Praias recebem formação sobre fenómeno que provoca 80% das mortes por afogamento

O Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) começou este domingo em Matosinhos uma formação, que vai levar a mais cinco praias, para ensinar os banhistas a lidar com os agueiros, um fenómeno responsável “por 80% das mortes por afogamento”.

Olga Marques, do ISN, explicou que a iniciativa “gratuita” inclui o simulador de um agueiro, um “fenómeno natural identificado” que torna a “corrente marítima demasiado forte para lutar contra ela”, sendo por isso importante reconhecer a situação e evitá-la ou, caso contrário, “nadar ao longo da costa” e “flutuar e pedir ajuda”.

“O problema é que, num agueiro, mal as pessoas levantam os pés, são logo arrastadas. O perigo é maior para quem não sabe nadar porque, normalmente, a pessoa entra em pânico e esquece-se de pedir ajuda. O importante é flutuar e pedir ajuda. Quanto a quem sabe nadar, a tendência das pessoas é nadar contra a corrente, o que é impossível num agueiro e a pessoa acaba por perder as forças”, descreveu a subtenente do ISN.

A iniciativa “Surf Salva para Todos”, que começou esta manhã na praia de Matosinhos e se prolonga durante a tarde, repete-se a 6 de agosto na praia de Carcavelos, no dia seguinte na praia da Fonte da Telha, a 13 de agosto na Praia da Rocha, a 14 de agosto na Praia dos Pescadores, Albufeira, e a 15 de agosto na praia de Montegordo.

“O objetivo da ação é informar para evitar o risco. É mostrar como se identifica um agueiro para que os banhistas não se sujeitem a uma situação de risco”, explicou Olga Marques, admitindo que lidar com um agueiro não é algo que habitualmente se explique em aulas de natação para quem aprende a nadar.

De acordo com a subtenente, a identificação de um agueiro começa, desde logo, pela “mudança da tonalidade da água“: nos sítios onde se formam agueiros, a água fica com uma “tonalidade acastanhada e com espuma”, devido à “agitação das areias”.

Para além disso, trata-se de uma zona onde “a ondulação é quase nula”, quando mesmo ao lado há mais ondas, criando uma “falsa sensação”, que leve a que o local seja aquele onde há “a tentação de a pessoa entrar”.

“Quando as ondas rebentam e fazem o retorno ao mar, formam uma espécie de canal com uma corrente muito forte para o mar. A tendência das pessoas é nadar contra a corrente, o que é impossível”, explica.

Por isso, a opção é “deixar-se levar pela corrente porque, à medida que se vão distanciando da costa, a corrente vai perdendo intensidade”, descreve a responsável do ISN. Para além disso, os banhistas “devem nadar paralelamente à costa para fazer o retorno para a praia”.

A responsável do ISN esclarece que existem “agueiros súbitos, sobretudo em alturas de troca de marés e, nesses casos, é muito difícil identificá-los”, indicando que podem surgir em sítios onde não está hasteada a bandeira vermelha.

Existem outros fixos, que “podem ou não estar no mesmo local” da praia, mas “nas praias vigiadas existe sinalética própria para os identificar”, acrescenta a responsável.

O projeto “Surf Salva para Todos”, realizado com o apoio do Lidl, começou com “ações de sensibilização e de formação em salvamento aquático e suporte básico de vida, junto de 413 nadadores salvadores, surfistas e amantes de desportos náuticos, entre maio e julho deste ano”.

A ação alarga-se agora “a todos os banhistas” com formações “sobre práticas de salvamento e boas práticas a adotar no mar” e, em algumas praias, com a colaboração da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), que vai realizar rastreios gratuitos à pele nas praias de Carcavelos, Fonte da Telha e da Rocha.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Operação Marquês. MP entrega recurso, mas Sócrates diz que o prazo "excepcionalérrimo" já acabou

O prazo para o MP avançar com o recurso acabou no dia 23, mas os procuradores entregaram os documentos esta terça-feira, nos três dias úteis adicionais que geralmente são concedidos. No entanto, a defesa de …

Chegou ao fim a "missão espinhosa coroada de sucesso" da task force

A task force responsável pelo plano de vacinação contra a covid-19 confirmou, esta terça-feira, o fim da missão no contexto da pandemia e a transição para um núcleo de coordenação. Tal como tinha sido avançado pelo …

Pizzi nunca jogou tão pouco como esta época

Nunca Pizzi jogou tão pouco como esta temporada ao serviço do SL Benfica. O médio era uma das peças mais importantes do plantel, mas tem vindo a perder relevância. "Ele não tem entrado tanto de início, …

Marcelo recusa crises políticas e defende discussão de reforma do Estado até às legislativas de 2023

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu esta segunda-feira que o país deve manter-se livre de crises políticas até 2023, mas considera difícil deixar de se fazer uma discussão sobre a reforma do …

Arqueólogos encontram o primeiro geoglifo do mundo em forma de touro

Um geoglifo em forma de touro foi encontrado num sítio arqueológico localizado no sul da Sibéria, informou o Instituto de História e Cultura Material da Academia de Ciências da Rússia. Apesar do touro ser um símbolo …

"O BE teve um mau resultado." Catarina Martins assume derrota, mas deixa aviso a Moedas

No day after, e já com a notícia consolidada da vitória de Carlos Moedas em Lisboa, Catarina Martins não hesitou em assumir a derrota do Bloco de Esquerda. Lisboa era a Câmara mais relevante para o …

Voto útil pode explicar vitória de Moedas (que precisa da esquerda para governar Lisboa)

Carlos Moedas está forçado a fazer acordos para governar a Câmara de Lisboa que tem uma maioria de esquerda de 10 vereadores contra 7 dos partidos à direita. O novo autarca da capital já disse …

É uma práctica comum dos atletas - mas será verdade que os banhos de gelo ajudam os músculos?

Os banhos de gelo trazem benefícios para atletas que treinem a resistência, mas podem ser prejudiciais para quem se dedica a treinar a força. É uma práctica recorrente entre os atletas e até entre pessoas comuns …

Sem maioria absoluta, Moreira começa a fazer contas à vida - mas acordo com a oposição pode estar longe

Rui Moreira voltou a garantir a liderança da autarquia portuense para os próximos quatro anos, mas sem maioria absoluta. Assim, terá de começar a pensar em possíveis acordos. PS e Bloco de Esquerda recusam compromissos. …

Twitter suspende conta de André Ventura

O presidente do partido Chega, André Ventura, tem desde segunda-feira a conta oficial no Twitter suspensa, facto que está a ser denunciado por páginas de movimentos ligados à extrema-direita naquela rede social. “Conta suspensa. O Twitter …