Em apenas 48 horas, o Príncipe Harry arranjou dois empregos (os primeiros da sua vida)

Neil Munns / EPA

O príncipe Harry, de Inglaterra, e a atriz norte-americana Meghan Markle

O Príncipe Harry nunca teve que trabalhar na vida para ganhar o seu dinheiro, mas agora arranjou dois empregos em apenas dois dias. Assim, é o novo Director de Impacto numa startup de Silicon Valley que se dedica à saúde mental e vai “lutar” contra as fake news no Instituto Aspen.

Harry integra o painel de 15 elementos da “Comissão sobre a Desordem da Informação” do Instituto Aspen, a par de nomes como Kathryn Murdoch, a empresária que é nora do magnata dos media Rupert Murdoch, bem como de jornalistas, políticos e professores.

O objectivo da Comissão, que vai prolongar-se por seis meses, é encontrar soluções para as fake news no mundo digital presente.

No anúncio da contratação do Príncipe para este painel, o Instituto Aspen, uma organização internacional sem fins lucrativos, refere que Harry “é um humanitário, militar veterano, defensor do bem-estar mental e ambientalista“.

A Comissão do Instituto Aspen é financiada pelo bilionário Craig Newmark, o fundador do Craigslist, um site de anúncios classificados que tem sido muito criticado por ter sido o ponto de partida para a realização de vários crimes.

Aos 36 anos, Harry vai, assim, travar um combate contra a “avalanche de desinformação” que abala a nossa sociedade, como destaca o membro da realeza britânica citado pelos media internacionais.

“Acredito que esta é uma questão humanitária e, como tal, exige uma resposta de múltiplas partes interessadas”, incluindo “membros dos media, investigadores académicos e líderes de Governo e da sociedade civil”, destaca ainda Harry.

O Príncipe refere que está “ansioso” por começar a trabalhar de modo a encontrar “soluções para a crise de desordem de informação”.

Director de Impacto em Silicon Valley

Contudo, este emprego como “comissário” é apenas um part-time, pois Harry também foi nomeado Director de Impacto da startup BetterUp, uma empresa de Silicon Valley que presta serviços de coaching e de apoio à saúde mental.

Este novo cargo, o primeiro emprego a sério de Harry, foi notícia depois de o Príncipe ter dado uma entrevista a Oprah Winfrey, ao lado de Meghan Markle, onde revelou que o pai deixou de o financiar e que está a viver com o dinheiro da herança da mãe Diana.

O casal também falou de como a pressão de pertencer à Família Real afectou a sua saúde mental, em particular Meghan Markle que assumiu que chegou a pensar em suicídio.

A BetterUp aponta que Harry vai ser o seu primeiro Director de Impacto, onde deverá contribuir para tomar decisões estratégicas em torno de produtos e para iniciativas de solidariedade.

Também se espera que venha a falar publicamente de tópicos relacionados com a saúde mental, servindo como um porta-voz altamente mediático.

O CEO da empresa, Alexi Robichaux, refere ao Wall Street Journal que Harry vai ter “um papel significativo e substancial” na empresa.

Numa nota no site da BetterUp, o CEO destaca ainda que o Príncipe vai continuar a “educar e inspirar”, como “vem fazendo há anos”, para “a importância de nos focarmos na saúde mental preventiva e no potencial humano”.

“Sentimo-nos estimulados pelo seu modelo de inspiração e impacto através da acção”, aponta ainda Robichaux.

“Como um verdadeiro cidadão do mundo, ele dedicou o trabalho da sua vida a chamar a atenção para as diversas necessidades das pessoas em todos os lugares e a defender iniciativas de saúde mental”, acrescenta.

Como exemplos do trabalho feito por Harry, o CEO cita os Jogos Invictus, evento desportivo para militares feridos ou com incapacidades que foi criado pelo Príncipe, e as campanhas que fez com jovens infectados com VIH/SIDA no Lesoto e no Botswana.

Uma “paixão partilhada”

Já Harry destaca, também no site da empresa, a “paixão partilhada” com Robichaux para “ajudar os outros a realizarem todo o seu potencial”.

Elogiando o trabalho feito pela BetterUp, o Príncipe revela que ele próprio usufruiu dos benefícios de coaching fornecidos pela empresa.

“Descobri, pressoalmente, como trabalhar com um coach BetterUp é inestimável. Fui combinado como um coach realmente incrível que me deu bons conselhos e uma nova perspectiva”, aponta.

“Como o primeiro Director de Impacto da BetterUp, o meu objectivo é levantar diálogos críticos em torno da saúde mental, construir comunidades compassivas e de apoio, e promover um ambiente para conversas honestas e vulneráveis”, frisa ainda Harry, notando que tem a “esperança” de “ajudar pessoas a desenvolverem a sua força interior, resiliência e confiança”.

Harry ainda destaca que o foco na saúde mental “desbloqueia potencial e oportunidades”. Além disso, aponta a “resiliência mental” como especialmente essencial, notando que aprendeu o que verdadeiramente significa e como moldá-la nos Comandos da Marinha Real.

Nos últimos tempos, foi também notícia que Harry e Meghan assinaram contratos milionários com a Netflix e o Spotify para a criação de conteúdos exclusivos para as duas plataformas de streaming através da produtora de ambos, a Archewell Audio.

Susana Valente, ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Isto é o que faz ter “bons amigos”. Parece que o rapaz já pediu para deixarem de o tratar por príncipe, uma vez que já não o é, mas as pessoas continuam a insistir em tratá-lo por tal. Tal como a sua mãe, que será sempre a eterna princesa no coração das pessoas.

  2. Pensava que tinha arranjado 2 trabalhos de 8 horas ou a servir num restaurante ou algo parecido.. Qualquer coisa a dar no duro como um trabalho normal como as pessoas normais assim arranjava 200 trabalhos

RESPONDER

Nova tecnologia microondas permite "ver" através das paredes

Investigadores do US National Institute of Standards and Technology (NIST), nos Estados Unidos, desenvolveram um novo sistema de radar que pode produzir imagens em tempo real de objetos que se encontram atrás de paredes ou …

Pizza para Itália e salmão para a Noruega. Emissora pede desculpa por imagens usadas nos Jogos Olímpicos

O canal de televisão sul-coreano MBC pediu desculpa publicamente após usar imagens para representar países durante a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Fotos de pizza para a comitiva italiana, de salmão para a …

"Quanto mais cedo, melhor". A dona da Marlboro apoia a proibição dos cigarros até 2030

O CEO da Philip Morris Internacional, dona da Marlboro, apoia a proibição da venda de cigarros, mas os activistas anti-tabaco já acusaram a empresa de hipocrisia por tentar comprar uma farmacêutica enquanto lucra com o …

Bezos e Branson não são astronautas, clarifica Administração da Aviação norte-americana

Dúvida instalou-se depois dos voos que levaram os dois bilionários ao espaço. Novas diretrizes da Administração Federal de Aviação vêm esclarecer.  Após os voos que os tornaram nos primeiros turistas espaciais, Jeff Bezos e Richard Branson …

Soldados afegãos buscam refúgio no Paquistão após perderem postos na fronteira

Quase meia centena de soldados afegãos buscaram asilo no Paquistão após perderem para os Talibãs o controle das posições militares na fronteira, informou o exército paquistanês esta segunda-feira. Centenas de soldados do exército afegão e oficiais …

Portugal ultrapassa Estados Unidos em população com vacinação completa

EUA vivem atualmente um planalto no seu processo de vacinação, com pouco mais de meio milhão de cidadãos a serem vacinados diariamente. Desaceleração no ritmo de inoculações é atribuída a motivações pessoais da população e …

Mulher que vestia camisola com capa do Charlie Hebdo ferida em Londres

Uma mulher que vestia uma camisola estampada com uma capa da revista satírica francesa Charlie Hebdo foi ferida levemente com arma branca no domingo em Hyde Park, em Londres, informou a polícia, que pediu colaboração …

Novo Banco. Comissão de inquérito aprova que resolução do BES foi "fraude política"

A comissão de inquérito ao Novo Banco aprovou uma proposta do PCP de alteração ao relatório referindo que a resolução do BES e a sua capitalização inicial, de 4.900 milhões de euros, foi "uma fraude …

BCP prevê saída de mais de 800 trabalhadores e admite despedimento coletivo

O presidente do BCP disse esta segunda-feira que deverão sair do banco mais de 800 trabalhadores, abaixo da meta inicial de 1.000, mas que depende dos funcionários que aceitarem rescindir e mantém a possibilidade de …

Jogos Olímpicos. Ouro e prata para atletas de...13 anos

Pódio muito jovem na estreia do skate feminino. A espreitar o pódio ficou uma norte-americana com quase o triplo da idade. O skate está a "viver" os seus primeiros dias na história dos Jogos Olímpicos. Inserido …