O povo Cherokee escrevia mensagens ao contrário para falar com os espíritos

Há quase 200 anos, os Cherokee reuniram-se numa caverna do Alabama e, usando o seu novo alfabeto, escreveram mensagens cerimoniais nas paredes e no teto.

Algumas das mensagens religiosas foram escritas de trás para a frente, possivelmente para que os espíritos da caverna – que os Cherokee poderiam ter visto como um portal para o mundo espiritual – pudessem lê-los.

Investigadores já conhecem estes escritos desde que os exploradores encontraram as marcas na Caverna de Manitou em 2006. Mas, agora, um grupo de arqueólogos, incluindo aqueles com origem nas três tribos Cherokee reconhecidas pelo governo federal, trabalharam juntos para traduzir as mensagens.

É raro descobrir escritos rupestres históricos no próprio alfabeto de uma tribo, disse o principal arqueólogo do estudo, Jan Simek, eminente professor de antropologia da Universidade do Tennessee, em Knoxville.

“Aqui, tivemos o uso de cavernas e decoração nativa americana das paredes das cavernas, mas na escrita que conseguiríamos ler”, disse Simek, autor do estudo publicado na revista Antiquity. “Nós conseguíamos ouvir na sua própria voz o que estavam a fazer.”

As mensagens são escritas em silabário Cherokee, um sistema de escrita para a língua Cherokee que um homem Cherokee chamado Sequoyah inventou no início dos anos 1800. Na época, Sequoyah vivia em Willstown, uma grande comunidade de refugiados de Cherokees que tinha fugido da sua terra de cultivo e caça que ocupava as Montanhas Apalaches em partes da Geórgia, Carolina do Sul, Carolina do Norte e Tennessee.

O silabário de Sequoyah foi tão bem sucedido que o Cherokee adotou-o como sistema de escrita em 1825, e tornou-se amplamente utilizado. Mesmo assim, foi uma surpresa encontrar a escrita na Manitou Cave, com algumas das marcas descobertas a cerca de 1,5 quilómetros da boca da caverna.

Na época em que Sequoyah desenvolveu o alfabeto, os Cherokee enfrentavam pressões indescritíveis do governo dos EUA, que os realocaram à força das suas terras nativas no sudeste na década de 1830, disse Beau Carroll, arqueólogo da Banda Oriental do Escritório de Preservação Histórica Tribal dos Indígenas Cherokee.

Durante esses tempos tumultuosos, a Manitou Cave assumiu um novo significado espiritual. “Era como se estivessem a procurar lugares onde pudessem continuar praticando as suas formas tradicionais sem interferência”, disse Carroll.

Numa inscrição, o Cherokee escreveu sobre um evento ritual que aconteceu em 1828. Uma tradução diz: “os líderes da equipa do stickball no 30º dia do seu mês de abril de 1828 “, enquanto outra mensagem próxima diz: “nós somos aqueles que têm sangue a sair do nariz e da boca.”

O “seu” da primeira frase provavelmente referia-se aos euro-americanos, que usavam nomes de meses. A outra linha refere-se a ferimentos sofridos durante a versão Cherokee de lacrosse, um jogo complexo e cerimonial que poderia durar dias.

Antes de cada jogo, jogadores de stickball passavam por um ritual com água sagrada. Os jogadores usaram as águas subterrâneas na caverna para este ritual de limpeza.

Outra série de mensagens, rabiscadas no teto perto da entrada da caverna, são escritas de trás para a frente e são de natureza religiosa. Como os Cherokee ainda consideram estes escritos para o mundo espiritual como sagrados, os arqueólogos decidiram não fornecer as traduções no estudo, em forma de respeito ao povo Cherokee. No entanto, os investigadores disseram que é possível que as linhas tenham sido escritas de modo a ficarem legíveis a seres sobrenaturais e aos ancestrais dos Cherokees.

A caverna também tem as assinaturas de líderes cerimoniais Cherokee, incluindo Richard Guess, um dos filhos de Sequoyah, que escreveu “Eu sou um homem respeitável de autoridade”.

PARTILHAR

RESPONDER

O mar interno da misteriosa Encélado "grita" habitabilidade

Uma equipa de especialistas desenvolveu um novo modelo geoquímico que revela que o dióxido de carbono do interior de Encélado, lua de Saturno que abriga um oceano, pode ser controlado através de reações químicas no …

Os Simpsons podem ter previsto o surto do novo coronavírus da China

A série de televisão animada "Os Simpsons" é conhecida por ter feito profecias que, com o passar do tempo, se tornaram mesmo realidade. Agora, os fãs do programa parecem ter encontrado um episódio que prediz …

Identificada nova espécie de dinossauro que viveu há mais de 150 milhões de anos

Paleontólogos identificaram, nos Estados Unidos, uma nova espécie de dinossauro do género dos alossauros, que viveu há mais de 150 milhões de anos. A espécie, que tem o nome de Allosaurus jimmadseni, foi identificada a partir …

Escorpião com 436 milhões de anos foi dos primeiros animais a pisar a Terra

Cientistas descobriram um escorpião com 436 milhões de anos que terá sido um dos primeiros animais da Terra a migrar dos habitats aquáticos para os terrestres. Foram encontrados dois fósseis da espécie num antigo mar tropical …

Bruno de Carvalho disposto a liderar SAD do Sporting com Varandas

O ex-presidente do Sporting admitiu, esta sexta-feira, estar disposto a liderar a SAD do clube, mesmo com Frederico Varandas como presidente. No seu comentário semanal na Rádio Estádio, Bruno de Carvalho disse estar disposto a regressar …

A Inteligência Artificial teria resolvido o mistério da fuga de Alcatraz

Um programa de Inteligência Artificial (IA) poderia ter resolvido o mistério da fuga dos irmãos irmãos John e Clarence Anglin e Frank Morris da prisão de Alcatraz, que foi considerada uma das mais seguras dos …

Mais de 30 militares dos EUA ficaram com lesões cerebrais após ataque iraniano

Mais de 30 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque iraniano na base militar de Ain al-Assad, no Iraque. 34 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque levado …

Homem que torturou suspeitos de planear o 11 de setembro diz que o voltaria a fazer

James Mitchell torturou os cinco suspeitos de terem planeado o ataque de 11 de setembro de 2001. Em tribunal, disse que não tem remorsos e que o voltaria a fazer. James Mitchell foi o psicólogo responsável …

Belenenses e Belenenses SAD chegam a acordo para suspender ações judiciais

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta sexta-feira, que foi alcançada uma suspensão das ações judiciais entre o Belenenses e a Belenenses SAD. Em comunicado publicado na sua página oficial, a FPF informou que o …

Amazon quer que os clientes paguem com as mãos

A gigante tecnológica Amazon quer que os  clientes comprem e efetuem o pagamento com um aceno da mão em vez de passar um cartão numa máquina. De acordo com o Wall Street Journal, que cita fontes …