Donald Trump usa o Twitter para criticar protestos

O presidente norte-americano, Donald Trump, criticou no Twitter os milhões de pessoas que marcharam este sábado, nos Estados Unidos e em todo o mundo, em protesto contra a sua presidência.

“Vi os protestos ontem mas tinha a impressão de que ainda agora tivemos uma eleição! Por que é que essas pessoas não votaram?”, escreveu.

Mais de dois milhões de pessoas inundaram cidades norte-americanas no sábado, em protestos liderados por mulheres contra Trump, que muitos temem que possa fazer regredir os direitos das mulheres, imigrantes e minorias.

Os protestos, replicados um pouco por todo o mundo, ocorreram dias depois de Trump ter assumido a presidência dos Estados Unidos com uma taxa de aprovação de apenas 37%.

Michael Reynolds / EPA

Women's March on Washington, 21 de janeiro de 2017

Women’s March on Washington, 21 de janeiro de 2017

A estrela da música pop Madonna compareceu aos protestos no sábado, em Washington, juntando-se a milhares de pessoas que se manifestaram pelos direitos das mulheres e desafiando Trump.

Outras celebridades marcaram presença, como as atrizes Scarlett Johansson, Ashley Judd ou America Ferrera, o realizador Michael Moore ou a feminista Gloria Steinem.

Trump chama jornalistas de “desonestos” e jornais contra-atacam

Ainda no sábado, no seu primeiro dia de trabalho como mandatário dos Estados Unidos, o presidente Donald Trump visitou a sede da CIA, no estado da Virgínia, onde fez um discurso a criticar a cobertura da imprensa durante sua posse. Segundo Trump, os jornalistas estão “entre os seres humanos mais desonestos na terra”.

No discurso, Trump criticou o trabalho da imprensa acusando os jornalistas de terem criado um mal estar entre ele e os órgãos de inteligência dos Estados Unidos. Em seguida, disse que os jornalistas subestimaram deliberadamente o número de pessoas que compareceu à sua tomada de posse.

Em referência às notícias de que a multidão era inferior ao número de pessoas que esteve presente à posse de Barack Obama, há oito anos, o presidente disse que pelo menos 1,5 milhão de pessoas compareceram à festa que marcou o início de seu governo.

Os jornais norte-americanos, porém, desmentiram essa afirmação com fotos tiradas de avião que mostram claramente que, na posse de Obama, o número de pessoas presentes era bem superior ao de Trump.

Mais tarde, na Casa Branca, Trump pediu que seu secretário de imprensa, Sean Spicer, reiterasse as suas declarações. Num briefing aos jornalistas, Spicer demonstrou irritação com a cobertura dos jornalistas e repetiu as afirmações de que os jornalistas erraram na contagem sobre a multidão presente na posse de Trump, acrescentando que a imprensa deliberadamente computou um número menor.

Kellyanne Conway, conselheira de Trump para a comunicação, afirmou este domingo que Sean Spicer ofereceu “factos alternativos” às notícias veiculadas, uma postura já caracterizada como “Orwelliana” pela forma como tenta explicitamente esconder a verdade, à semelhança do que faz o Estado no livro “1984”, de George Orwell.

ZAP // Lusa / ABr

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Podiam ter feito uma notícia mais completa e ter referido os outros posts que o senhor fez no mesmo dia, sendo o último : Donald J. Trump ‏@realDonaldTrump 20 h

    Peaceful protests are a hallmark of our democracy. Even if I don’t always agree, I recognize the rights of people to express their views.

    Só noticiam o que convém.

RESPONDER

Não foram meteoros. Uma forte atividade vulcânica arrefeceu a Terra há 13 mil anos

Porque é que a Terra arrefeceu repentinamente há 13 mil anos? Sedimentos antigos encontrados numa caverna no Texas, nos Estados Unidos, parecem ter resolvido este grande mistério. Alguns cientistas acreditam que o fenómeno que arrefeceu repentinamente …

Novo método prevê erupções solares com algumas horas de antecedência

Um novo método capaz de prever explosões solares poderia ajudar a Humanidade a preparar-se contra possíveis desastres causados por este fenómeno explosivo da nossa estrela. As erupções solares são explosões que ocorrem na superfície do Sol …

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …