Público na Liga dos Campeões? “Em função da situação atual, obviamente não”

José Sena Goulão / Lusa

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales

O secretário de Estado da Saúde disse esta segunda-feira que, em função da situação pandémica atual, “obviamente” não haverá público nos jogos da final a oito da Liga dos Campeões de futebol, que vai ser disputada em Lisboa.

“Em relação à questão do público e em função daquilo que é a situação atual pandémica, obviamente não. Não sabemos como vai ser a evolução da pandemia e tal como temos feito em outras situações, tomamos medidas de acordo com a própria evolução e proporcionalidade evolutiva da pandemia. Não poderei antecipar o futuro. Nesta fase obviamente que não”, disse António Lacerda Sales.

O governante respondia a um pedido de comentário às declarações do primeiro-ministro António Costa que, no domingo, em entrevista a Ricardo Araújo Pereira, na SIC, afirmou que estes jogos da Champions iriam ter menos público do que a plateia daquele programa, composta por poucas dezenas de pessoas, na conferência de imprensa trissemanal de balanço sobre a pandemia de covid-19 em Portugal.

António Lacerda Sales disse que “o projeto da Liga dos Campeões tem decorrido com toda a normalidade” e frisou que a colaboração entre o Estado português, a Direção-Geral da Saúde, a Federação Portuguesa de Futebol e a UEFA “tem sido muito intensa”.

“Temos feito um trabalho com grande confiança e grande entreajuda e garantidamente este será um projeto de sucesso, onde a saúde e a segurança de todos — participantes e intervenientes — são para nós do mais importante”, afirmou.

A UEFA decidiu em 17 de junho que os quartos de final, meias-finais e final da Liga dos Campeões vão ser disputados em Lisboa, nos Estádios da Luz (Benfica) e José Alvalade, entre 12 e 23 de agosto, em eliminatórias de jogo único.

A ausência de público não foi confirmada no dia do anúncio, bem como a possibilidade de os jogos da segunda mão dos oitavos de final poderem também disputar-se também em Portugal, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, e do Dragão, no Porto.

No dia seguinte ao anúncio, o bastonário da Ordem dos Médicos considerou que a escolha de Portugal “não tem inconveniente” se os jogos não tiverem público, mas com adeptos nas bancadas “pode ser mais complicado”.

“Se não tiver público, não me parece que tenha qualquer inconveniente, desde que tudo seja controlado com medidas de proteção. Se tiver público pode ser complicado”, disse Miguel Guimarães, que falava aos jornalistas após uma visita ao Hospital de São João, no Porto.

Os jogos das últimas 10 jornadas da I Liga portuguesa de futebol estão a ser disputados sem público, desde 3 de junho.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

PSD quer ter acesso a relatório sobre requalificação do Hospital Militar de Belém

Os deputados do PSD Ana Miguel dos Santos e Carlos Reis entregaram na Assembleia da República um requerimento a pedir uma cópia do relatório da Inspeção-Geral da Defesa Nacional sobre os custos associados à requalificação …

Infantas Cristina e Elena vacinaram-se em Abu Dhabi

As Infantas Elena e Cristina de Borbón foram vacinadas em Abu Dhabi, durante uma visita ao pai, o rei emérito Juan Carlos, que se refugiou no verão do ano passado. Segundo o The Guardian, a Família …

Rúben Amorim renova contrato com o Sporting até junho de 2024

O treinador Rúben Amorim prolongou por mais uma época o contrato com o Sporting, até 30 de junho de 2024, anunciou esta quinta-feira o clube. O treinador de 36 anos sucedeu em 5 de março de …

Estatísticas no futebol: "Os coletes até evitam lesões"

O presente e o futuro dos números, na perspetiva de Hernâni Ribeiro. Em Portugal ainda não há uma utilização massiva dos dados estatísticos no futebol. Daqui a 10 ou 15 anos, cada clube vai ter alguém …

Empresário brasileiro nega ter tido acesso ao avião apreendido com 500 quilos de cocaína

O empresário brasileiro Rowles Magalhães Silva negou ter tido acesso à chave do avião privado apreendido em Salvador, Brasil, com mais de 500 quilogramas de cocaína a bordo e que tinha como destino o aeródromo …

UE quer 78% da população empregada até 2030. 35% dos trabalhadores pretendem mudar de emprego no próximo ano

Um estudo publicado recentemente mostra que 35% dos trabalhadores pretendem mudar de emprego no próximo ano. A Comissão Europeia vai propor uma meta de ter 78% da população da União Europeia (UE) empregada até 2030. De …

Príncipe Filipe “melhorou ligeiramente”, mas já há protocolo em caso de óbito real

Numa altura em que está prestes a completar 100 anos de idade, o marido da Rainha Isabel II encontra-se internado desde 16 de Fevereiro. Esta semana o duque de Edimburgo foi transferido de hospital devido …

Pedrógão Grande. Associação de Vítimas diz que relatório confirma que nada mudou na floresta

O relatório da comissão eventual de inquérito parlamentar sobre Pedrógão Grande confirma as preocupações da Associação de Vítimas relativamente à falta de ação na floresta da região. “[O relatório] confirma a evidência que já tínhamos de …

Nova Zelândia atingida por sismo de 7,2 na escala de Richter

Um sismo de magnitude 7,2 na escala de Richter abalou, esta quinta-feira, a costa nordeste da Nova Zelândia. A proteção civil emitiu um alerta de tsunami, pedindo aos habitantes que se afastassem da costa, que …

Partido de extrema-direita alemão AfD colocado sob vigilância

A Alternativa para a Alemanha (AfD), partido de extrema-direita alemão, foi colocado sob vigilância a 25 de fevereiro pelo serviço de segurança interna do país, revelou na quarta-feira o Süddeutsche Zeitung. De acordo com o Expresso, …