5G. Presidente da Altice exige demissão do presidente da ANACOM

André Kosters / Lusa

Alexandre Fonseca, CEO da Altice Portugal

O presidente da Altice Alexandre Fonseca pediu a demissão do presidente da ANACOM, João Cadete de Matos, pelos atrasos nas frequências para o 5G.

Alexandre Fonseca pediu esta terça-feira a demissão de João Cadete de Matos, presidente da Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) devido ao atraso na libertação das frequências a utilizar pelo 5G, atualmente incluídas no espectro utilizado pela Televisão Digital Terrestre (TDT). O pedido surgiu depois de ser conhecida a decisão da Altice de impugnar a decisão da Anacom.

“Se temos o Governo a dar recados graves e bem incisivos à postura do regulador, se temos os governos regionais preocupados, se temos os fabricantes tecnológicos a nível mundial a dizerem que Portugal está irremediavelmente atrasado, parece-me evidente que se devem tirar as respetivas conclusões […] eu, no lugar do regulador, tiraria as minhas ilações, e neste caso particular obviamente que me demitiria”, disse o presidente da Altice esta terça-feira à TSF.

A libertação do sinal para a implementação do 5G é, para Alexandre Fonseca, um problema que se está a tornar demasiado demorado.

“À data de hoje ainda está a decorrer a consulta pública da ANACOM aos operadores sobre o tema da TDT. Essa consulta pública vai ser respondida no final de setembro. Depois disso, passarão certamente um ou dois meses até ser publicada uma decisão final”, explicou o presidente da Altice.

Alexandre Fonseca acrescentou ainda que “o TDT estará nas novas frequências algures depois do verão de 2020”, data que coloca Portugal mais atrás na lista de países a implementar a nova tecnologia de comunicação.

A Altice garantiu esta terça-feira que impugnaria junto do tribunal a decisão do regulador de iniciar a deslocação das frequências entre a terceira semana de janeiro e a primeira de fevereiro, uma vez que se trata “de um calendário que será impossível de cumprir, como aliás, desde há um ano, tem vindo a reiterar e justificar repetidamente desde o início da atividade do grupo de trabalho”.

De acordo com a empresa, o processo só poderá ser desenrolado “a partir da segunda semana de fevereiro”. Além disso, o calendário “não inclui qualquer margem para imprevistos, o que só demonstra amadorismo e irresponsabilidade no planeamento”.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Estes vigaristas da Altice tem mesmo lata para tudo!…
    O artista até se “esqueceu” que a Altice é responsável pela TDT (onde trabalharam muito bem, como se sabe!) e vem agora mandar recados à ANACON… felizmente já vai o tempo em que a PT/Altice faziam o que queriam sem o regulador dizer nada…
    Eles ainda mamam forte e feito no Estado (cabines telefónicas, TDT, etc), mas a mama está a diminuir…
    Vamos lá ver como é que esta multinacional de vigaristas (francesa, mas com sede na Holanda!) com uma dívida mais de 50 mil milhões de euros vai investir no que quer se seja!…
    Tão preocupados e com pressa para implantar o 5G e nem tem dinheiro para fazer a manutenção na sua infraestrutura actual!…

  2. A preocupação seria legítima (e necessária) se não houvesse uma questão prévia.
    É que tenho muita dificuldade em entender, porquê toda esta indignação com o “atraso do 5G” quando metade do país nem o 4G tem, e quando o operador PT/Altice/Meo (presidida pelo indignado) tem maior parte das zonas de cobertura sob sua responsabilidade, traduzida no número de contratos.
    Em Odemira, quer a nível empresarial quer a nível dos particulares, salvo meia dúzia de casos (porventura ligados a peso de ouro, ou de algumas entidades institucionais), fibra nem vê-la…
    No caso da n/ Empresa, refidelizámos Contrato a 29/03/2019, com obrigação escrita contratual de efetuar a migração, até hoje, 6,5 meses depois, continuamos com a ADSL…
    A funcionar a entre 8 e 14 Mbit, e muitas vezes sem conseguir acesso à cloud, embora pagando para isso.
    Alternativas conhecidas não há, que saibamos.
    Só visto!

RESPONDER

Trump obriga grupo chinês a vender operações do TikTok nos EUA

O Presidente norte-americano deu, na sexta-feira, 90 dias ao grupo chinês ByteDance para vender as suas operações do TikTok nos Estados Unidos, segundo um decreto presidencial assinado por Donald Trump. Trump tem acusado nos últimos meses, …

Pandemia fez com que quase metade dos portugueses poupe menos

Quase metade dos portugueses (48%) afirma poupar menos devido ao impacto da pandemia, embora mais de um terço assuma que a crise sanitária está a ter um efeito positivo nos seus gastos, segundo um estudo …

"Ministra da Insensibilidade Social". CDS pede a demissão de Ana Mendes Godinho

O CDS criticou este sábado a reação da ministra a Solidariedade Social à morte de 18 idosos num lar em Reguengos de Monsaraz e considerou que Ana Mendes Godinho desvaloriza o impacto da pandemia nos …

Esgotos de dois milhões de portugueses monitorizados para prever segunda vaga de covid-19

Os esgotos de dois milhões de portugueses estão a ser monitorizados para detetar a eventual presença do vírus da covid-19 e prever uma nova vaga. O Jornal de Notícias avança este sábado que a análise está …

Covid-19. Mais 198 infetados e 3 mortes em Portugal

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 198 casos de infeção por covid-19 e três óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico Direção-Geral da Saúde (DGS) desde …

Média já divulgaram publicidade institucional (mas Estado ainda não lhes pagou)

O Sindicato dos Jornalistas lamentou esta sexta-feira que o Governo não tenha disponibilizado os 15 milhões de euros relativos à compra antecipada de publicidade institucional, vincando que o executivo está em dívida com as empresas …

Autoridades admitem que extrema-direita vá vigiar manifestações antifascistas de domingo

A Frente Unitária Antifascista anunciou que vai organizar no próximo domingo duas manifestações - uma Lisboa (Praça Luís de Camões) e outra no Porto (Avenida dos Aliados). O mote é a luta contra o fascismo. Estas manifestações …

Marcelo não entende por que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido (e leu os relatórios de Reguengos)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse, em declarações transmitidas pela RTP3, que não entende porque é que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido. Em declarações transmitidas pela RTP3 a partir de …

Estado só recuperou 21% dos créditos tóxicos do BPN

O Estado apenas recuperou 21% dos créditos tóxicos do Banco Português de Negócios, que derivaram da nacionalização da instituição bancária em 2008. Até final de 2019, o Estado só conseguiu recuperar 21% da carteira de créditos …

Novas matrículas "só" vão durar 45 anos (por causa das palavras obscenas)

O novo formato de matrículas entrou em vigor a 2 de março. As novas matrículas vão durar menos tempo do que poderiam porque não serão usadas combinações “que possam formar palavras ou siglas que se …