Governo prometeu a Bruxelas reforma de serviços do Estado. Sindicatos não sabiam

António Cotrim / Lusa

O Governo prometeu a Bruxelas arrancar com uma “reforma funcional e orgânica da administração pública (AP)” sob pena de não receber os cheques da bazuca europeia.

“A reforma iniciar-se-á no segundo trimestre de 2021, com a criação da Estrutura de Missão, prevendo-se a entrega de um relatório técnico de diagnóstico e definição das alterações orgânicas e funcionais até ao segundo trimestre de 2022. Até ao final do quarto trimestre de 2022, prevê-se a aprovação do pacote legislativo que aprovará as alterações orgânicas e introduzir, prevendo-se ainda a concentração física dos organismos que vierem a ser definidos num único local, até 2023”, lê-se no 19.º capítulo do PRR dedicado à “Transição digital da AP: capacitação, digitalização, interoperabilidade e cibersegurança”.

Esta Estrutura de Missão incluirá uma “comissão técnica de seis especialistas de reconhecido mérito” que terá um ano para fazer “um relatório técnico que definirá um diagnóstico e o racional estratégico subjacente à reorganização do Estado”. Lá estarão “os organismos que se deverão criar, extinguir ou reorganizar”.



A responsabilidade de criar a Estrutura de Missão caberá à ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão.

Em declarações ao semanário Expresso, que avança a notícia esta sexta-feira, fonte oficial do ministério confirmou que já está me preparação o projeto de diploma.

“Espera-se que desta reforma se venham a obter ganhos de eficiência no funcionamento dos organismos da administração pública, podendo resultar da fusão de alguns organismos, da centralização de determinadas funções, ou simplesmente da reengenharia de processos no sentido da sua otimização. Assim, o objetivo não é poupar, mas sim utilizar melhor os recursos”, afirmou a mesma fonte.

Esta reforma terá como alvo os “organismos da AP em geral e respetivos trabalhadores e dirigentes” e resultará na “concentração dos gabinetes ministeriais e de organismos da AP num único espaço físico/edifício”.

Isto implica “alterações legislativas que implementem as alterações orgânicas”, podendo “englobar a fusão, extinção ou criação de estruturas” a três níveis: “serviços comuns de suporte ao edifício”, como gestão de instalações, limpeza, segurança, arquivo, relações-públicas e comunicação social; “serviços partilhados de suporte à atividade governativa”, como centros de competências; e “serviços de missão”, como as direções ou inspeções gerais.

A recomendação da “prioridade a despesas favoráveis ao crescimento, reforçando simultaneamente o controlo de despesa” foi feira por Bruxelas. O governo admitiu “dispersão e redundâncias nos serviços da administração central do Estado” com serviços “que tendem a repetir-se em cada um dos ministérios”.

O semanário explica que a maior parte desta explicação não constava na página que o governo dedicou em anteriores versões do PRR.

Questionados pelo Expresso, os sindicatos da Administração Pública asseguraram que nada lhes foi apresentado sobre este assunto e exigiram “propostas concretas, negociadas com os sindicatos”, afirmou Sebastião Santana, coordenador da Frente Comum.

O pacote legislativo terá de ser publicado em Diário da República antes de 2023.

Maria Campos, ZAP //

 

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

Inglaterra 0-0 Escócia | Nulo total no dérbi britânico

A Inglaterra empatou hoje 0-0 com a Escócia, em jogo da segunda jornada do Grupo D do Euro 2020 de futebol, e desperdiçou a oportunidade de garantir já um lugar nos oitavos de final do …

Infeção pelo coronavírus pode não garantir proteção prolongada, revela estudo

Um novo estudo britânico sugere que uma infeção pelo SARS-CoV-2 não garante que o hospedeiro desenvolva uma resposta imunitária prolongada contra o vírus, sendo a imunidade "altamente variável de pessoa para pessoa". Segundo a pesquisa do …

Ex-ministro da Bolívia planeou um segundo golpe usando mercenários dos EUA

O vazamento de gravações telefónicas e e-mails revelam que um ex-ministro da Defesa boliviano estava a preparar-se para usar tropas estrangeiras para impedir que o partido de esquerda MAS regressasse ao poder. Os documentos e registos …

Espécie rara de orquídea encontrada em telhado de banco de investimentos em Londres

Uma espécie rara de orquídea, que se acredita estar extinta no Reino Unido, foi descoberta no jardim do telhado de um banco de investimentos em Londres. Segundo o The Guardian, a Serapias parviflora, uma espécie rara …

Pintura de David Bowie comprada por três euros vai agora ser leiloada por milhares

A pintura do ícone do rock, David Bowie, deverá ser vendida por milhares de dólares num leilão de arte online. O retrato, intitulado "DHead XLVI", faz parte de um conjunto de aproximadamente 47 obras que David …

Vila Nova de Milfontes vai ter praia para cães

A praia pet friendly, que fica próxima de Furnas-Rio, vai funcionar já esta época balnear de forma experimental. Uma praia concessionada que também admite cães vai funcionar, nesta época balnear, de forma experimental, em Vila Nova …

Podia ser um quadro de Dalí, mas é só o degelo glacial na Islândia

Na Islândia, o degelo glacial criou uma paisagem deslumbrante que o fotógrafo espanhol Manuel Ismael Gómez de Almería não deixou passar em branco. Faz lembrar a arte surrealista de Salvador Dalí, mas é uma versão ampliada …

Digby, o cão dos bombeiros, ajudou a salvar uma mulher do suicídio

O cão Digby desempenhou um importante papel ao salvar uma mulher que estava a ponderar pôr fim à sua própria vida no Reino Unido. Digby é um cão terapeuta que ajuda as pessoas a lidar com …

Seca pode ser a "próxima pandemia e não há vacinas que a curem", alerta a ONU

A seca e a escassez de água podem afetar o planeta de forma sistémica se não forem tomadas medidas urgentes sobre a gestão da água e dos solos, alertou a Organização das Nações Unidas (ONU) …

Três portugueses morrem em desabamento de escola na Bélgica

O desabamento de uma escola em construção em Antuérpia, na Bélgica, provocou, esta sexta-feira, a morte de três portugueses. As circunstâncias em que o desabamento ocorreu ainda não são conhecidas. Fonte consular portuguesa confirmou à RTP …