Professor detido depois de ser acusado de agredir aluno “com enorme violência”

Clonny / Flickr

Um aluno do 8.º ano da Escola Secundária Rainha Dona Leonor, em Alvalade, em Lisboa, terá sido esta segunda-feira agredido por um professor durante uma aula.

Segundo o relato da Associação de Encarregados de Educação dos Alunos (APEE/RAINHA) da escola, citado pelo jornal Público, um professor de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), contratado para um horário de seis horas e cujo primeiro dia de aulas na escola ocorreu esta segunda-feira, “agrediu física e verbalmente um aluno no decorrer de uma aula, com enorme violência, de acordo com o testemunho da vítima e dos seus colegas”.

COMUNICADOConfrontada com as notícias de um episódio de agressão de um professor a um aluno do 8º ano de escolaridade,…

Publicado por APEE ES Rainha Dona Leonor em Segunda-feira, 21 de outubro de 2019

O Ministério da Educação anunciou que foi instaurado um processo disciplinar ao professor, tendo sido suspenso do exercício de funções de imediato. “Foi instaurado um processo disciplinar a este professor contratado, que foi de imediato suspenso do exercício de funções, em todos os estabelecimentos de ensino onde lecionava”, lê-se no comunicado. O Ministério da Educação afirma ainda que “já disponibilizou todo o apoio necessário a esta comunidade educativa” e que o “caso está entregue às autoridades”.

A Associação de Pais afirma que a PSP foi chamada a intervir e tomou conta da ocorrência no local. Os membros policiais ouviram ainda o aluno alvo das agressões e, posteriormente, três colegas como testemunhas.

“Uma segunda unidade de polícia deslocou-se à escola para registar as lesões do aluno. O docente foi identificado pela diretora do agrupamento e terá sido já ouvido pela PSP. O aluno foi acompanhado pela mãe ao hospital para observação, encontrando-se livre de perigo”, lê-se no comunicado da APEE/RAINHA.

A Associação de Pais afirma que reuniu com a diretora do agrupamento para esclarecimento da situação, sublinhando que repudia a atuação do professor e que não existe “nenhum argumento que justifique o uso de violência física e verbal por parte de um docente em sala de aula”. A APEE/RAINHA apela ao afastamento do professor da escola caso “os factos de confirmem” e afirma que irá continuar a acompanhar a situação.

“Numa escola onde a violência tem estado ausente, é com grande preocupação que a associação de pais vê um episódio violento e inadmissível acontecer dentro de uma sala de aula. Ao aluno vítima da agressão e à família, a APEE/RAINHA manifesta a sua solidariedade”, remata a Associação de Pais e comunicado.

O serviço de psicologia e orientação da escola está a acompanhar o aluno e a turma. O professor ficou detido pela PSP e será presente a tribunal esta terça-feira. Segundo uma fonte da PSP, o homem está indiciado pelos crimes de ofensa à integridade física e maus tratos a menor.

De acordo com o Público, segundo o artigo 117.º do Estatuto da Carreira Docente, o docente pode arriscar-se a uma pena de expulsão da escola por não pertencer aos quadros da escola.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Muito mal continua a ir o ensino neste país, falta de respeito por parte dos alunos que nem sequer lhes é imposto logo de inicio e depois acaba em episódios desta natureza, ou ao contrário quando são os docentes a serem vítimas. Não sei exactamente a razão, ouvi falar ter sido por causa do uso do telemóvel na aula, coisa que facilmente um governo responsável resolveria ao obrigar todo o aluno a deixar num local apropriado para o efeito o seu telemóvel enquanto as aulas durassem, desobediência a tal implicaria simplesmente uma chamada das autoridades por parte do professor e consequente penalização do aluno em causa, mas como isto é um país de brandos costumes deixa-se andar até que a situação termine da pior forma.

    • E nota-se bem que o ensino falhou no teu caso…
      É que a notícia nada tem a ver com o ensino – é sobre a detenção de um professor que agrediu um aluno!!
      O principal problema do ensino está nas casas dos alunos e não nas escolas!!

      • Tem falhado tudo, quer a educação em casa dos pais “grande parte deles” quer nas escolas onde os de boa educação em casa correm o risco de cair na má educação, é só passar junto a grupos de jovens junto das escolas e ouvir o palavreado que dali sai, daí para as acções o caminho também é curto.
        Neste caso falhou a educação, ou melhor dizendo a falta dela, o aluno foi desobediente o professor por seu lado incoerente.

