//

Príncipes Harry e William pirateados por jornal inglês

Carfax2 / wikimedia

Príncipes Harry e William com princesa Kate Middleton (foto: Carfax2 / wikimedia)

Príncipes Harry e William com princesa Kate Middleton (foto: Carfax2 / wikimedia)

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O tabloide britânico “News of the World”, do qual vários responsáveis estão a ser julgados em Londres, pirateou mensagens dos príncipes William e Harry, a fim de alimentar a sua máquina de vendas, disse esta sexta-feira um procurador britânico.

Um artigo publicado a 18 de dezembro de 2005 pelo jornal sob o título “O assistente de Harry ajuda-o nos exames” na Academia Militar de Sandhurst, “foi inteiramente elaborado com base numa mensagem deixada na caixa de voz” pelo príncipe Harry, declarou o procurador Andrew Edis.

Segundo uma transcrição da mensagem, lida pelo procurador, o príncipe perguntou ao secretário particular, Jamie Lowther, se “tinha informações” sobre o local da Embaixada do Irão em Londres em 1980.

Tenho de escrever uma dissertação rapidamente sobre o assunto, mas possuo poucas informações. Por favor, por favor, envie-me informações por correio eletrónico ou envie um texto”, pedia Harry na mensagem, segundo a mesma fonte.

O Palácio de Buckingham não reagiu na altura ao artigo do jornal.

Harry, atualmente quarto na linha de sucessão ao trono de Inglaterra, graduou-se em Sandhurst em abril de 2006 com o título de subtenente de cavalaria.

O irmão mais velho, o príncipe William, foi também vítima de práticas ilegais do “News of the World”, acrescentou o procurador.

O jornal obteve igualmente informação segundo a qual William, que também fez a sua carreira no exército, foi “ferido por uma bala, um ferimento fictício”, durante um exercício militar em Inglaterra, referiu Andrew Edis.

O procurador assegurou que um ex-redator-chefe do jornal, Andy Coulson, atualmente no banco dos réus, estava ao corrente do recurso a escutas telefónicas.

/Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.