PT manda trabalhadores para casa, mas é “um presente envenenado”

Mário Cruz / Lusa

A PT comunicou a mais de cem trabalhadores, sem funções atribuídas, que estão dispensados de se apresentarem no local de trabalho, nos próximos meses. Uma forma de “contornar os problemas legais” levantados pela Autoridade para as Condições no Trabalho, acusam os Sindicatos.

Após a Autoridade para as Condições no Trabalho (ACT) ter detectado várias irregularidades na PT, relacionadas com o incumprimento do dever de ocupação efectiva, a empresa informou mais de 100 trabalhadores sem funções que estão dispensados de se apresentarem no local de trabalho, conforme avança o jornal Público.

A medida consta de um despacho assinado pela directora de Recursos Humanos da empresa que menciona uma “dispensa de assiduidade”, “a título excepcional e temporário”, segundo o diário.

A dispensa vigora a partir da próxima segunda-feira, 16 de Outubro, até 15 de Janeiro de 2018, ou seja, durante três meses.

Ao Público, uma fonte da PT nota que “as soluções encontradas pela empresa passam por: encontrar funções para os trabalhadores em causa, propor condições vantajosas de saída e dar dispensa de assiduidade até se conseguir encontrar o enquadramento adequado”.

Para funcionários e Sindicatos é evidente que a PT está a “contornar os problemas legais levantados pelas inspecções da ACT”, conforme cita a TVI. Falam mesmo de um “presente envenenado”, considerando que, se por um lado, “alivia a pressão psicológica dos trabalhadores” sem funções, por outro, “torna-os mais vulneráveis a propostas de rescisão”.

Esta dispensa de apresentação no local de trabalho pode também “configurar uma forma de assédio laboral“, refere a TVI.

“Stress global”

Falando à agência Lusa, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Portugal Telecom (STPT), Jorge Félix, afirmou que, neste momento, “todo o ambiente existente na PT é um ambiente de stress global”, abrangendo “a generalidade dos trabalhadores”.

Segundo Jorge Félix, estes funcionários sem funções – “que são cerca de 200” – estão a ser alvo de “assédio”, já que a empresa os está a convidar “para irem para casa sem prestar a assiduidade diária, com direito à retribuição e ao subsídio de almoço, portanto com todos os direitos remuneratórios, mas sem sequer estarem no trabalho”.

“O que nós pensamos é que estão a tentar ludibriar a ACT porque a ACT diz que vai continuar a sua acção inspectiva e de controlo”, justificou o sindicalista, apontando que a autoridade “vai chegar aos locais onde estão os trabalhadores sem funções e [eles] já não estão lá”.

Como estão a trabalhar através de casa, “não vão penalizar a empresa, que já não vai pagar as coimas” por a ACT “ver muito menos gente parada e sem fazer nada”, acrescentou.

Contudo, o responsável referiu que isso vai “fragilizar mais a situação desses trabalhadores”.

“Um trabalhador que esteja 90 dias afastado diariamente da sua atividade da empresa e, ao fim desse tempo, voltar à empresa, vem com um pensamento e com uma forma de estar totalmente diferente, mais fragilizado no que diz respeito a exigir um posto de trabalho com a sua categoria”, exemplificou.

Além disso, continuou, o funcionário fica “numa situação de maior possibilidade de chegar a acordo com a empresa para uma rescisão por mútuo acordo, até por um valor menos interessante”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Estes mafiosos franceses, nem sequer disfarçam que se estão a borrifar para tudo/todos e cujo único objectivo é o lucro fácil!!
    É para encher os bolsos a este tubarões que certos iluminados defendem a maior facilitismo nos despedimentos, etc, etc…

RESPONDER

Empresas que ponham trabalhadores a prazo nos quadros terão apoio até 3 mil euros

As empresas que convertam contratos a prazo em permanentes vão ter direito a um apoio até 3.050,32 euros por trabalhador, caso cumpram alguns requisitos, segundo uma portaria do Governo que será publicada esta quinta-feira. De acordo …

Bebé Matilde volta a ser operada na sexta-feira

A bebé Matilde vai voltar a ser operada na sexta-feira, depois de os médicos terem descoberto através de uma TAC que os ventrículos da criança “estão novamente aumentados". Assim, Matilde é operada pela segunda vez em …

Camiões a gás natural emitem mais óxido de azoto do que camiões a gasóleo

Os camiões movidos a gás natural liquefeito (GNL) emitem até cinco vezes mais óxido de azoto (NOx) do que os camiões a gasóleo, indicaram testes na estrada pedidos pelo Governo holandês e esta quarta-feira divulgados. Os …

França nega pedido de asilo a Edward Snowden

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Jean-Yves Le Drian, disse que não há razões para que o país mude a decisão de 2013 de recusar asilo a Edward Snowden, acusado de espionagem por ter publicado …

Ataque de milícias na República Democrática do Congo causa 14 mortos

Um ataque de milícias contra uma aldeia na região de Ituri, no leste da República Democrática do Congo (RDCongo), causou a morte de 14 pessoas, tendo outras quatro ficado feridas. A região tem sido alvo …

Morreu Ben Ali, ex-presidente da Tunísia

Ben Ali, ex-presidente da Tunísia que foi deposto em 2011 pela revolução que inspirou a Primavera Árabe, morreu esta quinta-feira na Arábia Saudita, avançou o advogado da família. Tinha 83 anos. "Ben Ali acabou de morrer …

Mulher que alegadamente pertencia ao cartel de El Chapo encontrada morta no México

Claudia Ochoa Felix, a mexicana de 35 anos que alegadamente pertencia ao cartel Sinaloa, liderado pelo narcotraficante El Chapo, foi encontrada morta numa casa em Culiacán, México, no fim de semana. Conhecida como “Kim Kardashian do …

Arábia Saudita vende prédio onde Jamal Khashoggi foi assassinado

A Arábia Saudita vendeu o edifício onde foi assassinado e desmembrado o jornalista Jamal Khashoggi. O prédio do Consulado, em Istambul, foi comprado há mais de um mês por menos de um terço do seu …

Portugal com mais de 60 nomeações nos óscares do turismo

Portugal está nomeado para mais de 60 categorias dos World Travel Awards, conhecidos como “Óscares do Turismo”. Segundo o jornal Público, há 66 nomeações para destinos ou empresas portuguesas na edição de 2019. Depois de em …

Polícia acaba com o maior fornecedor de televisão pirata da Europa. Clientes podem pagar 25 mil

Uma operação conjunta de polícias de vários países, coordenada pela Eurojust, levou ao desmantelamento da Xtream Codes, um serviço de fornecimento de serviços de televisão pirata, que tinha milhões de clientes na Europa. As ações policiais …