Quantos ovos pode consumir por semana sem prejudicar o coração? Os cientistas já têm um número

Uma equipa internacional de cientistas concluiu que o consumo de quatro ovos por semana não compromete a saúde do coração da população em geral.

A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista European Journal of Clinical Nutrition, surge depois de o consumo de ovos ter sido várias vezes associado ao aumento de colesterol, bem como ao risco de doenças cardiovasculares.

Para chegar a este número, o estudo, que contou com a participação de vários cientistas de universidades de Itália, Polónia, Dinamarca, Holanda, Suíça e Espanha, analisou todas as evidências científicas sobre o tema até agora publicadas – no total, foram tidas em conta 39 investigações e 1,8 milhões de participantes.

“Este é o estudo mais exaustivo que já foi publicado sobre o consumo de ovos e a saúde cardiovascular”, explicaram os cientistas do Centro Espanhol de Pesquisa Biomédica em Fisiopatologia da Obesidade e Nutrição (CIBEROBN), que participou na investigação, citado pela agência noticiosa espanhola Europa Press.

“O resultado final concluiu que, muito provavelmente, não há nenhuma razão científica real para desencorajar o consumo de ovos pela população em geral”, disse Estefanía Toledo, cientista da Universidade de Navarra, em Espanha, envolvida na investigação.

O mesmo estudo sugere ainda que comer, em média, um ovo por dia, não está associado  a um risco maior de vir a sofrer de uma doença cardiovascular, exceto em casos de insuficiência cardíaca e apenas em estudos realizados nos Estados Unidos ou em estudo levados a cabo previamente em diabéticos.

“Aos diabéticos deve-se recomendar que mantenham a ingestão de até quatro ovos por semana e não mais”, explicou a cientista do CIBEROBN.

“Exceto pela reação adversa acima menciona – presente apenas em diabéticos e apenas em norte-americanos – para a insuficiência cardíaca, para todos os outros aspetos da doença cardiovascular (ataques cardíacos, derrames, mortes cardiovasculares, doença cardiovascular total), o consumo de ovos tende mais a ser protetor do que prejudicial”.

Toledo frisa que quatro ovos é o número recomendável para população em geral e aponta uma possível justificação para os números dos norte-americanos.

“Especula-se que a polémica associada ao estudo realizado nos Estados Unidos pode dever-se ao facto de o ovo vir normalmente acompanhado com alimentos menos saudáveis, como é o caso do bacon, principalmente no pequeno almoço (…) Não está ainda claro se terá esses efeitos adversos quando faz parte de um padrão alimentar saudável, como o tradicional padrão alimentar mediterrâneo”, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

Governo brasileiro deixou de aplicar grande parte das verbas públicas para combater covid-19

O Governo brasileiro deixou de executar grande parte das verbas públicas disponibilizadas para programas destinados a conter os efeitos da pandemia da covid-19, estando em causa vários milhões de reais. Segundo revelou o Folha de São …

Meghan Markle revela que passou por aborto espontâneo. "Perder um filho é uma dor quase insuportável"

Meghan Markle revelou que teve um aborto espontâneo em julho, contando a sua experiência traumática na esperança de ajudar outras pessoas. A Duquesa de Sussex descreveu o aborto num artigo de opinião publicado hoje no jornal …

FC Porto e Sporting com duelos de "primeira" na Taça, Benfica à espera

O sorteio realizado, esta quarta-feira, deu a conhecer os adversários do FC Porto e do Sporting na quarta eliminatória da Taça de Portugal. Benfica ainda aguarda o resultado da partida entre Vilafranquense e Sanjoanense. O FC …

Von der Leyen lembra Hungria e Polónia que milhões de europeus estão à espera

A presidente da Comissão Europeia deplorou, esta quarta-feira, o impasse na aprovação do Orçamento Plurianual e do Fundo de Recuperação, apontando que os líderes devem uma resposta urgente a milhões de cidadãos europeus angustiados, incluindo …

Lista da Bloomberg ordena os 50 países que respondem melhor à pandemia. Portugal fora dos 30 primeiros

O Ranking da Bloomberg avalia dez critérios que dizem respeito à forma como os países dominaram a pandemia. Portugal aparece sensivelmente a meio, melhor no acesso à saúde, pior no fator económico. A Bloomberg, grupo de …

Altice Portugal corta relações institucionais com a Anacom

A Altice Portugal anunciou, esta quarta-feira, que decidiu suspender "qualquer relacionamento institucional" com a Autoridade Nacional das Comunicações (Anacom). "No atual contexto, em que toda a economia nacional e seus agentes se sentem já esclarecidos e …

Ana Gomes espera que Marcelo pare de alimentar "tabu" sobre uma recandidatura

A candidata presidencial Ana Gomes disse nesta quarta-feira esperar que o atual Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, não continue a alimentar o "tabu" sobre uma recandidatura, "até para não se valer do cargo" …

Bloco de Esquerda vai votar contra o Orçamento do Estado

O Bloco de Esquerda vai votar contra a proposta do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021), que vai ser votada, na Assembleia da República, esta quinta-feira. De acordo com o jornal Público, a decisão ainda vai …

Agência europeia de aviação prepara-se para autorizar regresso do Boeing 737 MAX

A Agência Europeia para Segurança da Aviação (EASA) manifestou hoje intenção de aprovar o regresso da aeronave Boeing 737 MAX aos céus da União Europeia (UE), mas apenas se forem cumpridos requisitos técnicos e de …

Xi Jinping dá os parabéns a Joe Biden pela vitória nas eleições

O Presidente chinês deu os parabéns pela vitória ao Presidente eleito dos Estados Unidos, esta quarta-feira, expressando esperança num espírito de cooperação entre os dois países, para que todos fiquem a ganhar. A China foi uma …