O problema de África são “7 a 8 crianças por mulher”, acha Macron

Francois Mori / EPA

Emmanuel Macron toma posse como presidente da França

Emmanuel Macron toma posse como presidente da França

O presidente francês causou revolta e indignação esta semana depois de afirmar que o principal problema do continente africano é o facto de as mulheres terem muitos filhos. Tal avaliação gerou uma enxurrada de críticas nas redes sociais.

O polémico discurso de Emmanuel Macron aconteceu durante a Cimeira do G20 – o encontro das 20 maiores economias do mundo, que aconteceu a 7 e 8 de julho em Hamburgo, na Alemanha. O vídeo só foi divulgado nesta segunda-feira.

O presidente francês afirmou que os problemas daquele continente não eram económicos, ecológicos ou políticos, mas sim “demográficos”. “Quando num país, as mulheres ainda têm sete a oito filhos, podemos gastar milhões de euros com eles, mas não vamos conseguir estabilizar nada”, alegou.

Macron abordou várias questões relacionadas com África durante a Cimeira. Nas redes sociais, os principais comentários acusaram o presidente de França de culpar crianças inocentes, em vez de responsabilizar as companhias estrangeiras que “os roubam”.

“Aparentemente, o roubo de recursos pelas empresas ocidentais não faz parte dos problemas que África enfrenta. É culpa de 7 a 8 crianças por mulher“, escreveu um utilizador no Twitter, acrescentando que o problema demográfico é resultado do subdesenvolvimento e não a causa.

“Esqueceu-se dos países que estão a roubar os recursos naturais do continente”, escreveu outro. Algumas pessoas citaram o discurso de Macron como um exemplo de “racismo quotidiano”.

“Sete e oito crianças por mulher não é um problema de civilização”, disse uma pessoa, enquanto outra acrescentou: “Estamos em 2017 e França ainda partilha opiniões colonialistas e racistas em relação a África. Há coisas que não mudam”.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Racismo? o homem está cheio de razão quantas mais crianças mais sofrimentos, pois os politicos africanos não querem saber do bem do povo para nada.

    • Puppet dos Rothschild, o que se esperava…Só pensam na porcaria do dinheiro.
      Vejam as condições que existem nesses países pobres e questionem o porquê das famílias terem muitos filhos.
      É que todos eles servem de mão de obra para trabalhar para sustentar a família, e mesmo assim sustentam muito mal, pois ganham uma miséria. E os pais querem ter alguém que cuide deles quando chegarem à velhice (se chegarem). E muitas dessas crianças nem chegam à idade adulta por conta da miséria em que vivem…

    • Socialismo e racismo não são compatíveis de forma alguma. Pense bem no significado de cada “opção”. Mas concordo consigo quando diz “Ele é um” (…) “colonialista e racista”

Republicação das caricaturas de Maomé foi o motivo do ataque junto ao Charlie Hebdo

A republicação das caricaturas de Maomé terá estado na origem do ataque junto ao edifício da antiga redação do jornal satírico Charlie Hebdo, confessou o principal suspeito. Quatro pessoas foram esta sexta-feira feridas, duas das quais …

Segunda vaga pode matar menos (mesmo com novos casos a disparar)

Os especialistas acreditam que a segunda vaga de covid-19 em Portugal vai ser menos letal, embora o número de novos casos diários possa vir a ser "muito elevado". Isto porque temos a lição mais bem …

BCP disponível para fusão com o Montepio

Na eventualidade de ser necessária uma intervenção, o Millennium BCP mostrou-se disponível para uma fusão com o Banco Montepio. Esta hipótese foi apresentada pela instituição bancária numa reunião com o ministro das Finanças, João Leão. O …

Otamendi mais 55 milhões. O negócio que pode levar Rúben Dias para o City

Rúben Dias está muito próximo de reforçar o Manchester City. O clube inglês oferece 55 milhões de euros mais Nicolás Otamendi em troca. A oficialização do acordo deve estar para breve. O Manchester City está muito …

Líbano: Após um mês no cargo, primeiro-ministro demite-se perante impasse político

O primeiro-ministro designado do Líbano, Mustapha Adib, demitiu-se este sábado do cargo numa altura de impasse político sobre a formação de Governo, um mês depois de ter sido nomeado e da violenta explosão no porto …

Governo joga últimos trunfos à esquerda (mas "na 25.ª hora pode ser PSD a salvá-lo" e esse é outro problema)

A duas semanas do fim do prazo para entregar o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021), o Governo ainda não tem garantias de aprovação do documento. E enquanto Marcelo pressiona o PSD para "salvar" o …

-

Governo aponta para regresso progressivo de público aos estádios

O regresso de público aos estádios de futebol continua proibido, devido à pandemia de Covid-19, com o secretário de Estado da Juventude e Desporto a admitir esta sexta-feira a possibilidade de um retorno faseado quando …

Há escolas sem intervalos ao ar livre devido à covid-19

Há escolas que estão a proibir os alunos de passarem os intervalos ao ar livre por receio de contágio do novo coronavírus. O pediatra Hugo Rodrigues considera que "é um perfeito disparate". Como tal, os estudantes …

"Aumentar o salário mínimo é criminoso", diz presidente do Fórum para a Competitividade

Pedro Ferraz da Costa, presidente do Fórum para a Competitividade, antecipa uma onda de desemprego até ao final do ano, que muitas empresas não conseguirão manter a atividade e que aumentar o salário mínimo "é …

Segunda vaga impede mais de 12 milhões de consultas e cirurgias

O cenário de uma segunda vaga em Portugal é bastante provável e prevê-se que mais de 12 milhões de consultas e cirurgias fiquem por fazer. No melhor dos cenários, serão 10 milhões. Um estudo da Associação …