Presidente da Proteção Civil demite-se

Autoridade Nacional Protecção Civil / Facebook

O Presidente da Protecção Civil, coronel Joaquim Leitão, ao centro, com a ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, à esquerda.

O presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil, Joaquim Leitão, demitiu-se esta quarta-feira, informou hoje à Lusa fonte do Governo.

A mesma fonte adiantou que Joaquim Leitão entregou na quarta-feira uma carta de demissão dirigida ao secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, que por sua vez a remeteu para o primeiro-ministro, atendendo à saída do executivo, no mesmo dia da ministra da tutela.

No cargo há cerca de um ano, Joaquim Leitão foi nos últimos meses muito contestado devido a falhas atribuídas à ANPC no combate aos incêndios.

A demissão foi aceite pelo primeiro-ministro, António Costa, disse à Luas a fonte do Governo, e segue-se à demissão da até ontem Ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, que se demitiu também esta quarta-feira, e do comandante nacional operacional da ANPC, Rui Esteves, que se demitiu em setembro.

Joaquim Leitão foi nomeado para a ANPC em outubro de 2016, substituindo o então presidente Francisco Grave Pereira, que se demitiu por falta de confiança na ex-ministra da Administração Interna.

Talvez não estivesse vocacionado

O presidente da Liga de Bombeiros Portugueses, Jaime Marta Soares, considera que a demissão de presidente da Proteção Civil “era esperada” e revela “dignidade”.

“A situação do senhor presidente da Autoridade já era uma demissão esperada porque a sua posição estava fragilizada desde os problemas de Pedrógão Grande. Estaria já pouco mais do que em gestão corrente e a Autoridade já não assumia muito daquilo que importava preparar em termos de futuro”, disse Marta Soares à Lusa.

“Por isso, esta é uma atitude de dignidade, que define o caráter do senhor coronel Joaquim Leitão”, acrescentou o presidente da LBP.

“O coronel Joaquim Leitão era uma excelente pessoa, talvez não estivesse vocacionado para o exercício de um cargo tão complexo e tão difícil e, porventura, não teve a independência que seria desejável para o exercício. Deixo saudação de respeito, mas compreendo e penso que não tinha outra solução e essa foi a melhor solução”, vincou.

Marta Soares defendeu que o atual modelo de Proteção Civil “claudicou e faliu”, e apelou a uma “alteração profunda” nas políticas futuras.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Denunciantes são "essenciais para combater a corrupção", mas em Portugal há "falta de sensibilidade"

Esta segunda-feira, a ex-eurodeputada Ana Gomes disse que em Portugal "existem falhas de sensibilidade" face aos denunciantes, que "não são protegidos", apesar de serem "absolutamente essenciais para combater a corrupção", frisando o exemplo de Rui …

Produtores de vinagre italiano perdem batalha pela exclusividade do termo "balsâmico"

Os produtores de vinagre italiano de Modena reclamavam a exclusividade do termo "balsâmico". O Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) não lhes deu razão. Segundo a BBC, o Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) …

Catarina Martins desvaloriza críticas internas. BE "é o partido mais plural da sociedade portuguesa"

Catarina Martins disse ser natural que sejam apresentadas várias moções à convenção do partido. Alguns membros apontam falta de debate interno, críticas relativizadas pela coordenadora. Catarina Martins considerou natural que se apresentem várias moções à convenção …

Homens e mulheres já podem entrar juntos em restaurantes na Arábia Saudita

A Arábia Saudita acabou com a exigência de entradas separadas em restaurantes para homens e mulheres e com a separação entre sexos à mesa. Até agora era obrigatório ter uma entrada para famílias e mulheres …

Exército japonês pediu uma escrava sexual para cada 70 soldados na II Guerra Mundial

Durante a Segunda Guerra Mundial, o exército do Japão pediu ao Governo que fornecesse uma escrava sexual para cada 70 soldados, de acordo com documentos históricos analisados pela agência de notícias nipónica Kyodo News. Os 23 …

Centeno apresenta linhas gerais do Orçamento aos partidos na terça-feira

Mário Centeno apresenta aos partidos, esta terça-feira, as linhas gerais da proposta de Orçamento do Estado. Só o Livre fica de fora por "impedimento de agenda". O Governo apresenta amanhã, dia 10 de dezembro, as linhas …

Amianto. Fenprof vai apresentar queixa em Bruxelas

A Fenprof acusa o Governo português de não cumprir a diretiva comunitária que impõe a retirada de amianto de edifícios públicos, incluindo escolas. A Federação Nacional de Professores (Fenprof) vai apresentar uma queixa à Comissão Europeia …

Luís Maximiano: "Battaglia levou com o garrafão de água e o Misic com um cinto na cara"

O guarda-redes do Sporting disse esta segunda-feira que ficou “bloqueado e sem reação” durante o ataque à Academia de Alcochete, descrevendo as agressões aos colegas de equipa, após a entrada no balneário de mais de …

Peritos da Ordem admitem práticas ilícitas na venda de produtos no BES e Banif

Os peritos da Ordem dos Advogados que analisaram as reclamações de lesados do BES e do Banif disseram esta segunda-feira aos jornalistas que encontraram indícios de práticas ilícitas na venda de produtos financeiros por aqueles …

Já há rascunho do acordo da COP25 (mas nada está ainda totalmente fechado)

Esta segunda-feira arranca a semana decisiva, depois de uma semana de trabalho técnico ara definir as linhas que vão dar origem ao documento final da 25.ª Convenção das Partes (COP25) da Convenção-Quadro das Nações Unidas …