        • Calma que o país não é só os subúrbios de Lisboa ou Porto…
          Essas generalizações não servem para nada a não ser para fazer “ruído” e desviar a atenção do que é realmente importante.
          A própria associações de pais fez questão de dizer isto:
          “Numa escola onde a violência tem estado ausente…”
          Eu lido com muitos estudantes e, tomara que boa parte dos adultos se comportam-se como a maioria deles…
          Neste caso, se o aluno foi mal educado, o professor foi criminoso!!
          Além disso, nem sequer havia historial de problemas, já que era o seu primeiro dia de aulas ali!

  2. Nesta país passou-se do oito para o oitenta. Não há regras de CIVILIZAÇÂO. Os alunos, com a lei de que o professor não pode bater, estão mal educados e agressivos, e os professores a seguir perdem a paciência, e eu pergunto: Onde está aqui a EDUCAÇÂO? onde está aqui o RESPEITO? Onde estão as regras de CIVILIZAÇÂO? Refiro-me de parte a parte. Para eu respeitar o aluno ele tem de me respeitar? Se o professor pediu o telemóvel ao aluno, ele só tinha de lho entregar e recupera-lo no fim da aula, ponto. Mas não, o menino tinha de “ficar por cima”, claro que agora só tem de acatar com as consequências dos seus atos e ser castigado (suspenso durante alguns dias) para tomar consciência do que fez. Tem de aprender a receber uma nega, a ser contrariado. Estes pais não têm só direitos, também têm responsabilidades neste caso, têm a obrigação de educar o seu filho.

RESPONDER

Pela primeira vez em 45 anos, uma casa vitoriana "flutuou" pelas ruas de San Francisco

A manhã de 21 de fevereiro em San Francisco, nos Estados Unidos, foi um pouco diferente do normal: uma casa vitoriana passou a "flutuar" pelas ruas da cidade. De acordo com o BuzzFeed News, uma equipa …

Nação Cherokee pede à Jeep que deixe de usar o nome da tribo nos seus carros

"É hora de a Jeep reconsiderar chamar os seus SUVs Cherokee e Grand Cherokee". Pela primeira vez, a tribo norte-americana Nação Cherokee pediu diretamente à Jeep para parar de usar o seu nome nos seus …

PCP quer apoios a 100% para pais "imediatamente e com efeitos retroativos"

O secretário-geral do PCP pediu ao Governo, este sábado, apoios a 100% para os trabalhadores que estão em casa com os filhos, pagos "imediatamente e com efeitos retroativos", e defendeu um plano de desconfinamento "setor …

Naufrágio grego que levava partes do Partenon está a revelar os seus segredos

A última expedição de mergulhadores ao navio grego Mentor, que naufragou perto da ilha Citera em 1802, recuperou várias peças do cordame, moedas, a sola de couro de um sapato, uma fivela de metal, uma …

Chega vai reagir "muito veementemente" na rua à tentativa de ilegalização

O líder do Chega disse, este sábado, que o partido vai responder "muito veementemente" e com "presença na rua", já em março, à tentativa de ilegalização da estrutura promovida por Ana Gomes. "Quero deixar claro aqui, …

Procura-se candidato para dormir. Site oferece 1650 euros e uma noite num resort

Este pode ser, literalmente, um emprego de sonho: fazer dinheiro enquanto se dorme, incluindo uma noite num resort de 5 estrelas. O site Sleep Standards, que se dedica a dar informação sobre pesquisas e produtos relacionados …

Catarina Martins faz apelo a Costa. "Moratórias têm de ser estendidas já"

A coordenadora do Bloco de Esquerda fez um apelo direto ao primeiro-ministro, este sábado, para que não espere que "seja tarde demais" e decida já estender as moratórias, evitando assim uma vaga de despejos e …

Toronto apresenta providência cautelar contra projeto que constrói "casas" para os sem-abrigo

Um carpinteiro canadiano decidiu construir abrigos para as pessoas que vivem nas ruas de Toronto. A autarquia considerou que são perigosos e apresentou uma providência cautelar. De acordo com a empresa de media Vice, Khaleel Seivwright, carpinteiro …

Trinta anos depois, MI6 pede desculpa por ter banido espiões gays

Richard Moore pediu desculpa " pela forma como colegas e concidadãos LGBT+ foram tratados", tendo-lhes sido negada a oportunidade de servir o país no MI6. O chefe do MI6, o serviço secreto de inteligência do Reino …

Já foram administradas 837.887 vacinas em Portugal

Um total de 837.887 vacinas contra a covid-19 foram administradas em Portugal desde 27 de dezembro, quando foi dada a primeira dose, indicou o Ministério da Saúde este sábado. Num comunicado de balanço do processo de …