Portugal é o país da zona euro com mais pagamentos com cartão face ao PIB

SXC

-

Portugal foi o país da área do euro com mais pagamentos realizados com cartão em percentagem do Produto Interno Bruto (PIB) em 2014, segundo os dados divulgados pelo Banco de Portugal (BdP).

Em Portugal, essa percentagem ascendeu a 35,5%, bastante acima da média de 13,4% da zona do euro, com os números a serem relativos a 2014 já que só são fechados em setembro de cada ano.

Quanto aos indicadores de 2015, o banco central salientou que “os pagamentos de retalho registaram um crescimento, em valor e em número, refletindo a evolução do consumo privado em Portugal”.

De resto, de acordo com o relatório dos sistemas de pagamento de 2015, o recurso aos pagamentos eletrónicos voltou a aumentar, tendo sido liquidadas 2.205 milhões de operações no valor de 358 mil milhões de euros, respetivamente mais 4,8% e 5,5% em relação a 2014, refletindo o aumento do consumo privado.

No total, houve 1.885,6 milhões de operações Multibanco, no valor de 99,4 mil milhões de euros, respetivamente mais 6,4% e 5,1% do que em 2014.

As compras foram o principal tipo de operação realizado, correspondendo a 47% do número de operações e 35% do valor.

E as compras internacionais estiveram em destaque, “em linha com o crescimento do turismo em Portugal”, sublinhou o BdP, tendo registado taxas de crescimento de 23,3% em número (34 milhões) e de 15,9% em valor (2,8 mil milhões de euros).

Foram também efetuadas 121,8 milhões de transferências a crédito, no valor de 174,4 mil milhões de euros, respetivamente mais 3,1% e 13,4% do que no ano anterior.

Quanto aos débitos diretos, houve reduções de 6,6% em número e de 5,4% em valor, em resultado da integração de Portugal na Área Única de Pagamentos em Euros (SEPA), que permitiu que alguns credores nacionais passassem a fazer as suas cobranças através de bancos estrangeiros.

a utilização do cheque voltou a decrescer em 2015 (-11,1% em número e 8% em valor), tendo caído também o número de entidades constantes da listagem de utilizadores de cheque que oferecem risco (LUR) gerida pelo BdP: a 31 de dezembro, a LUR era composta por 23.124 entidades, menos 24% do que em 2014.

“Os instrumentos de pagamento em Portugal são altamente fiáveis e o mercado de pagamentos em Portugal está alinhado com as melhores práticas internacionais”, destacou o BdP.

As operações de pagamento de retalho devolvidas, rejeitadas ou revogadas, foram residuais (0,11% do número de transações com cartão, 0,13% das transferências a crédito, e 0,4% dos cheques).

A insuficiência de fundos continuou a ser o principal motivo das rejeições e das devoluções dos pagamentos.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Opções de Bruno Lage criticadas. "Não faz sentido estrear jovens"

Na sequência da derrota caseira com o RB Leipzig, em jogo da primeira jornada da Liga dos Campeões, o empresário Bruno Costa Carvalho criticou as opções do treinador benfiquista. "Não faz sentido o Lage, a quem …

Associações querem maior acesso a medicamentos inovadores para esclerose múltipla

Associações representativas dos cidadãos com esclerose múltipla divulgaram esta quinta-feira uma carta aberta em que defendem um maior acesso a medicamentos inovadores e que cada doente tenha um plano integrado de gestão da doença. Na carta …

Conceição sobre Nakajima: "Não basta ter contrato com o FC Porto, é preciso senti-lo"

Na antevisão ao jogo com o Young Boys para a Liga Europa, que acontece esta quinta-feira no Estádio do Dragão, o treinador tentou pôr um ponto final na polémica com o jogador japonês. Depois da vitória …

Arábia Saudita diz que ataque foi "inquestionavelmente patrocinado pelo Irão"

O Ministério da Defesa da Arábia Saudita defende que o ataque a duas instalações petrolíferas no sábado foi "inquestionavelmente patrocinado pelo Irão". As tensões começam a escalar no Médio Oriente, principalmente após o ataque de sábado …

Elisa Ferreira vai tutelar fundos distribuídos pelo marido. PE reunido para analisar "conflito de interesses"

A comissária portuguesa vai gerir a pasta que integra os fundos distribuídos pelo marido, presidente da CCDRN. Eurodeputados falam em conflito de interesses. A Comissão de Assuntos Jurídicos do Parlamento Europeu (PE) está reunida em Estrasburgo, …

​ERSE diz que "não tem capacidade" para analisar preço dos combustíveis

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) admitiu que não tem capacidade para analisar o preço dos combustíveis, afirmou a presidente do regulador, Cristina Portugal, em entrevista ao programa Hora da Verdade, da Renascença e …

Autarca de Amarante nega ter participado em viagem à Turquia

A Câmara de Amarante informou hoje que "nenhum autarca" do município participou numa viagem à Turquia, paga por uma empresa investigada pelo Ministério Público (MP). Em comunicado enviado ao ZAP, a câmara refere que o presidente …

Primeiros humanos talhavam elefantes com ferramenta de 5 centímetros

Retirar o máximo de carne possível de uma carcaça era algo importante há milhares de anos atrás. Para um melhor aproveitamento, eram usadas lâminas de apenas cinco centímetros, que os arqueólogos ignoraram até agora. Normalmente, ao …

Trudeau pediu desculpa por ter escurecido tom de pele em festa em 2001

Em 2001, Justin Trudeau escureceu o tom de pele para um baile de máscaras. Agora, o primeiro-ministro do Canadá reconhece que não o devia ter feito. O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, disse esta quinta-feira que "lamenta …

Práticas da EDP Produção custaram 140 milhões de euros aos consumidores

As práticas da EDP Produção no mercado que levaram a Autoridade da Concorrência a aplicar uma multa de 48 milhões de euros terão custado 140 milhões de euros aos consumidores, adiantou o regulador. "Estima-se que a …