Cientistas produziram um processador quântico em larga escala feito apenas de luz

(dr) Shota Yokoyama

Estrutura entrelaçada de um processador quântico em larga escala feito de luz

Uma equipa internacional de cientistas da Austrália, Japão e Estados Unidos produziu um protótipo de um processador quântico em larga escala feito apenas de luz laser.

O mais recente processador quântico é baseado num projeto com dez anos e possui escalabilidade integrada, permitindo que o número de componentes quânticos, feitos de luz, seja dimensionado para números extremos. O artigo científico foi recentemente publicado na Science.

Os computadores quânticos prometem soluções rápidas para problemas difíceis, mas exigem muitos componentes quânticos, devendo estar livres de erros. No entanto, os processadores atuais permanecem pequenos e propensos a erros.

Este novo design criado pela equipa de cientistas fornece uma solução alternativa, usando luz para atingir a escala necessária para superar computadores clássicos em grandes problemas.

“Apesar de os atuais processadores quânticos serem impressionantes, não está claro se os projetos podem ser expandidos para tamanhos extremamente grandes”, avançou Nicolas Menicucci, investigador do Centro de Computação e Tecnologia de Comunicação Quântica (CQC2T) da Universidade RMIT em Melbourne, na Austrália.

Esta nova abordagem começa com “a extrema escalabilidade, criada desde o início, porque o processador, chamado ‘estado de cluster’, é feito de luz“. Um estado de cluster é uma grande coleção de componentes quânticos entrelaçados que executam cálculos quânticos quando medidos de uma maneira específica.

“Para ser útil para problemas do mundo real, um estado de cluster deve ser grande o suficiente e ter a estrutura de entrelaçamento certa. Todas as demonstrações anteriores de estados de cluster falharam numa destas características, ou em ambas”, diz Menicucci. “A nossa abordagem é a primeira a ter sucesso.”

Para criar este estado de agrupamento, os cristais especialmente projetados converteram a luz comum do laser num tipo especial de luz quântica, chamada luz compactada, que é tecida num estado de agrupamento por uma rede de espelhos, divisores de feixes e fibras óticas.

O design do equipamento permite que uma experiência relativamente pequena gere um grande estado de cluster bidimensional com escalabilidade integrada. Embora os níveis de compressão sejam muito baixos para resolver problemas práticos, o design é compatível com as abordagens para alcançar níveis de compressão de ponta.

Esta conquista abre a porta a novas possibilidades para a computação quântica com luz, avança a equipa de investigadores, citada pelo Europa Press.

“Criamos, pela primeira vez, um estado de cluster em larga escala cuja estrutura permite a computação quântica universal”, resume Hidehiro Yonezawa, cientista do CQC2T da UNSW Canberra. “O nosso trabalho mostra que este design é viável e escalável.”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Friends: regresso da série está em negociações

De acordo com o The Hollywood Reporter, encontram-se a decorrer negociações que podem levar a uma reunião da série intemporal Friends. Este retorno seria um trunfo exclusivo da plataforma HBO Max, que ainda não foi …

NASA rebatiza Ultima Thule. Antigo nome foi associado ao nazismo

O nome do Ultima Thule deu polémica e a NASA decidiu mudá-lo. A controvérsia surgiu pelo nome dado inicialmente ao mundo gelado do Cinturão de Kuiper estar vinculado à ideologia nazi. O anúncio foi feito esta …

Vídeo mostra orcas a perseguirem tubarões-brancos na África do Sul

O tubarão-branco é visto como o maior predador dos oceanos. Mas um novo vídeo mostra que nem este animal está assim tão seguro, sendo na verdade uma presa para outras espécies. De acordo com o Science …

Descoberta a primeira vespa polinizadora da época dos dinossauros

Uma equipa de cientistas encontrou a primeira vespa polinizadora (prosphex anthophilos), que conviveu com dinossauros há cerca de 100 milhões de anos. O animal foi encontrado num fragmento de resina fossilizada em Mianmar, na Birmânia, segundo …

China está a vender drones assassinos ao Médio Oriente

A China está a vender drones capazes de matar automaticamente, sem necessidade de controlo humano. Os seus principais clientes serão a Arábia Saudita e o Paquistão. Segundo o site Defense One, uma empresa chamada Ziyan está …

Aumento da temperatura pode vir a matar 1,5 milhões de indianos por ano

Se as emissões globais de gases de efeito de estufa não forem interrompidas, cerca de 1,5 milhões de indianos podem vir a morrer anualmente até 2100 devido ao aumento das temperaturas. Os números contam de …

O vencedor do Tour de France, Egan Bernal, pode ter beneficiado de uma vantagem genética

O ponto de viragem da Tour de France deste verão ocorreu no alto de uma montanha nos Alpes franceses. Foi o resultado de anos de treinamento e, de acordo com um estudo divulgado na segunda-feira, …

Mina Chang utilizou uma capa falsa da Time no CV e conseguiu chegar ao Governo de Trump

Mina Chang, vice-secretária adjunta do Gabinete de Operações de Conflitos e Estabilização do Departamento de Estado dos Estados Unidos, mentiu no seu currículo para conseguir alcançar um lugar no Governo de Donald Trump. De acordo com …

Jovem norueguesa controla 450 perfis no Instagram para tentar evitar suicídios

Uma norueguesa de 22 controla 450 perfis privados no Instagram para tentar evitar suicídios, conta a emissora britânica BBC, revelando ainda que a jovem recebeu já o apelido de "salva-vidas" devido ao trabalho que leva …

Espanha vai tentar exumar 31 corpos que se encontram no Vale dos Caídos

As autoridades espanholas vão tentar exumar 31 dos milhares de corpos de pessoas enterradas no Vale dos Caídos, um grande mausoléu onde esteve enterrado o ditador Francisco Franco até ao mês passado. Segundo a agência Associated …