PSD e CDS querem esclarecer contratação, gestão e saída de Domingues

João Relvas / Lusa

António Domingues, o novo presidente da Caixa Geral de Depósitos

António Domingues

O PSD e o CDS-PP entregaram esta sexta-feira um requerimento para a nova comissão de inquérito em torno da Caixa Geral de Depósitos.

O objeto da nova comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos, anunciada esta sexta-feira por PSD e CDS-PP, será apreciar a contratação, gestão e saída do anterior presidente do banco e as negociações com o Governo.

De acordo com o requerimento, são três as alíneas que os deputados querem ver esclarecidas, todas em torno da anterior administração da CGD, sem referência direta à troca de SMS entre António Domingues e o ministro das Finanças Mário Centeno.

“Apreciar as negociações, direta ou indiretamente conduzidas pelo Governo, as condições e os termos de contratação da administração do dr. António Domingues para a CGD” é a primeira alínea do objeto hoje entregue.

PSD e CDS querem ainda “apreciar a intervenção e responsabilidade do XXI Governo pela gestão da administração liderada pelo dr. António Domingues”.

Finalmente, os dois partidos pretendem “apreciar os factos que conduziram à demissão do dr. António Domingues e à saída efetiva da administração por si liderada”.

Numa conferência de imprensa, o líder parlamentar dos sociais-democratas, Luís Montenegro, deixou bastante claro que “apurar a verdade não é bisbilhotice”.

Já o líder parlamentar do CDS, Nuno Magalhães, diz que esta comissão de inquérito é essencial para a descoberta da verdade, coisa que para nós não é menor, é essencial. Não é uma trica, não é uma coscuvilhice saber se temos um Governo e um ministro das Finanças que fala verdade ao Parlamento numa Comissão de Inquérito que tem poderes judiciais”, afirmou.

Lembrando que o líder parlamentar do PS, Carlos César, chegou a sugerir em declarações públicas que criassem uma nova comissão de inquérito com esse objeto específico, PSD e CDS-PP pedem que esta nova comissão seja constituída e que possa “funcionar pelo prazo mais curto”, não ultrapassando os 120 dias.

Os dois partidos tinham anunciado que iriam usar o direito potestativo para tornar obrigatória a constituição de uma nova comissão de inquérito, depois de os partidos da esquerda terem rejeitado o acesso às comunicações trocadas entre o ministro e o ex-presidente do banco público.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Ele é preciso uma santa paciencia para desmamar meninos mimados. Habituaram-se ao Cavaco, e agora estranham, e não querem outra coisa. Meus queridos, …. vão para Boliqueime.

  2. Como cidadão deste País fico deveras apreensivo quando verifico que existem pessoas como o Sr. Dr. António Domingos que se dão ao luxo de dizer ao governo ” não entrego a declaração de rendimentos ” coitado então pode-se considerar que o Dr. António Domingos é uma vítima deste processo.
    O Sr. Dr. António Domingos iria presidir á CGD ou seja, ficava com poderes para usar bem ou mal os dinheiros que não são dele e mesmo assim ele pensa que não deve ser controlado, não entendo porquê.
    Depois tenho os jornalistas e os políticos deste País que só querem ver se o Sr. Ministro das Finanças mentiu na comissão de inquérito se mentiu morte ao ministro mas o Sr. Dr. António Domingos continua impávido e sereno a assistir a isto tudo como se não tivesse nada a ver com este processo, meu Deus como vai a Democracia neste País em que as pessoas que consideramos importantes já negam as suas obrigações, porque o Sr. António Domingos se não fosse controlado já era o Presidente da CGD isto é muito triste.
    É por estas e por outras situações que temos assistido durante estes anos de Democracia que julgamos que quem está no poder tem aumentado brutalmente o património sem ter de dar satisfações ao País que eles tem andado a sugar. Já agora coloquem tudo em nome dos filhos e netos para que não tenham de devolver o que tem retirado ilicitamente em proveito próprio.
    Fico com a sensação de ter sido enganado por todos os que se têm engordado o seu património sem serem controlados pelo Estado porque até existem os que fazem acordos para não o serem.

  3. O domingues tem medo de mostrar o património. Mas quem não deve não teme… E os outros fizeram leis à medida para cumprir as exigencies dele. Só que as coisas correram mal. Agora até andam a esconder a correpondência que foi trocada para cozinhar a marosca e as mentiras que estão pelo meio. . Mas que grandes FDP!!

  4. Já toda a gente percebeu que o senhor Domingues exigiu a não apresentação da declaração de rendimentos mas já todos perceberam também que o governo cedeu e fez um acordo à margem da lei, portanto se alguém estará mal nesta situação será o governo que em vez de recusar a proposta a aceitou, agora procuram bodes expiatórios na oposição por esta exigir a verdade, fazem todas as manobras para impedir o esclarecimento do acordo e por seu lado quanto a mim o senhor Domingues só terá que desvendar toda a verdade uma vez que já nada mais tem a perder e dessa forma evitará que a esquerda carregue sobre ele toda a responsabilidade do sucedido.

RESPONDER

"Mário Centeno está a perder influência no Governo". Os (maus) sinais para o Orçamento de Estado 2020

A proposta de Orçamento do Estado para 2020 [OE 2020] vai ser apresentada daqui a uma semana e alguns economistas antecipam os riscos do documento, falando de uma "situação potencialmente perigosa para as contas públicas" …

Utilizadores russos do Reddit terão divulgado documentos comprometedores sobre o Brexit

A rede social Reddit anunciou ter concluído que utilizadores russos estiveram na origem da divulgação de documentos confidenciais do governo britânico sobre as negociações comerciais do Brexit. O Reddit anunciou, num comunicado citado pela Associated Press, …

Concorrência quer novas regras para fidelizações nas telecomunicações

A Autoridade da Concorrência (AdC) quer mudanças nas regras impostas pelas operadoras de telecomunicações nos contratos de fidelização. Segundo um relatório da AdC, ao qual o Jornal de Negócios teve acesso e que será esta segunda-feira …

Se Trump fosse julgado perante um júri, seria condenado "em três minutos"

Caso o processo de impeachment avance, e Trump seja apresentado perante um júri, Jerry Nadler acredita que o presidente norte-americano seria considerado culpado "em três minutos". O presidente da comissão de Justiça da Câmara dos Representantes, …

Sangue, lágrimas e crianças escoltadas na primeira despromoção da história do Cruzeiro

O Cruzeiro desceu de divisão pela primeira vez na sua história. O último jogo do campeonato, que selou a despromoção, ficou marcado por episódios violentos entre adeptos e polícia. O cenário vivido no 'Mineirão', este domingo, …

Movimento "Convergência" prepara moção para convenção do Bloco (mas rejeita cisão)

Largas dezenas de elementos do Bloco de Esquerda (BE) estiveram reunidos para preparar uma moção para apresentar na próxima convenção do partido, mas rejeitam estar a criar uma nova tendência ou a preparar uma cisão. João …

Empresário lesou Fisco em 60 milhões, mas não tem de devolver nada

Um empresário do setor do ouro condenado a sete anos de prisão por fraude fiscal agravada não terá de devolver nenhuma parte dos 60 milhões de euros de prejuízo que deu ao Estado por não …

Maioria das pistolas Glock roubadas da PSP pode ter estado sempre com a polícia

Luís Gaiba defende que a contagem do armamento não estava atualizada e que, por isso, a maioria das armas alegadamente desaparecidas pode nunca ter saído da posse da polícia. O agente Luís Gaiba, suspeito do roubo …

Rússia banida dos Jogos Olímpicos e Mundiais por quatro anos

A Rússia foi banida, esta segunda-feira, de Jogos Olímpicos e Mundiais por quatro anos, na sequência de uma decisão, tomada por unanimidade, do comité da AMA que avalia o cumprimento dos regulamentos. A Rússia foi excluída dos …

Governo chinês bane compras públicas de computadores e software estrangeiros

O Governo chinês ordenou que todos os escritórios governamentais e instituições públicas removam computadores e software estrangeiros, ao longo dos próximos três anos, depois da decisão de Washington de banir aquisição de equipamentos da Huawei. A …