PSD e CDS querem esclarecer contratação, gestão e saída de Domingues

João Relvas / Lusa

António Domingues, o novo presidente da Caixa Geral de Depósitos

António Domingues

O PSD e o CDS-PP entregaram esta sexta-feira um requerimento para a nova comissão de inquérito em torno da Caixa Geral de Depósitos.

O objeto da nova comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos, anunciada esta sexta-feira por PSD e CDS-PP, será apreciar a contratação, gestão e saída do anterior presidente do banco e as negociações com o Governo.

De acordo com o requerimento, são três as alíneas que os deputados querem ver esclarecidas, todas em torno da anterior administração da CGD, sem referência direta à troca de SMS entre António Domingues e o ministro das Finanças Mário Centeno.

“Apreciar as negociações, direta ou indiretamente conduzidas pelo Governo, as condições e os termos de contratação da administração do dr. António Domingues para a CGD” é a primeira alínea do objeto hoje entregue.

PSD e CDS querem ainda “apreciar a intervenção e responsabilidade do XXI Governo pela gestão da administração liderada pelo dr. António Domingues”.

Finalmente, os dois partidos pretendem “apreciar os factos que conduziram à demissão do dr. António Domingues e à saída efetiva da administração por si liderada”.

Numa conferência de imprensa, o líder parlamentar dos sociais-democratas, Luís Montenegro, deixou bastante claro que “apurar a verdade não é bisbilhotice”.

Já o líder parlamentar do CDS, Nuno Magalhães, diz que esta comissão de inquérito é essencial para a descoberta da verdade, coisa que para nós não é menor, é essencial. Não é uma trica, não é uma coscuvilhice saber se temos um Governo e um ministro das Finanças que fala verdade ao Parlamento numa Comissão de Inquérito que tem poderes judiciais”, afirmou.

Lembrando que o líder parlamentar do PS, Carlos César, chegou a sugerir em declarações públicas que criassem uma nova comissão de inquérito com esse objeto específico, PSD e CDS-PP pedem que esta nova comissão seja constituída e que possa “funcionar pelo prazo mais curto”, não ultrapassando os 120 dias.

Os dois partidos tinham anunciado que iriam usar o direito potestativo para tornar obrigatória a constituição de uma nova comissão de inquérito, depois de os partidos da esquerda terem rejeitado o acesso às comunicações trocadas entre o ministro e o ex-presidente do banco público.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Ele é preciso uma santa paciencia para desmamar meninos mimados. Habituaram-se ao Cavaco, e agora estranham, e não querem outra coisa. Meus queridos, …. vão para Boliqueime.

  2. Como cidadão deste País fico deveras apreensivo quando verifico que existem pessoas como o Sr. Dr. António Domingos que se dão ao luxo de dizer ao governo ” não entrego a declaração de rendimentos ” coitado então pode-se considerar que o Dr. António Domingos é uma vítima deste processo.
    O Sr. Dr. António Domingos iria presidir á CGD ou seja, ficava com poderes para usar bem ou mal os dinheiros que não são dele e mesmo assim ele pensa que não deve ser controlado, não entendo porquê.
    Depois tenho os jornalistas e os políticos deste País que só querem ver se o Sr. Ministro das Finanças mentiu na comissão de inquérito se mentiu morte ao ministro mas o Sr. Dr. António Domingos continua impávido e sereno a assistir a isto tudo como se não tivesse nada a ver com este processo, meu Deus como vai a Democracia neste País em que as pessoas que consideramos importantes já negam as suas obrigações, porque o Sr. António Domingos se não fosse controlado já era o Presidente da CGD isto é muito triste.
    É por estas e por outras situações que temos assistido durante estes anos de Democracia que julgamos que quem está no poder tem aumentado brutalmente o património sem ter de dar satisfações ao País que eles tem andado a sugar. Já agora coloquem tudo em nome dos filhos e netos para que não tenham de devolver o que tem retirado ilicitamente em proveito próprio.
    Fico com a sensação de ter sido enganado por todos os que se têm engordado o seu património sem serem controlados pelo Estado porque até existem os que fazem acordos para não o serem.

  3. O domingues tem medo de mostrar o património. Mas quem não deve não teme… E os outros fizeram leis à medida para cumprir as exigencies dele. Só que as coisas correram mal. Agora até andam a esconder a correpondência que foi trocada para cozinhar a marosca e as mentiras que estão pelo meio. . Mas que grandes FDP!!

  4. Já toda a gente percebeu que o senhor Domingues exigiu a não apresentação da declaração de rendimentos mas já todos perceberam também que o governo cedeu e fez um acordo à margem da lei, portanto se alguém estará mal nesta situação será o governo que em vez de recusar a proposta a aceitou, agora procuram bodes expiatórios na oposição por esta exigir a verdade, fazem todas as manobras para impedir o esclarecimento do acordo e por seu lado quanto a mim o senhor Domingues só terá que desvendar toda a verdade uma vez que já nada mais tem a perder e dessa forma evitará que a esquerda carregue sobre ele toda a responsabilidade do sucedido.

RESPONDER

Esta é a cidade com mais Alzheimer do mundo (e a culpa é de uma estranha mutação genética)

Na Colômbia, os habitantes da cidade de Yarumal parecem estar condenados a uma maldição que os faz esquecerem-se da sua vida, morrendo pouco tempo depois do início dos sintomas. Milhares de pessoas, pertencentes a apenas 25 …

Idosa de 93 anos recuperou de Covid-19 (e há 6 crianças em estado grave no Dona Estefânia)

Uma mulher de 93 anos que esteve internada em Lisboa, com Covid-19, recuperou da infecção ao cabo de 11 dias. Enquanto isso, há seis crianças com idades entre 4 meses e 17 anos que estão …

"Grande erro" da Europa é não usar máscaras, considera especialista chinês

George Gao, diretor dos Centros de Controlo e Proteção de Doenças da China (CDC), considera que o "grande erro" da Europa no combate à pandemia de covid-19 é o facto de as pessoas não usarem …

Obama critica de Trump. "Cada um de nós deve exigir mais dos nossos líderes"

O ex-Presidente norte-americano, Barack Obama, considerou esta terça-feira que o seu sucessor, Donald Trump, ignorou os avisos sobre os riscos de uma pandemia do novo coronavírus, e recordou o mesmo comportamento quanto às alterações climáticas, …

Covid-19. Hotel cinco estrelas na Austrália vai acolher sem-abrigo

A Austrália vai levar a cabo um projeto piloto que visa retirar das ruas alguns sem-abrigo e transferi-los para hotéis de luxo, protegendo-os assim do novo coronavírus oriundo da China (Covid-19).  O projeto, Hotels With Heart, …

Red Bull equacionou infeção voluntária dos seus pilotos

Um responsável da Red Bull admitiu que propôs aos pilotos da marca austríaca, que participa no Mundial de Fórmula 1, uma estratégia de infeção voluntária de covid-19, visando ficarem imunes no início da temporada. Helmut Marko …

TAP avança com lay-off para 90% dos trabalhadores (e reduz atividade para cinco voos semanais)

Numa mensagem enviada aos seus funcionários, a TAP revelou que vai mesmo avançar com um processo de 'lay-off' para 90% dos trabalhadores e com a redução do período normal de trabalho em 20% para os …

Estado vai devolver 3 mil milhões em reembolsos do IRS

O Estado vai devolver 3 mil milhões de euros aos contribuintes em reembolsos do IRS, cuja entrega arranca esta quarta-feira e se estende até 30 de junho. A informação foi avançada pelo ministro de Estado, …

Há quatro infetados no sistema prisional. Estão todos em isolamento domiciliário

O Ministério da Justiça revelou esta terça-feira que aumentou para quatro o número de infetados com covid-19 no sistema prisional e que estão todos em isolamento domiciliário segundo indicação da saúde pública. Em comunicado, o Ministério …

Sousa Cintra diz que Rafael Leão "não ficou no Sporting porque foi apertado"

Sousa Cintra, ex-líder da SAD do Sporting no tempo da Comissão de Gestão, lamenta a rescisão do jogador Rafael Leão, considerando que "ele não continuou porque foi apertado". O jovem jogador foi, recentemente, condenado a …