Português nos EUA queixa-se de roubo de raspadinha de 4 milhões de dólares

Imigrante pensava que o bilhete só valia quatro mil euros e alega ter sido enganado por duas mulheres.

Um português imigrante em New Bedford, Estados Unidos, queixa-se em tribunal de ser vítima de um “esquema de roubo” de duas mulheres, relativo a uma raspadinha vencedora de quatro milhões de dólares, o equivalente a 3,6 milhões de euros.

A queixa feita por João Luís DaPonte no Tribunal Superior de Bristol relata que foi em 23 de novembro que raspou o bilhete vencedor, da lotaria do estado de Massachusetts, que escrevia um valor de “$4MIL”, uma abreviatura para quatro milhões de dólares em inglês, mas por falta de conhecimentos da língua, acreditou que se tratava de quatro mil.

Segundo jornais locais, DaPonte pediu a Maria O., habitante de New Bedford, para levar a raspadinha e levantar o dinheiro, acreditando que a mulher prestava este tipo de serviço a outros vencedores, a custo de uma percentagem.

Maria O. terá dado apenas 3.800 dólares em vez dos quatro milhões ao imigrante. Segundo a queixa, Maria Oliveira terá entregue a raspadinha à patroa da padaria onde trabalha, Susana Gaspar, e as duas “montaram um esquema” para defraudar DaPonte.

Na versão da queixa, Susana G. fez-se passar por vencedora na Comissão da Lotaria, onde assinou e recebeu o dinheiro e foi dada nos jornais locais como a segunda pessoa a ganhar a lotaria do estado de Massachusetts.

A acusada Susana G. terá escolhido a opção de pagamento a pronto, que equivaliam a 2,6 milhões de dólares, antes de impostos.

Quando se apresentou em tribunal, Maria O. rejeitou todas as acusações e declarou que não recebeu a raspadinha do queixoso e “nunca recebeu dinheiro para levantar bilhetes de lotaria para ninguém”, acrescentando que nunca entregou dinheiro a DaPonte.

Um jornal norte-americano escreve que João Luís DaPonte soube em 10 de dezembro que uma mulher tinha ganho uma raspadinha de quatro milhões comprada no mesmo café e ficou “muito surpreendido” que o prémio tenha saído logo após ele ter vencido uma raspadinha de quatro mil dólares.

O homem apercebeu-se que foi vítima de um esquema quando mostrou uma fotografia da raspadinha a um amigo e este lhe disse que “$4MIL” significam quatro milhões.

O advogado que representa as duas acusadas, Walter Faria, declarou numa entrevista que duvida de todas as acusações apresentadas na queixa e disse que Maria O. comprou o bilhete para Susana G., que assinou a raspadinha.

O advogado achou difícil acreditar em algumas das reivindicações de DaPonte e acrescentou que o homem e Maria O. não se conhecem.

“Por que havia de entregar uma raspadinha vencedora a uma estranha?”, questionou o advogado, acrescentando que “é difícil imaginar que outra pessoa (um membro da família ou um amigo) não tenha reconhecido que eram quatro milhões e não quatro mil”.

O caso está a ser investigado e ainda não há data marcada para uma audiência.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, o buraco negro mais próximo da Terra pode não ser um buraco negro

Um objeto identificado no início deste ano como o buraco negro mais próximo da Terra pode, afinal, não o ser. Depois de reanalisar os dados, diferentes equipas de cientistas concluíram que o sistema HR 6819 …

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …

Benfica 2-0 Belenenses SAD | Darwinismo rende arranque histórico

O Benfica cumpriu e venceu o Belenenses SAD por 2-0, no Estádio da Luz, na partida que encerrou a quinta jornada da Liga NOS. Foi o quinto triunfo benfiquista no campeonato em cinco partidas, o …

Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente. Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS …

A companhia aérea que faliu devido à covid-19 está de volta

A pandemia de covid-19 foi traiçoeira para muitas empresas. A Flybe, uma das primeiras vítimas, está agora a ressuscitar - e pode voltar a rasgar os céus já no próximo ano. A economia mundial foi muito …

Dormir bem antes de tomar a vacina da gripe pode ajudar a aumentar a sua eficácia

Segundo os especialistas, uma boa noite de sono pode mesmo ajudar a aumentar a eficácia da vacina da gripe, que neste ano ganha particular relevância em plena pandemia de covid-19. De acordo com Matthew Walker, autor …

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …