Professor detido depois de ser acusado de agredir aluno “com enorme violência”

Clonny / Flickr

Um aluno do 8.º ano da Escola Secundária Rainha Dona Leonor, em Alvalade, em Lisboa, terá sido esta segunda-feira agredido por um professor durante uma aula.

Segundo o relato da Associação de Encarregados de Educação dos Alunos (APEE/RAINHA) da escola, citado pelo jornal Público, um professor de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), contratado para um horário de seis horas e cujo primeiro dia de aulas na escola ocorreu esta segunda-feira, “agrediu física e verbalmente um aluno no decorrer de uma aula, com enorme violência, de acordo com o testemunho da vítima e dos seus colegas”.

COMUNICADOConfrontada com as notícias de um episódio de agressão de um professor a um aluno do 8º ano de escolaridade,…

Publicado por APEE ES Rainha Dona Leonor em Segunda-feira, 21 de outubro de 2019

O Ministério da Educação anunciou que foi instaurado um processo disciplinar ao professor, tendo sido suspenso do exercício de funções de imediato. “Foi instaurado um processo disciplinar a este professor contratado, que foi de imediato suspenso do exercício de funções, em todos os estabelecimentos de ensino onde lecionava”, lê-se no comunicado. O Ministério da Educação afirma ainda que “já disponibilizou todo o apoio necessário a esta comunidade educativa” e que o “caso está entregue às autoridades”.

A Associação de Pais afirma que a PSP foi chamada a intervir e tomou conta da ocorrência no local. Os membros policiais ouviram ainda o aluno alvo das agressões e, posteriormente, três colegas como testemunhas.

“Uma segunda unidade de polícia deslocou-se à escola para registar as lesões do aluno. O docente foi identificado pela diretora do agrupamento e terá sido já ouvido pela PSP. O aluno foi acompanhado pela mãe ao hospital para observação, encontrando-se livre de perigo”, lê-se no comunicado da APEE/RAINHA.

A Associação de Pais afirma que reuniu com a diretora do agrupamento para esclarecimento da situação, sublinhando que repudia a atuação do professor e que não existe “nenhum argumento que justifique o uso de violência física e verbal por parte de um docente em sala de aula”. A APEE/RAINHA apela ao afastamento do professor da escola caso “os factos de confirmem” e afirma que irá continuar a acompanhar a situação.

“Numa escola onde a violência tem estado ausente, é com grande preocupação que a associação de pais vê um episódio violento e inadmissível acontecer dentro de uma sala de aula. Ao aluno vítima da agressão e à família, a APEE/RAINHA manifesta a sua solidariedade”, remata a Associação de Pais e comunicado.

O serviço de psicologia e orientação da escola está a acompanhar o aluno e a turma. O professor ficou detido pela PSP e será presente a tribunal esta terça-feira. Segundo uma fonte da PSP, o homem está indiciado pelos crimes de ofensa à integridade física e maus tratos a menor.

De acordo com o Público, segundo o artigo 117.º do Estatuto da Carreira Docente, o docente pode arriscar-se a uma pena de expulsão da escola por não pertencer aos quadros da escola.

ZAP //

 

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Muito mal continua a ir o ensino neste país, falta de respeito por parte dos alunos que nem sequer lhes é imposto logo de inicio e depois acaba em episódios desta natureza, ou ao contrário quando são os docentes a serem vítimas. Não sei exactamente a razão, ouvi falar ter sido por causa do uso do telemóvel na aula, coisa que facilmente um governo responsável resolveria ao obrigar todo o aluno a deixar num local apropriado para o efeito o seu telemóvel enquanto as aulas durassem, desobediência a tal implicaria simplesmente uma chamada das autoridades por parte do professor e consequente penalização do aluno em causa, mas como isto é um país de brandos costumes deixa-se andar até que a situação termine da pior forma.

    • E nota-se bem que o ensino falhou no teu caso…
      É que a notícia nada tem a ver com o ensino – é sobre a detenção de um professor que agrediu um aluno!!
      O principal problema do ensino está nas casas dos alunos e não nas escolas!!

      • Tem falhado tudo, quer a educação em casa dos pais “grande parte deles” quer nas escolas onde os de boa educação em casa correm o risco de cair na má educação, é só passar junto a grupos de jovens junto das escolas e ouvir o palavreado que dali sai, daí para as acções o caminho também é curto.
        Neste caso falhou a educação, ou melhor dizendo a falta dela, o aluno foi desobediente o professor por seu lado incoerente.

        • Calma que o país não é só os subúrbios de Lisboa ou Porto…
          Essas generalizações não servem para nada a não ser para fazer “ruído” e desviar a atenção do que é realmente importante.
          A própria associações de pais fez questão de dizer isto:
          “Numa escola onde a violência tem estado ausente…”
          Eu lido com muitos estudantes e, tomara que boa parte dos adultos se comportam-se como a maioria deles…
          Neste caso, se o aluno foi mal educado, o professor foi criminoso!!
          Além disso, nem sequer havia historial de problemas, já que era o seu primeiro dia de aulas ali!

  2. Nesta país passou-se do oito para o oitenta. Não há regras de CIVILIZAÇÂO. Os alunos, com a lei de que o professor não pode bater, estão mal educados e agressivos, e os professores a seguir perdem a paciência, e eu pergunto: Onde está aqui a EDUCAÇÂO? onde está aqui o RESPEITO? Onde estão as regras de CIVILIZAÇÂO? Refiro-me de parte a parte. Para eu respeitar o aluno ele tem de me respeitar? Se o professor pediu o telemóvel ao aluno, ele só tinha de lho entregar e recupera-lo no fim da aula, ponto. Mas não, o menino tinha de “ficar por cima”, claro que agora só tem de acatar com as consequências dos seus atos e ser castigado (suspenso durante alguns dias) para tomar consciência do que fez. Tem de aprender a receber uma nega, a ser contrariado. Estes pais não têm só direitos, também têm responsabilidades neste caso, têm a obrigação de educar o seu filho.

Responder a Eu! Cancelar resposta

Taxa de desemprego desce em setembro para os 7,9%

A taxa de desemprego recuou em setembro para 7,9%, menos 0,2 pontos do que em agosto e mais 1,4 pontos que no mesmo mês de 2019, segundo dados esta segunda-feira anunciados pelo Instituto Nacional de …

Multinacionais com mais respeito pelos direitos humanos e ambiente? Suíços dizem não

A Suíça rejeitou este domingo, em referendo, uma iniciativa que queria impor obrigações legais mais rígidas às empresas, no que se refere ao respeito pelos direitos humanos e padrões ambientais, segundo projeções adiantadas por instituto …

Brasil. Forças alternativas a Bolsonaro e Lula conquistam metade das capitais estaduais

Na segunda volta das municipais brasileiras, disputadas em 57 dos 5565 municípios do país e envolvendo mais de 38 milhões de eleitores, os políticos apoiados pelo Presidente Jair Bolsonaro e os candidatos do Partido dos …

Surto de gripe aviária no Reino Unido origina o abate de 10 mil perus

Mais de 10 mil perus vão ser abatidos no Reino Unido, devido a um surto de gripe aviária detetado numa quinta na cidade de Yorshire, no norte do país, anunciou este domingo o Governo britânico. Segundo …

Portugal com mais 78 mortos e 3.262 novos casos

Portugal contabiliza esta segunda-feira mais 78 mortos relacionados com a covid-19 e 3.262 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, Portugal já registou 4.505 …

Ministra da Saúde timorense ordena apagar referências a uso de preservativos em cartazes

A ministra da Saúde timorense ordenou retirar a recomendação de uso de preservativo em cartazes distribuídos pelo país para marcar o Dia Mundial de Luta contra a SIDA, por oposição “moral” ao que considera ser …

Messi marcou na goleada do Barça e homenageou Maradona

O Barcelona regressou neste domingo às vitórias na Liga espanhola de futebol e subiu ao sétimo lugar da prova, ao golear por 4-0 na recepção ao Osasuna, em jogo da 11.ª jornada, marcado por homenagens …

Austrália exige pedido de desculpa à China após publicação de imagem no Twitter

O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, exigiu esta segunda-feira um pedido de desculpas da China por causa de uma publicação na rede social Twitter divulgado por um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês. "O Governo chinês …

MP analisa donativos de comunidade chinesa às vítimas de Pedrógão

Os donativos de 91 mil euros feitos pela comunidade chinesa em Portugal à Câmara de Pedrógão Grande, visando ajudar as vítimas dos incêndios de 2017, estão a ser analisados e o Ministério Público de Figueiró …

Inflação congela pensões superiores a 658 euros. Só pensões mais baixas vão receber aumento de 10 euros

No próximo ano, as pensões mais baixas deverão receber um aumento extraordinário de 10 euros. As demais pensões ficarão congeladas em 2021. De acordo com o ECO, quando a média do crescimento real do PIB, nos …