Professores estão finalmente colocados

cybrarian77 / Flickr

-

Os representantes dos diretores escolares disseram esta terça-feira que os problemas de colocação de professores, através da bolsa de contratação, estão ultrapassados, mas agora “é preciso acudir a outro fogo”, o da compensação das aulas em atraso.

Em declarações à Lusa, o vice-presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), Filinto Lima, afirmou que “os professores estão finalmente colocados e nas escolas a dar aulas“, e que estão ultrapassados os problemas que se arrastavam desde o início do ano letivo com a colocação de professores através da Bolsa de Contratação de Escola (BCE).

“Esse fogo está extinto. É preciso acudir a outro, que são as aulas de compensação“, declarou, acrescentando que as escolas estão ainda a submeter os seus planos de apoio aos alunos prejudicados pelos atrasos nas colocações à aprovação do Ministério da Educação e Ciência (MEC).

Filinto Lima disse que muitos estabelecimentos têm recursos próprios para resolver a situação, não necessitando de contratar mais docentes, apenas de autorização para pagar horas extra aos professores disponíveis para as fazer, ou autorização para aumentar o horário de docentes dos quadros e contratados, com horários incompletos e que podem assegurar as aulas de compensação necessárias.

A um ritmo de uma ou duas horas de aulas extra por semana, o vice-presidente da ANDAEP, e diretor de um agrupamento de escolas em Vila Nova de Gaia, espera ter a questão da recuperação dos alunos com aulas em atraso resolvida a tempo dos exames.

Filinto Lima reconhece, no entanto, que este plano de recuperação não se faz sem “o sacrifício de pais, alunos e professores“.

Manuel Pereira, presidente da Associação Nacional de Dirigentes Escolares (ANDE), que também dá por terminado o problema com as colocações de professores, espera que os planos de recuperação possam estar concluídos até ao final do 2.º período, ainda longe do período de exames.

“Há prejuízos para os alunos, como é evidente”, reconheceu, acrescentando que a principal preocupação continua a ser a recuperação dos alunos em anos terminais, com exames no final do 3.º período.

Manuel Pereira diz que a Direção-Geral da Administração Escolar tem dado resposta aos planos individuais submetidos pelas escolas, mas “tem tentado que as escolas justifiquem muito claramente as suas necessidades”, uma exigência que o representante dos diretores escolares entende, numa lógica de racionalização de recursos.

Independentemente de as escolas conseguirem finalizar os planos de recuperação de alunos a tempo dos exames de final de ano, Filinto Lima entende que o MEC devia encarar os problemas deste ano “como uma oportunidade” para alterar definitivamente as datas dos exames dos alunos do 1.º ciclo e do restante ensino básico, fazendo-os coincidir com o período de exames definido para os estudantes do ensino secundário.

Essa opção, defendeu, traria vantagens para a aprendizagem dos alunos, evitando que “entrassem de férias a seguir aos exames”, ainda que em período de aulas, e para a organização das escolas, que não teriam de gerir o encerramento total ou parcial dos estabelecimentos a meio do 3.º período, para poder realizar exames, prejudicando o período de aulas dos alunos mais velhos.

Filinto Lima reiterou ainda que o processo de verificação de critérios e competências declarados pelos professores, nas suas candidaturas a lugares nas escolas, “tem de acontecer mais cedo no próximo ano“, até para evitar que docentes percam a colocação quando já estão a dar aulas por depois se verificar que não cumpriam os requisitos que indicaram.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Kim Jong-un subiu montanha sagrada a cavalo (e deixou a Coreia à espera de um grande anúncio)

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, foi ao monte Paektu, a montanha considerada sagrada pelos norte-coreanos, dar um passeio a cavalo. As imagens foram divulgadas pela agência estatal KCNA, tendo surgido especulações de que virá aí …

Uma questão de físico. Já se sabe porque o Manchester United desistiu de João Félix

Foi a "falta de físico" que afastou João Félix do Manchester United. O clube inglês ponderou contratar a jovem estrela do Benfica, antes da sua mudança para o Atlético de Madrid, mas acabou por desistir …

Reino Unido e UE retomam negociações. Londres vai pedir adiamento se não houver acordo até sábado

O Reino Unido e a União Europeia (UE) retomam esta quarta-feira as negociações sobre o 'Brexit', depois de na véspera se ter anunciado que um acordo estaria iminente. "Ainda há trabalho a fazer", referiu o …

Filho de Biden quebra o silêncio. "Sei que não fiz nada errado"

O filho do ex-vice-Presidente norte-americano, que tem estado no centro do inquérito para a destituição de Donald Trump, admitiu que o seu percurso profissional na Ucrânia foi uma má decisão, rejeitando, porém, ter feito algo …

Já se sabe onde se vão sentar os novos partidos no Parlamento

A deputada do Livre vai sentar-se entre PCP e PS, o deputado da Iniciativa Liberal entre PSD e CDS-PP e o deputado do Chega o mais à direita, todos na segunda fila. A conferência de líderes …

Rota do Cabo: Funcionária emitiu 15 mil números de contribuinte fraudulentos em três anos

Funcionários das Finanças, da Segurança Social, do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e advogados estão entre os principais suspeitos desta rede criminosa de auxílio à imigração ilegal. A Polícia Judiciária (PJ) desmantelou, esta terça-feira, uma organização …

"É desonesto eu pagar". Paulo Maló revoltado por causa das dívidas do império que criou

O empresário e médico dentista Paulo Maló, fundador do grupo Malo Clinic, está revoltado com a possibilidade de ter que responder financeiramente no âmbito das dívidas de 70 milhões de euros que a empresa acumulou. O …

Sismo de magnitude 6.7 atinge as Filipinas

Um terramoto de magnitude 6.7 atingiu as Filipinas, a 69 quilómetros da cidade de Davao, avança a agência Reuters. De acordo com o Serviço de Prevenção de Tsunamis do Pacífico, não é esperado um tsunami …

Web Summit: Câmara de Lisboa terá que pagar mais 4,7 milhões de euros para assegurar edição deste ano

A Câmara de Lisboa vai discutir na quinta-feira alterações ao acordo para a realização da Web Summit, entre as quais o pagamento de mais 4,7 milhões de euros e o adiamento da expansão da Feira …

Business Insider: "Lisboa foi feita para o Instagram"

"Lisboa é cool." Hillary Hoffower, jornalista do Business Insider, apaixonou-se e descreveu a capital portuguesa num artigo em que diz entender porque é que Lisboa se tornou no "destino mais popular entre millenials em 2019". Hillary …