PSD e CDS querem esclarecer contratação, gestão e saída de Domingues

João Relvas / Lusa

António Domingues, o novo presidente da Caixa Geral de Depósitos

António Domingues

O PSD e o CDS-PP entregaram esta sexta-feira um requerimento para a nova comissão de inquérito em torno da Caixa Geral de Depósitos.

O objeto da nova comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos, anunciada esta sexta-feira por PSD e CDS-PP, será apreciar a contratação, gestão e saída do anterior presidente do banco e as negociações com o Governo.

De acordo com o requerimento, são três as alíneas que os deputados querem ver esclarecidas, todas em torno da anterior administração da CGD, sem referência direta à troca de SMS entre António Domingues e o ministro das Finanças Mário Centeno.

“Apreciar as negociações, direta ou indiretamente conduzidas pelo Governo, as condições e os termos de contratação da administração do dr. António Domingues para a CGD” é a primeira alínea do objeto hoje entregue.

PSD e CDS querem ainda “apreciar a intervenção e responsabilidade do XXI Governo pela gestão da administração liderada pelo dr. António Domingues”.

Finalmente, os dois partidos pretendem “apreciar os factos que conduziram à demissão do dr. António Domingues e à saída efetiva da administração por si liderada”.

Numa conferência de imprensa, o líder parlamentar dos sociais-democratas, Luís Montenegro, deixou bastante claro que “apurar a verdade não é bisbilhotice”.

Já o líder parlamentar do CDS, Nuno Magalhães, diz que esta comissão de inquérito é essencial para a descoberta da verdade, coisa que para nós não é menor, é essencial. Não é uma trica, não é uma coscuvilhice saber se temos um Governo e um ministro das Finanças que fala verdade ao Parlamento numa Comissão de Inquérito que tem poderes judiciais”, afirmou.

Lembrando que o líder parlamentar do PS, Carlos César, chegou a sugerir em declarações públicas que criassem uma nova comissão de inquérito com esse objeto específico, PSD e CDS-PP pedem que esta nova comissão seja constituída e que possa “funcionar pelo prazo mais curto”, não ultrapassando os 120 dias.

Os dois partidos tinham anunciado que iriam usar o direito potestativo para tornar obrigatória a constituição de uma nova comissão de inquérito, depois de os partidos da esquerda terem rejeitado o acesso às comunicações trocadas entre o ministro e o ex-presidente do banco público.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Ele é preciso uma santa paciencia para desmamar meninos mimados. Habituaram-se ao Cavaco, e agora estranham, e não querem outra coisa. Meus queridos, …. vão para Boliqueime.

  2. Como cidadão deste País fico deveras apreensivo quando verifico que existem pessoas como o Sr. Dr. António Domingos que se dão ao luxo de dizer ao governo ” não entrego a declaração de rendimentos ” coitado então pode-se considerar que o Dr. António Domingos é uma vítima deste processo.
    O Sr. Dr. António Domingos iria presidir á CGD ou seja, ficava com poderes para usar bem ou mal os dinheiros que não são dele e mesmo assim ele pensa que não deve ser controlado, não entendo porquê.
    Depois tenho os jornalistas e os políticos deste País que só querem ver se o Sr. Ministro das Finanças mentiu na comissão de inquérito se mentiu morte ao ministro mas o Sr. Dr. António Domingos continua impávido e sereno a assistir a isto tudo como se não tivesse nada a ver com este processo, meu Deus como vai a Democracia neste País em que as pessoas que consideramos importantes já negam as suas obrigações, porque o Sr. António Domingos se não fosse controlado já era o Presidente da CGD isto é muito triste.
    É por estas e por outras situações que temos assistido durante estes anos de Democracia que julgamos que quem está no poder tem aumentado brutalmente o património sem ter de dar satisfações ao País que eles tem andado a sugar. Já agora coloquem tudo em nome dos filhos e netos para que não tenham de devolver o que tem retirado ilicitamente em proveito próprio.
    Fico com a sensação de ter sido enganado por todos os que se têm engordado o seu património sem serem controlados pelo Estado porque até existem os que fazem acordos para não o serem.

  3. O domingues tem medo de mostrar o património. Mas quem não deve não teme… E os outros fizeram leis à medida para cumprir as exigencies dele. Só que as coisas correram mal. Agora até andam a esconder a correpondência que foi trocada para cozinhar a marosca e as mentiras que estão pelo meio. . Mas que grandes FDP!!

  4. Já toda a gente percebeu que o senhor Domingues exigiu a não apresentação da declaração de rendimentos mas já todos perceberam também que o governo cedeu e fez um acordo à margem da lei, portanto se alguém estará mal nesta situação será o governo que em vez de recusar a proposta a aceitou, agora procuram bodes expiatórios na oposição por esta exigir a verdade, fazem todas as manobras para impedir o esclarecimento do acordo e por seu lado quanto a mim o senhor Domingues só terá que desvendar toda a verdade uma vez que já nada mais tem a perder e dessa forma evitará que a esquerda carregue sobre ele toda a responsabilidade do sucedido.

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …