PS está feliz com Rui Rio (mas é proibido murmurar “maioria absoluta”)

Manuel Araújo / Lusa

As primeiras semanas de Rui Rio à frente do PSD estão a alimentar no seio do PS a esperança de uma maioria absoluta. Mas a expressão está “proibida” entre os socialistas.

António Costa já afirmou publicamente que não quer reeditar um bloco central com o PSD, mas as primeiras semanas da liderança de Rui Rio no PSD até podem fazer com que a questão nem se coloque.

Segundo adianta este sábado o jornal Sol, os inúmeros casos e polémicas que rodearam a liderança do PSD após a eleição de Rio estão a alimentar a esperança entre os socialistas de que será possível ao PS conseguir uma maioria absoluta nas próximas legislativas.

A expressão maioria absoluta é ainda tabu entre os socialistas e ninguém se atreve a assumi-la como objectivo. “Pedi-la é meio caminho andado para a não ter”, diz um alto dirigente do PS citado pelo jornal, mas “começa a parecer possível chegar à maioria”.

O dirigente não afasta no entanto nenhum cenário para o pós-legislativas, admitindo a possibilidade de acordos com o PSD caso o PS não consiga a maioria absoluta. “Ainda falta muito tempo, mas não podemos afastar nenhuma hipótese”.

Embora oficialmente António Costa nem queira ouvir falar em bloco central, nas cúpulas do partido há quem encare a hipótese de entendimentos parlamentares com Rui Rio, repetindo a fórmula usada por António Guterres e Marcelo Rebelo de Sousa.

Este é um cenário que agrada principalmente à ala de centro-direita dos socialistas, mas que não convence os socialistas mais à esquerda, que apontam o sucesso da actual solução governativa baseada em negociações com Bloco de Esquerda e PCP.

“Há visões ideológicas e políticas que separam PS e PSD”, salienta ao Sol um destacado socialista, que vê nos partidos de esquerda os parceiros naturais do PS. “Estamos a trabalhar com os dois, BE e PCP”, diz o dirigente.

Esquerda mantém pressão sobre leis laborais

Parceiros do executivo socialista na actual legislatura, Bloco de Esquerda e PCP preparam-se para manter a pressão sobre o governo nas leis laborais, que ficam muito aquém do que pretendem.

Segundo adianta este sábado o DN, as 27 medidas de alteração à legislação do trabalho que o governo apresentou a semana à Concertação Social estão longe de mudar a agenda dos partidos à esquerda, que prometem insistir em mudanças mais profundas à lei.

Apesar de o plano de governo ter ido ao encontro de alguma das reivindicações do Bloco de Esquerda, terão ficado de fora medidas que os bloquistas querem negociar ainda nesta sessão legislativa – nomeadamente alterações nas compensações por despedimento e nos dias de férias, e a reposição dos 25 dias de férias.

O deputado e líder parlamentar do Bloco de Esquerda, Pedro Filipe Soares, assegurou mesmo, em entrevista à RTP, que o seu partido não vai baixar a guarda nas próximas negociações do Orçamento do Estado.

Antevendo uma negociação difícil, o dirigente bloquista não quer que nenhum dos tópicos já negociados, nem o descongelamento das carreiras da Função pública já negociado, retrocedam do orçamento atual.

O PCP, por seu turno, aposta acima de tudo na conclusão de processos que já se encontram em discussão na especialidade, caso do combate à precariedade e dos direitos de maternidade e paternidade.

Muito embora o combate à precariedade esteja contemplado nas propostas do governo, a deputada comunista Rita Rato assegura ao DN que as propostas do PCP são “muito mais amplas”.

Os comunistas querem alargar o tempo da licença de maternidade obrigatória das seis para as oito semanas, passar a licença obrigatória do pai para os 30 dias e alargar a licença de maternidade para os 180 dias, pagos a 100%. Também, o trabalho por turnos e o alargamento ao sector privado da redução para 35 horas do horário semanal de trabalho são prioridades da bancada comunista.

Nos próximos meses, as 27 medidas de alteração à legislação do trabalho propostas pelo governo serão negociadas em sede de Concertação Social, debatidas no Parlamento, e provavelmente reclamadas nas ruas.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Sim, sim, junta-te ao rio, e vais ver o tombo que levas, talvez até te afogues, o que se calhar não seria mau de tido, era menos um a apoiar a porcaria da edeologia de género

  2. Estes podem matar às centenas, aumentar os impostos sem paralelo em Portugal, desaparecer com o armamento de tancos, nomear profundos incompetentes para cargos de responsabilidade, pôr meio país a trabalhar 35 horas enquanto outro meio trabalha 40 e paga os salários dos que só trabalham 35, que o povo, estúpido, vai sempre votar nestes artistas.
    Temos o que merecemos. O povo é mesmo estúpido.

RESPONDER

AstraZeneca entregou 10% das vacinas. Depois de Itália, França e Alemanha admitem bloquear exportações

A presidente da Comissão Europeia avisou esta segunda-feira que outros países poderão seguir o exemplo da Itália e bloquear as exportações de vacinas da covid-19 e disse esperar um reforço na entrega pelas farmacêuticas no …

Crânio de mulher decapitada encontrado em caverna no norte de Itália

O crânio de uma mulher, que viveu na Idade da Pedra, fez uma viagem inesperada e acabou no fundo de uma caverna íngreme de Itália. Os arqueólogos acreditam que o acidente tenha ocorrido há cerca …

Inspeção da IGAS admite "responsabilidade deontológica" de médicos em Reguengos

A inspeção ordenada pelo Ministério da Saúde ao surto de covid-19 no lar de Reguengos de Monsaraz admite "responsabilidade deontológica" dos médicos que recusaram visitar a instituição no seguimento de instruções da Ordem dos Médicos …

Desconfinar creches e 1.º ciclo em março é possível, mas com "botão de pânico"

O epidemiologista Manuel Carmo Gomes considera que é possível a partir de meados deste mês abrir creches e primeiro ciclo. Contudo, tem de se estar "sempre pronto para parar". O plano de descofinamento será anunciado pelo …

UEFA suspende árbitro do PSG-Basaksehir (mas afasta conduta racista)

Sebastian Coltescu foi suspenso pela UEFA até ao final da atual temporada, devido a "comportamento impróprio" no jogo entre o PSG e o Basaksehir, mas o  organismo afastou qualquer ação racista do romeno. "Foi decidido suspender …

O maior lagarto do mundo tem uma peculiar história de reprodução

O dragão de Komodo (Varanus komodoensis), o maior lagarto à face da Terra, tem uma estranha história de reprodução, de acordo com uma nova investigação científica levada a cabo pela Universidade Nacional da Austrália. De …

Portal Goal aponta Diego Costa ao Benfica (e até avança valores)

O portal desportivo Goal apontou esta segunda-feira Diego Costa, ex Atlético de Madrid e atualmente sem clube, ao Benfica. De acordo com a mesma fonte, o clube da Luz oferece ao jogador um salário de …

Um mandato com "vários mandatos" dentro. A segunda dinastia de Marcelo começa hoje

Esta terça-feira, Marcelo Rebelo de Sousa toma posse para um segundo mandato como Presidente da República. Por volta das 10h30, na Assembleia da República, Marcelo Rebelo de Sousa vai voltar a pousar a mão direita na …

Groundforce em risco de insolvência. Governo ainda sem soluções

O Governo ainda não tem soluções para resolver o problema dos trabalhadores da Groundforce, indicou o ministro das Infraestruturas e da Habitação numa reunião, esta segunda-feira, com os representantes dos colaboradores. "O ministro informou-nos que não …

Peritos propõem plano para desconfinar lentamente ao longo de um mês e meio

Esta segunda-feira, na reunião no Infarmed, os especialistas apresentaram a sua proposta de plano de desconfinamento. A decisão final do Governo só será conhecida na quinta-feira. De acordo com o Expresso, a proposta de plano de …