Presidente da Liga “abre o livro” contra Olivedesportos

Liga Portugal / YouTube

Mário Figueiredo, Presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional

Mário Figueiredo, Presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) acusou esta noite a Olivedesportos de manter reféns os clubes e de os coagir para terem “determinados comportamentos”, considerando ser já “um caso de polícia”.

“Há uma força que coage, faz ameaças. Os clubes estão a ser coagidos para terem determinados comportamentos. Isto está a tornar-se um caso de polícia”, disse Mário Figueiredo em entrevista à SIC Notícias.

O presidente da Liga de clubes culpou a Olivedesportos pelo movimento das equipas para destituí-lo, garantindo que os clubes estão reféns de uma força instalada que manda no futebol português há 30 anos e que apenas o Benfica se conseguiu libertar desta.

“O pecado capital esteve logo na minha eleição. Ganhei eleições contra o sistema, com um programa que colidia com os interesses instalados no futebol português”, recordou, lembrando que, aquando da sua eleição, “os clubes demonstraram que estavam fartos da exploração dos direitos televisivos da Olivedesportos”.

De acordo com Mário Figueiredo, que garantiu que vai cumprir até ao fim o mandato para o qual foi eleito, o seu programa eleitoral era “muito simples” e consistia em “terminar o abuso de posição dominante” da empresa que geria os direitos televisivos.

“Os 28 clubes que decidiram apresentar a queixa sofrem ameaças constantes, o que é um caso de polícia“, reforçou, revelando que as equipas estão a sofrer agora as consequências da decisão de elegê-lo, uma eleição que foi, na sua opinião, a única verdadeiramente livre.

Para o responsável, o movimento dos clubes prende-se com a necessidade de colocar na LPFP alguém que controle os prejuízos que a Olivedesportos vai ter se a Autoridade da Concorrência decidir favoravelmente à Liga quanto à queixa relativa ao abuso de posição dominante da empresa gerida por Joaquim Oliveira.

“Os presidentes dos clubes mudaram, os presidentes da Federação mudaram, os presidentes da Liga mudaram, mas houve uma pessoa que se manteve durante 30 anos”, realçou, assegurando que os presidentes que o antecederam “foram todos indicados pela Olivedesportos”.

Mário Figueiredo disse ainda que não conseguiu concretizar o seu programa eleitoral, centrado em dois pontos centrais — “o alargamento do próprio campeonato — tirar dois clubes do purgatório que é a II Liga – e centralizar na Liga a negociação dos direitos televisivos” -, porque “isso demora tempo”.

“Faz dois anos e três meses que estou na Liga e as coisas não mudam de um dia para o outro”, argumentou, lembrando que, pelas contas feitas pela sua direção, os clubes andavam a perder 50 a 60 milhões de euros devido ao abuso de posição dominante da Olivedesportos.

O presidente da LPFP garantiu que a entidade que preside tem as contas em dia, apesar da quebra de contrato de 2,5 milhões de euros com a Olivedesportos relativa à Taça da Liga e ao não cumprimento do patrocínio prometido pela Santa Casa da Misericórdia.

Segundo Mário Figueiredo, a Santa Casa ameaçou a LPFP de que só cumpriria o acordo verbal caso a Liga fizesse as pazes com a Federação Portuguesa de Futebol.

“Temos dinheiro até ao final da época. Todos os valores que deviam ter sido pagos até esta altura foram pagos, valores relativos à primeira e segunda fase da taça da Liga”, concluiu, indicando que teve de renegociar os contratos existentes para poder distribuir verbas pelos clubes, com o intuito de “não deixar cair os clubes da II Liga”.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Segundo maior diamante transforma-se em joias Louis Vuitton

Depois de cortado e polido, o segundo maior diamante da história será transformado numa coleção de joias da Louis Vuitton. A Lucara Diamond encontrou o diamante Sewelo, de 1.758 quilates, na sua mina do Botswana, no …

Filho do presidente da Câmara de Pedrógão Grande "sem memória" no caso da reconstrução de casas

O adjunto do presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Telmo Alves, que também é filho do autarca, disse em Tribunal que desconhece o processo de reconstrução das casas ardidas no incêndio no concelho, em 2017, …

Joacine não está inscrita no congresso do Livre

De acordo com o semanário Expresso, a deputada única do Livre não se inscreveu na reunião magna do partido, que se realiza este fim de semana, em Lisboa. A deputada do Livre, Joacine Katar Moreira, e …

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE aos contratos individuais do Estado e aos precários regularizados no PREVPAP, disse Alexandra Leitão, esta sexta-feira, no Parlamento. A ministra da Modernização do Estado e da Administração …

Países "lutam" por fundos europeus para neutralizar emissões de carbono

Um novo fundo de 100 mil milhões destinado a neutralizar as emissões de dióxido de carbono na Europa até 2050 está em disputa por vários países. A Comissão Europeia quer implementar um fundo de 100 mil …

Tribunal japonês suspende atividade de reator nuclear que tinha recebido luz verde

Um tribunal no Japão ordenou esta sexta-feira que o reator nuclear da central de Ikata (oeste do país) pare por razões de segurança, numa decisão que revoga uma anterior que deu luz verde ao seu …

Panamá. Sete corpos encontrados em vala comum em área indígena controlada por seita religiosa

Os corpos de sete pessoas foram encontrados na quinta-feira numa vala comum numa área indígena do Panamá controlada por uma seita religiosa, entre eles o de uma grávida e cinco dos seus filhos. Outras 15 …

Deixar de dar aulas com mais de 60 anos só no pré-escolar e 1.º ciclo

A possibilidade de os professores com mais de 60 anos deixarem de dar aulas para "desempenhar outras atividades", prevista no Orçamento do Estado de 2020, será apenas aplicada ao pré-escolar e 1.º ciclo, esclareceu o …

Aumento extra de dez euros pode beneficiar 1,6 milhões de pensionistas

O aumento extra de dez euros nas reformas até 658,2 euros, confirmado esta quinta-feira pelo secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, pode vir a beneficiar cerca de 1,6 milhões de pensionistas. A estimativa é avançada …

Rui Pinto vai a julgamento por 93 crimes

A juíza do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa decidiu que Rui Pinto vai ser julgado por 93 crimes, e não 147 como estava acusado. O Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa decidiu esta sexta-feira levar …