Primeiro-ministro de visita à Grécia para enfrentar crise dos refugiados

(dr) Conselho da União Europeia

Primeiro-Ministro António Costa à chegada à Cimeira entre a União Europeia e a Turquia, Bruxelas, 29 novembro 2015

António Costa está esta segunda-feira na Grécia, uma visita de um dia na qual se vai encontrar com o presidente grego, o seu homólogo Alexis Tsipras e onde vai ainda ao campo de refugiados de Eleonas.

O primeiro-ministro português António Costa encontra-se esta segunda-feira na Grécia, naquela que é a primeira visita oficial a este país, como escreve o jornal Expresso.

A visita tem como tema central a crise dos refugiados, portanto, o primeiro-ministro fará acompanhar-se dos ministros dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa.

Durante a parte da manhã, Costa encontrou-se com o presidente Prokópis Pavlópoulos e com o seu homólogo grego Alexis Tsipras.

Segundo a TSF, os dois primeiros-ministros assinaram uma declaração conjunta em que prometem cooperar para dar resposta à crise migratória, mas na qual criticam também as políticas de austeridade da União Europeia.

No documento entregue aos jornalistas, os dois consideram que as políticas de austeridade adotadas nos últimos anos contribuíram para “deprimir as economias e dividir as sociedades” dos países da UE onde foram aplicadas.

“Com o crescimento da desigualdade social e da pobreza, os nossos países e a Europa enfrentam um longo período de estagnação económica”, pode ler-se no documento.

Já durante a tarde, o primeiro-ministro vai visitar o campo de refugiados de Eleonas, na capital grega, uma visita sugerida pelas autoridades gregas por questões de segurança e proximidade, adiantou uma fonte do Governo.

Em entrevista ao jornal grego Ekathmerini, Costa afirmou que esta questão migratória só se resolve com “mais Europa” e com o compromisso conjunto de todos os Estados-membros.

“Acreditamos que a solução para as nossas preocupações comuns que enfrentamos requer mais Europa e não menos Europa, e, nesse processo, não deve haver frentes de alguns países contra ou a favor de outros”, declarou.

Ainda questionado sobre se a sua intenção em receber mais refugiados se prende com o facto de obter uma maior margem negocial com a Europa, o primeiro-ministro negou e diz que se trata apenas da “coisa certa a fazer”.

“A complexidade dos problemas que o mundo está a enfrentar não permite que Portugal, Grécia ou até a Alemanha possam abordá-los de forma unilateral ou isolada”, esclarece.

“Vamos acolher mais refugiados por convicção, não por conveniência. Porque acreditamos que é a coisa certa a fazer e porque sabemos que é possível”, concluiu.

Desde o início do seu mandato que António Costa tem vindo a mostrar-se recetivo no apoio à integração de refugiados, disponibilizando-se a receber o dobro do que a quota comunitária estabelecia.

De acordo com o Diário de Notícias, até agora Portugal recebeu 160 refugiados mas, graças à posição assumida pelo chefe do Governo, poderá vir a receber cerca de 10 mil.

O Papa Francisco também vai visitar a Grécia esta semana, mais concretamente a ilha de Lesbos, a região grega mais afetada pela chegada de refugiados.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. parem essa invasão, senão eles vão destruir a Europa. Vê-se pela forma como atiram pedras à polícia, que são vândalos e terroristas. Triste figura fez o nosso PM, felizmente esses ilegiais só querem ir para os países ricos.

RESPONDER

Novo comboio-bala entra ao serviço na linha Tóquio-Osaka

O mais novo modelo de comboio-bala do Japão - o N700S - entrou ao serviço no dia 1 de julho, numa jornada inaugural de Tóquio a Osaka. A série N700S (sendo que o "S" significa "Supreme") …

Kanye West anuncia candidatura à Presidência dos EUA

O músico norte-americano Kanye West anunciou este sábado, Dia da Independência dos Estados Unidos, a sua candidatura à Casa Branca, depois de ter apoiado anteriormente o atual Presidente e candidato à reeleição, Donald Trump. "Agora devemos …

Vídeo revela, pela primeira vez, como é que o cérebro se livra dos neurónios mortos

Uma equipa de cientistas conseguiu usar, pela primeira vez, uma técnica que "mata" uma célula cerebral isolada e permite observar o processo de limpeza do sistema nervoso em tempo real. A equipa de investigadores conseguiu registar …

Reutilizável, dobrável e esterilizável. Novo "escudo" protege profissionais de saúde

Uma equipa de cientistas desenvolveu, recentemente, um dispositivo dobrável em forma de tenda que atua como um escudo físico para os profissionais de saúde na linha da frente contra a covid-19. A tenda redutora de gotículas …

O Lamborghini mais potente acelera dentro de água. É um iate com 4.000 cavalos

O resultado da primeira colaboração entre a a Lamborghini e os especialistas da Tecnomar é um iate de luxo, com 4.000 cavalos que recria a sensação de condução de um superdesportivo dentro de água. O mais …

Aproxima-se o lançamento do rover Perseverance

O rover Perseverance da NASA está a menos de um mês da data de lançamento prevista para 20 de julho. A missão de astrobiologia do veículo vai procurar sinais de vida microscópica passada em Marte, explorar …

Benfica 3-1 Boavista | Águias põem fim a quarentena caseira

O Benfica venceu na noite deste sábado o Boavista, naquele que foi o primeiro triunfo caseiro após a retoma da Liga. Poderá ter sido a redenção das águias? Após ter somado apenas dois triunfos, quatro desaires …

Cortina do abraço permite às famílias reencontrar os familiares num lar de São Paulo

Abraçar, tocar e até dançar. Uma cortina do abraço permite que filhos visitem seus pais residentes numa casa de repouso em São Paulo. O empresário Bruno Zani, autor da criação, pretende agora colocar a cortina …

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas com os amigos

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas não só com as suas progenitoras mas também com os seus pares, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Leeds, no Reino Unido. De acordo …

Entre uma "história de recusas" e uma “opção clara” pelos interesses do grande capital

A líder do BE disse hoje que a legislatura do Partido Socialista tem sido a “história das recusas” tanto sobre um acordo no final das eleições 2019, seja na recusa dum Orçamento Suplementar para lá …