Marcha das Mulheres reuniu meio milhão de pessoas em Washington

Michael Reynolds / EPA

Women's March on Washington, 21 de janeiro de 2017

Women’s March on Washington, 21 de janeiro de 2017

A Marcha das Mulheres em Washington, um protesto que juntou apoiantes em mais de 60 países, reuniu na capital norte-americana mais de 500 mil pessoas este sábado em protesto contra Donald Trump.

Um dia depois do controverso multimilionário ter prestado juramento como 45º Presidente dos Estados Unidos, a afluência foi de tal forma superior às 200 mil pessoas esperadas que não foi possível marchar pelas ruas, já que todo o percurso do trajeto estava completamente tomado pela multidão, informou a Associated Press.

As autoridades da cidade ainda não conseguiram calcular o número exato de manifestantes, já que a nebulosidade dificultava as filmagens aéreas que permitiriam realizar uma estimativa mais precisa.  De acordo com as agências de notícias, sinais claros mostram que os manifestantes em Washington contra Trump poderão superar aqueles que assistiram à tomada de posse, com mais de meio milhão de pessoas no centro de Washington este sábado.

De acordo com a Time, houve menos participação popular na posse de Trump do que nas posses dos dois mandatos de Barack Obama, o que pode ser verificado não só pelas fotografias aéreas como, também, pelo número de passageiros que usaram o metro da capital norte-americana nos dias dos eventos.

Na capital norte-americana, dezenas de milhares de mulheres mostravam mensagens como “As mulheres não recuarão” e “Menos medo, mais amor” e criticam a postura de Trump em questões como aborto, diversidade cultural e alterações climáticas.

“Hoje marchamos pelo núcleo moral desta nação, contra a qual o nosso novo presidente está a travar uma guerra”, disse a conhecida atriz America Ferrera perante os protestantes em Washington, considerando que uma “plataforma de ódio e divisão” assumiu o poder na Casa Branca, mas que não representa o país.

Somos a América e estamos aqui para ficar“, afirmou.

No resto dos EUA, a Marcha das Mulheres também reuniu 500 mil pessoas em Los Angeles e no centro de Nova Iorque. Em Chicago, os organizadores estimaram que cerca de 250 mil pessoas percorreram as ruas da cidade no âmbito deste protesto anti-Trump.

Milhares de pessoas encheram ainda avenidas e praças por todo o mundo, de Londres a Sidney – passando pelo Porto e Lisboa -, em manifestações pelos direitos das mulheres que também são de solidariedade para com o protesto que acontece em Washignton. De acordo com uma estimativa da NBC, a Marcha das Mulheres poderá ter reunido um total de 3 milhões de manifestantes em 673 cidades de mais de 80 países.

ZAP // SN / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em três milénios

A última década foi a mais quente do Oceano Atlântico em quase três milénios, aponta uma nova investigação da Universidade de Massachusetts em Amherst, nos Estados Unidos, e da Universidade de Quebec, no Canadá. As …

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …

Chega quer tornar voto obrigatório e sanções para quem não cumprir

O deputado único do Chega entregou uma nova proposta no âmbito do projeto de revisão constitucional do partido para tornar o voto obrigatório para todos os cidadãos que o possam exercer e sanções para quem …

A Alemanha quer tornar o teletrabalho um direito legal

O Governo alemão prepara-se para publicar um projeto de lei que dará aos trabalhadores do país o direito legar de trabalhar a partir de casa. A medida aplicar-se-á a todos as atividades laborais que possam …

Novo surto em lar de Beja e 90 alunos em isolamento em Famalicão

Um surto de covid-19 identificado no Lar de Idosos do Centro Paroquial e Social do Salvador, em Beja, já infetou 31 pessoas, sendo 24 utentes e sete funcionários, divulgou a Unidade Local de Saúde do …

Mais de 600 anos depois, encontram-se (várias) semelhanças entre a covid-19 e a peste negra

Numa altura em que o vírus da covid-19 se tem espalhado por todo o mundo, as comparações com outras doenças pandémicas são inevitáveis. Um exemplo disso foi a peste negra que em 1348 fez com …