo e difundida na página oficial do Eliseu para assinalar o primeiro ano após o fogo, Emmanuel Macron sublinha que “não se esquece” da reconstrução do templo, apesar da pandemia do novo coronavírus.

“Vamos reconstruir a Notre-Dame em cinco anos, prometo. Vamos fazer tudo para cumprir o prazo. A obra está parada neste momento de crise sanitária, mas vai ser possível”, afirmou.

“O restauro da Notre-Dame é do interesse de todos, é um símbolo de resiliência do nosso povo, da nossa capacidade de avançar”, acrescentou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Empresa norueguesa garante que pode "parar" furacões antes que estes se tornam destrutivos

Especialistas ambientais advertem que o sistema de "cortina de bolhas" proposto pela empresa pode provocar efeitos indesejados. A OceanTherm, uma startup norueguesa, assegura que a sua nova tecnologia pode evitar que as tempestades tropicais se tornem …

Afeganistão: Familiares consideram "insuficientes" pedido de desculpas dos EUA

Familiares dos civis afegãos mortos por "engano" durante um ataque de um avião não tripulado 'drone' norte-americano no final de agosto em Cabul consideraram este sábado "insuficiente" o pedido de desculpas de Washington, numa entrevista …

Descoberta de pegadas fossilizadas em Espanha revela a existência de um "berçário" de elefantes

Pegadas fossilizadas foram encontradas numa praia no sul da Espanha e mostram o que pode ter sido o berçário de uma espécie extinta de elefantes. O local costeiro, situado na região de Huelva, estava normalmente coberto …

Morreu aos 98 anos o historiador, sociólogo e crítico de arte José-Augusto França

O historiador, sociólogo e crítico de arte José-Augusto França morreu este sábado, aos 98 anos, na casa de saúde de Jarzé, perto da cidade francesa de Angers, disse à Lusa a pintora Emília Nadal, sua …

Ventura: "Não vejo outra possibilidade senão a ministra da Saúde ou pedir desculpa ou ser afastada"

O Chega vai questionar formalmente o Governo pelo “facto de a ministra da Saúde ter utilizado um carro do Estado” para ir a uma ação de campanha no Porto na sexta-feira, anunciou este sábado André …

Ouvir 30 segundos de uma sonata de Mozart pode reduzir ataques de epilepsia

Ouvir a Sonata para Dois Pianos em Ré Maior (K448), de Wolfgang Amadeus Mozart, durante pelo menos 30 segundos, ajuda a reduzir a atividade elétrica cerebral associada à epilepsia resistente a medicação. Os resultados também sugerem …

Astrónomos resolvem mistério cósmico com 900 anos

Um mistério cósmico com 900 anos, em torno das origens de uma famosa supernova observada pela primeira vez na China no ano 1181, foi finalmente resolvido. Uma nova investigação, publicada dia 15 de setembro no The …

Bons hábitos alimentares podem reduzir a probabilidade de contrair covid-19

Um novo estudo indica que as pessoas que comem muitas frutas e vegetais podem ter menos probabilidades de contrair covid-19. Num pesquisa que envolveu 590 mil adultos, os investigadores descobriram que as pessoas que eram adeptas …

Inteligência Artificial está a "alimentar" a violação dos direitos humanos, alerta ONU

Num novo relatório, a Organização das Nações Unidas (ONU) alertou os países que o uso imprudente de Inteligência Artificial (IA) pode estar a pôr em causa o respeito pelos direitos humanos. Michelle Bachelet, Alta Comissária das …

Foi viajar e não voltou. O misterioso desaparecimento de Gabby Petito (e do namorado)

Gabrielle Petito, uma jovem norte-americana de 22 anos, desapareceu misteriosamente. Gabby foi viajar com o namorado, que voltou para casa sozinho e não quis contar o que aconteceu — e agora também está desaparecido. Gabby Petito, …