Protestos no Iraque. Mais de 260 pessoas morreram desde 1 de outubro

Murtaja Lateef / EPA

Pelo menos 269 pessoas morreram desde o início de outubro no Iraque em protestos severamente reprimidos pelas forças de segurança e durante os quais outros grupos armados cometeram assassínios deliberados, alertou esta sexta-feira a ONU.

Na manhã desta sexta-feira, o Alto Comissariado dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) em Genebra foi informado da morte de cinco manifestantes na noite de quinta-feira em frente ao prédio do governo de Bassorá. Além dos mortos, pelo menos 8.000 feridos, incluindo militares e agentes de segurança, foram registados entre 1 de outubro e 7 de novembro.

O número exato de vítimas pode ser muito maior. A maioria destas foi atingida por munição real disparada por forças de segurança e elementos armados, que muitos descreveram como milícias privadas”, disse o porta-voz do Alto Comissariado, Rupert Colville.

Outros sofreram o “uso desnecessário, desproporcional e impróprio de armas menos letais, como gás lacrimogéneo“, acrescentou o responsável.

A agência da ONU também está a acompanhar várias queixas sobre detenções, não apenas de manifestantes e ativistas, mas também de pessoas ligadas às redes sociais, embora tenha dito que está a enfrentar uma “falta de transparência” que dificulta o avanço nestas investigações.

Além dessas prisões, surgiram relatórios que revelam casos de sequestro de manifestantes e voluntários, que vão aos protestos para ajudá-los. “Todas essas reclamações devem ser investigadas rapidamente, precisamos esclarecer o paradeiro dos desaparecidos e saber quem são os responsáveis”, afirmou Colville.

Dezenas de milhares de pessoas saíram às ruas desde o início de outubro em Bagdad e no sul do país para exigir mudanças políticas amplas. Os manifestantes reclamam da corrupção generalizada, da falta de oportunidades de emprego e os péssimos serviços básicos, incluindo cortes regulares de energia, apesar das vastas reservas de petróleo do Iraque.

Os protestos espalharam-se para diferentes cidades do Iraque, apesar da repressão e da ameaça de que a lei antiterrorismo será aplicada a todos os que usarem a violência que sabotam propriedades públicas ou que atacam agentes de segurança com armas de fogo.

A pena de morte pode ser aplicada, temendo-se que possa ser usada para intensificar a repressão de pessoas que não são realmente responsáveis por nenhum desses atos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …

Novo comboio-bala entra ao serviço na linha Tóquio-Osaka

O mais novo modelo de comboio-bala do Japão - o N700S - entrou ao serviço no dia 1 de julho, numa jornada inaugural de Tóquio a Osaka. A série N700S (sendo que o "S" significa "Supreme") …

Kanye West anuncia candidatura à Presidência dos EUA

O músico norte-americano Kanye West anunciou este sábado, Dia da Independência dos Estados Unidos, a sua candidatura à Casa Branca, depois de ter apoiado anteriormente o atual Presidente e candidato à reeleição, Donald Trump. "Agora devemos …

Vídeo revela, pela primeira vez, como é que o cérebro se livra dos neurónios mortos

Uma equipa de cientistas conseguiu usar, pela primeira vez, uma técnica que "mata" uma célula cerebral isolada e permite observar o processo de limpeza do sistema nervoso em tempo real. A equipa de investigadores conseguiu registar …

Reutilizável, dobrável e esterilizável. Novo "escudo" protege profissionais de saúde

Uma equipa de cientistas desenvolveu, recentemente, um dispositivo dobrável em forma de tenda que atua como um escudo físico para os profissionais de saúde na linha da frente contra a covid-19. A tenda redutora de gotículas …