Iraquianos saem à rua e desafiam recolher obrigatório decretado em Bagdade

Murtaja Lateef / EPA

Manifestantes iraquianos estão a sair à rua em protesto na capital do país, provocando engarrafamentos enormes, ao som de buzinas.

Os iraquianos estão a desafiar o recolher obrigatório decretado em Bagdade, capital do Iraque, com os manifestantes a saírem às ruas em protesto, em muitos lugares provocando engarrafamentos enormes, ao som de buzinas, a exigir a queda do Governo.

Na sequência dos protestos, que decorrem desde o início do mês e já fizeram 239 mortos, o exército decretou, esta segunda-feira, um recolher obrigatório entre a meia-noite e as seis da manhã em Bagdade, onde milhares de manifestantes ocupam desde quinta-feira à noite a praça Tahrir.

Segundo a France Presse, centenas manifestantes, muitos deles estudantes, continuavam a ocupar a Praça de Tahrir, num dia em que cinco manifestantes forma mortos. Para além de Bagdade, os protestos contra o Governo ocorrem também em muitas outras cidades do sul. Existem também informações de engarrafamentos enormes em Bagdade, com as pessoas a buzinarem em sinal de protesto.

As manifestações no Iraque começaram no dia 1 de outubro para pedir a “queda do regime”, quando se assinala o primeiro ano do novo executivo iraquiano, que implementou uma série de reformas económicas alvo de contestação.

A contestação decorreu até agora em duas fases. A primeira, entre 1 e 6 de outubro provocou, segundo números oficiais, 157 mortos, quase todos manifestantes. A segunda começou na quinta-feira à noite, após uma interrupção de 18 dias, por ocasião de uma importante peregrinação xiita e fez, até agora, 82 mortos, de acordo com um balanço da comissão governamental de direitos humanos.

Segundo a comissão, a maioria das mortes ocorreu nas províncias de Missane e Zir Qar, no sul do país, onde os manifestantes atacaram ou incendiaram sedes de partidos, de grupo armados e gabinetes de dirigentes.

Milhares de estudantes uniram-se esta segunda-feira aos protestos antigovernamentais, apesar de as forças de segurança terem lançado gás lacrimogéneo e granadas sobre os manifestantes para impedir que atravessassem a ponte principal, que leva à Zona Verde, onde se situam a maior parte dos ministérios e muitas embaixadas.

A missão da ONU no Iraque (Unami) disse estar “muito preocupada com entidades armadas que procuram comprometer a estabilidade do país”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É natural os iraquianos estarem fartos dos amérikas e suas continuadas mentiras e roubos. Querem a independência e mais querem a saída dos piratas do país. Natural.

RESPONDER

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …