/

Pussy Riot estão de volta, aterraram em Sochi e já foram agredidas

1

 

O grupo punk russo Pussy Riot divulgou hoje um novo vídeo, gravado nas instalações olímpicas de Sochi, em que criticam o Presidente Vladimir Putin pelos abusos contra os direitos humanos na Rússia.

A gravação tem como título “Putin vai ensinar-te a amar a pátria” e é o primeiro projecto musical das mentoras das Pussy RiotNadezhda Tolokonnikova e Maria Alyokhina desde que foram libertadas da prisão em 2013.

As duas mulheres foram presas em campos de trabalhos forçados em 2012 após uma atuação no interior da catedral ortodoxa de Moscovo e libertadas um ano depois e após forte pressão internacional.

Durante a apresentação do vídeo à imprensa, alguns apoiantes de Putin tentaram também destruir o computador onde estava a ser exibida a gravação.

As Pussy Riot mantêm a estética inicial com a utilização das balaclavas (gorros de neve) de várias cores e o novo tema da banda punk volta a criticar o chefe de Estado russo e o regime de Moscovo.

“Nas prisões, eles vão ensinar-te a chorar e a obedecer / Saúda quem manda” cantam as Pussy Riot, que continuam com críticas diretas a Putin, que comparam a “il Dulce” (ditador fascista italiano Benito Mussolini), mas referem também a situação de vigilância e de perseguição aos homossexuais em Sochi.

“Os jogos olímpicos estão sob vigilância”, diz a nova música das Pussy Riot.

Pussy Riot agredidas por “Cossacos”

Entretanto, as duas activistas da banda Riot estiveram em Sochi na companhia de vários apoiantes, tendo sido detidas durante várias horas pelas autoridades na segunda-feira.

Já esta quarta-feira, quando tentava actuar em Sochi junto a um painel de promoção das Olimpíadas, a banda foi interrompida e os seus membros agredidos por pelo menos 10 “Cossacos”, uma milícia pró-Putin.

Os milicianos usaram chicotes e gás pimenta para atacar os membros de banda, a quem arrancaram os instrumentos musicais e os conhecidos barretes coloridos.

A polícia questionou diversas testemunhas das agressões, mas não efectuou qualquer detenção.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

 

ZAP / Lusa

1 Comment

  1. Realmente as ditas autoridades russas são uma verdadeira Peste Negra e Nojenta pelos atos que praticama e defendem. Putin é uma Nódoa Politica, é a vergonha Russa é o futuro Hitler POBRE DESGRASSADO.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE