Portugal é um dos “vencedores económicos improváveis” de 2022, diz a The Economist

4

Portugal é o segundo maior “vencedor económico improvável” deste ano segundo a revista britânica The Economist.

A revista britânica The Economist colocou Portugal em segundo lugar na lista dos “vencedores económicos” de 2022, classificando o país como um dos vencedores “improváveis”.

A CNN Portugal, que cita a publicação especializada em economia, explica que o ranking tem em conta o PIB, inflação, amplitude da inflação, desempenho do mercado de ações e a dívida pública.

“Pela primeira vez em muito tempo, a festa económica está a acontecer no Mediterrâneo”, escreve o The Economist, que coloca a Grécia no primeiro lugar da lista. Duas escolhas surpreendentes — e “improváveis” —, tendo em conta que são dois países que num passado recente foram resgatados pela troika.

A retoma do turismo e a menor dependência de gás russo, escreve a revista, foram fatores decisivos para a classificação de Portugal.

Israel também é uma das surpresas deste ano, ao classificar-se no quarto lugar, atrás da Irlanda que está no terceiro posto.

Pela negativa, um dos perdedores “inesperados” é a Alemanha, que surge em 30.º lugar do ranking. Também Estónia e Letónia, que “ganharam elogios na década de 2010 pelas rápidas reformas”, encontram-se agora nos últimos lugares.

The Economist

Os improváveis vencedores económicos de 2022.

Portugal destaca-se, principalmente, na dívida pública em percentagem do PIB, que conseguiu reduzir 11,8% no último ano. O desempenho do mercado de ações também é um dos poucos que melhorou entre dezembro de 2021 e novembro de 2022.

  ZAP //

4 Comments

  1. Como sempre o belo do Português quando dizem bem de Portugal fazem questão de dizer mal dos que dizem bem , o país tem estado a crescer mesmo com pandemia e inflação internacional. Acredito que voces já estam a mais no nosso belo país chamado PORTUGAL

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.