Portugal quer facilitar circulação de cidadãos da CPLP no espaço lusófono

Portugal vai defender a livre circulação de pessoas no espaço da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), na cimeira da organização que se realiza esta segunda-feira e terça-feira em Brasília, no Brasil.

A ideia de António Costa conta com o apoio do Presidente da República, conforme assumiu o próprio, em declarações recolhidas pela agência Lusa, aquando de uma recepção à comunidade portuguesa na residência do embaixador português em Brasília, Jorge Dias Cabral.

“Portugal avança com um proposta que o senhor primeiro-ministro traz, que é da circulação no espaço de Língua portuguesa. É uma proposta ambiciosa e difícil“, considerou Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República vai participar na XI conferência da CPLP que vai ter como um dos pontos altos a passagem da presidência rotativa bienal de Timor-Leste para o Brasil.

Mas o evento vai também ficar marcado por esta proposta do primeiro-ministro de Portugal que visa definir “formas específicas de autorização de residência mais célere” para cidadãos lusófonos, conforme anunciou o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Este governante destaca que a proposta “em nada colide com as obrigações portuguesas” quanto a Schengen.

A ideia é facilitar a mobilidade académica, estudantil e profissional e Santos Silva recorda que “já hoje temos autorizações de residência para investimento, segundo regras específicas” – os chamados ‘vistos gold’.

Marcelo destaca que a proposta é “ambiciosa, porque outras comunidades não conseguem isso” e “difícil, porque cada um de nós está no seu espaço”.

“Portugal está no espaço da União Europeia, onde existe Schengen [o espaço europeu de livre circulação], os nossos irmãos estão no espaço africano, o Brasil está num espaço que é o Mercosul [Mercado Económico do Sul], e compatibilizar os vários espaços não é fácil, mas pode fazer-se por pequenos avanços”, constata o chefe de Estado português.

Para Marcelo é evidente que “a meta tem de se fixar”. “Se queremos formar uma comunidade, temos de nos conhecer”, diz, considerando que para que isso aconteça “tem de ser mais fácil os portugueses chegarem a Angola, Moçambique ou Brasil e é recíproca de ser verdadeira”.

Entendendo que “é preciso ir um bocadinho mais longe” do que os acordos já existentes, Marcelo prevê que “vai haver dificuldades, porque é evidente que outros Estados-membros de outros conjuntos a que pertencemos irão naturalmente levantar as suas dificuldades e os seus reparos, mas como meta é uma meta importante”.

“Temos de lutar para que se concretize, mas primeiro temos de estar de acordo relativamente a esse passo”, sublinha ainda Marcelo, na expectativa de que a proposta portuguesa “seja aceite” na cimeira de Brasília.

O encontro que vai decorrer esta segunda e terça-feira deverá também ficar marcado pela aprovação da entrada de cinco novos observadores associados da CPLP, respectivamente, República Checa, Eslováquia, Hungria, Costa do Marfim e Uruguai.

Têm já lugar de observador na Comunidade a Ilha Maurícia, a Namíbia, o Senegal, a Turquia, o Japão e a Geórgia.

Os países que integram a CPLP são Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Hospitais vão poder pagar mais a médicos para garantir urgências no Natal

Os hospitais vão poder contratar médicos prestadores de serviço, vulgo tarefeiros, por valores superiores aos de referência durante o Natal e o Ano Novo. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Noel Carrilho, …

Jovem que abandonou bebé no lixo esteve 13 anos institucionalizada em Cabo Verde

A jovem que abandonou o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, esteve institucionalizada durante 13 anos em Cabo Verde. A sua mãe está agora a lutar pela guarda da criança. Numa entrevista ao programa Sexta às …

Último debate. Boris defendeu o Brexit e Corbyn falou da Saúde (pelo menos 15 vezes cada um)

No debate televisivo, transmitido pela BBC, o último antes das eleições da próxima quinta-feira, Boris Johnson defendeu que é o melhor preparado para concretizar o Brexit e terminar com o impasse no processo, prometendo ainda …

No São José, há um doente numa cama 9 meses depois de ter alta. Não tem para onde ir

O Centro Hospitalar Lisboa Central tem diariamente uma média de 70 camas ocupadas com doentes que já deviam ter saído do hospital e há atualmente um caso que espera há nove meses por uma solução. Em …

Rio diz ser preocupante "notória desvalorização" que PS faz do ministro das Finanças

O líder do PSD disse, esta sexta-feira, ser preocupante a "notória desvalorização" que o Governo tem feito do ministro da Finanças, apontando como exemplo as novas regras de contratação nas PPP. "Temos assistido nos últimos dias …

Morreu a indiana que foi queimada quando ia a caminho do tribunal

A suposta vítima de violação, que foi incendiada a caminho de uma audiência de tribunal, morreu, esta sexta-feira, num hospital de Nova Deli. A mulher foi atacada por um grupo de homens na cidade de Unnao, no …

André Ventura avança com castração química para quem abusa de menores

André Ventura, líder e deputado único do partido Chega, entregou esta sexta-feira na Assembleia da República um projeto de lei que cria a pena acessória de castração química, agravando a moldura penal para os abusadores …

Centeno com apoios de peso para recandidatura ao Eurogrupo

Ao que tudo indica, o ministro das Finanças não deverá ter grande oposição em Bruxelas caso queira um segundo mandato como presidente do Eurogrupo. De Bruxelas chegam notícias de que Mário Centeno já terá apoios para …

Bruno Lage: "Respeito as opiniões, mas sou eu o treinador"

O Benfica venceu com uma goleada, esta sexta-feira, no terreno do Boavista (4-1) e aumentou provisoriamente para cinco pontos a vantagem sobre o FC Porto na liderança do campeonato. No final do jogo, o treinador do …

Homem fez-se passar por assessor de Marcelo para roubar donativos para Pedrógão

Um homem fez-se passar por assessor de Marcelo Rebelo de Sousa tentar enganar os donos do Grupo Solverde e da Casa Ermelinda Freitas, pedindo dinheiro para as vítimas de Pedrógão Grande, que foi devorada pelas …