Presumível sequestro de navio-tanque da Sonangol foi um embuste

Jon Olav / Flickr

-

O presumível sequestro do navio-tanque Kerala, realizado há seis dias ao largo de Angola, não passou de um embuste e a embarcação já foi localizada na Nigéria, disse hoje à Lusa fonte da Marinha angolana.

O Kerala, com pavilhão liberiano e propriedade da empresa grega Dynacom Tankers, foi fretado pela petrolífera angolana Sonangol, que em comunicado envido sexta-feira à Lusa confirmava o desaparecimento do navio-tanque.

Nesse comunicado, a Sonangol acrescentava que desde o passado dia 19 tinha perdido o contacto com o Kerala

Segundo o porta-voz da Marinha angolana, capitão Augusto Alfredo, o Kerala, embarcação de 60 toneladas que aguardava autorização para atracagem no porto de Luanda, para cumprir um frete da petrolífera angolana Sonangol, simulou o sequestro em conluio com um rebocador já referenciado noutras ações de sequestro ao largo do Gabão, em 2013.

O Kerala e o rebocador Gare foram já referenciados em águas nigerianas.

“O petroleiro Kerala, cujo contrato de prestação de serviço à Sonangol termina no próximo dia 12 fevereiro, na noite do dia 18 desligou o sistema de comunicação e navegou em direção à Nigéria”, disse o capitão Augusto Alfredo à Lusa.

Segundo explicou o oficial angolano, “tudo aconteceu quando o rebocador Gare, que é réplica de um outro com o mesmo nome e que havia participado em ações de pirataria no Gabão no ano passado e que está desativado na Nigéria, se aproximou do Kerala, entrou em comunicação com este e de seguida o petroleiro levantou âncora e rumaram os dois para a Nigéria”.

“Portanto tudo não passou de uma simulação de sequestro da parte da tripulação e do seu agente. Neste momento, o rebocador Gare e o petroleiro Kerala estão na Nigéria”, frisou.

O porta-voz da Marinha angolana acrescentou que um outro “falso alarme” foi registado passada sexta-feira à noite.

“Um SOS emitido pelo navio petroleiro SEATRANS CS, encarregue de transportar ramas de petróleos dos blocos, dava conta de um possível assalto ao navio por um grupo de piratas. Uma lancha da Marinha acorreu de imediato ao local, tendo concluído que tal não passava de um falso alarme. Continuaremos vigilantes para evitar situações que possam criar instabilidade nas nossas águas nacionais”, salientou.

O capitão Augusto Alfredo reafirmou que “não há qualquer ação de pirataria nas nossas águas nacionais”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Jovem indonésio sobreviveu 48 dias à deriva no Pacífico

Um jovem indonésio sobreviveu 48 dias com a ajuda de uma plataforma para captura de peixe até ter sido resgatado por um cargueiro a cerca de dois mil quilómetros do território norte-americano de Guam, no …

Câmara de Braga condenada a pagar mais 4 milhões pelo Estádio

Construído nos mandatos de Mesquita Machado, o estádio tinha um orçamento inicial de 65 milhões, mas acabou por custar mais de 150 milhões. O Tribunal Administrativo e Fiscal condenou a Câmara de Braga a pagar mais …

Movimento de Rui Moreira confronta António Costa sobre Infarmed

A Associação Cívica Porto, o Nosso Movimento pediu, este domingo, ao primeiro-ministro que esclareça se apoiou o ministro da Saúde na decisão de reavaliar a eventual transferência do Infarmed para o Porto. A associação Porto, o …

Nova acusação de assédio sexual contra juiz nomeado por Trump para o Supremo

O juiz nomeado pelo Presidente dos EUA para o Supremo Tribunal foi acusado por uma segunda mulher, este domingo, de assédio sexual na década de 80.  A New Yorker noticiou, este domingo, que os democratas que …

"Hard Brexit" pode ser o fim do Reino Unido

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, tem sido alertada por elementos do seu Executivo para o possível desmembramento do Reino Unido, num cenário de saída da União Europeia sem acordo, o chamado ‘hard Brexit’. Após …

Duas sondas japonesas pousaram num asteróide e fizeram História

Pela primeira vez na história, o Homem conseguiu aterrar dois rovers não tripulados num asteróide. A proeza histórica aconteceu este sábado e deveu-se aos japoneses. "Fiquei impressionado com o que conquistamos no Japão. Este é apenas …

Milionário da Somague declara falência e pede perdão de 67 milhões de euros

O ex-presidente da Somague, Diogo Vaz Guedes, declarou falência, pedindo o perdão de dívidas superiores a 67 milhões de euros. O Novo Banco e o BCP estão entre os credores do milionário. O jornal Correio da …

A China está (literalmente) a comprar um país africano

A Zâmbia corre o risco de perder a sua soberania devido à enorme dívida externa que tem com a China. O país poderá ser obrigado a entregar a Pequim a propriedade das suas principais infraestruturas de …

Conselho Superior de Magistratura não abre inquérito a juízes que desvalorizaram violação

O Conselho Superior de Magistratura considera que não existem "erros grosseiros" ou "linguagem manifestamente inadequada" no acórdão que confirma pena suspensa de dois homens julgados em primeira instância por violação. O Conselho Superior de Magistratura não …

Pai de jihadistas mortos na Síria pede apoio para trazer noras e netos para Portugal

O pai dos irmãos jihadistas portugueses que terão morrido na Síria está a pedir apoio às autoridades para que as esposas e os filhos destes possam vir para Portugal. Os irmãos Celso e Edgar da Costa, …