Portugal é o país da zona euro com mais pagamentos com cartão face ao PIB

SXC

-

Portugal foi o país da área do euro com mais pagamentos realizados com cartão em percentagem do Produto Interno Bruto (PIB) em 2014, segundo os dados divulgados pelo Banco de Portugal (BdP).

Em Portugal, essa percentagem ascendeu a 35,5%, bastante acima da média de 13,4% da zona do euro, com os números a serem relativos a 2014 já que só são fechados em setembro de cada ano.

Quanto aos indicadores de 2015, o banco central salientou que “os pagamentos de retalho registaram um crescimento, em valor e em número, refletindo a evolução do consumo privado em Portugal”.

De resto, de acordo com o relatório dos sistemas de pagamento de 2015, o recurso aos pagamentos eletrónicos voltou a aumentar, tendo sido liquidadas 2.205 milhões de operações no valor de 358 mil milhões de euros, respetivamente mais 4,8% e 5,5% em relação a 2014, refletindo o aumento do consumo privado.

No total, houve 1.885,6 milhões de operações Multibanco, no valor de 99,4 mil milhões de euros, respetivamente mais 6,4% e 5,1% do que em 2014.

As compras foram o principal tipo de operação realizado, correspondendo a 47% do número de operações e 35% do valor.

E as compras internacionais estiveram em destaque, “em linha com o crescimento do turismo em Portugal”, sublinhou o BdP, tendo registado taxas de crescimento de 23,3% em número (34 milhões) e de 15,9% em valor (2,8 mil milhões de euros).

Foram também efetuadas 121,8 milhões de transferências a crédito, no valor de 174,4 mil milhões de euros, respetivamente mais 3,1% e 13,4% do que no ano anterior.

Quanto aos débitos diretos, houve reduções de 6,6% em número e de 5,4% em valor, em resultado da integração de Portugal na Área Única de Pagamentos em Euros (SEPA), que permitiu que alguns credores nacionais passassem a fazer as suas cobranças através de bancos estrangeiros.

a utilização do cheque voltou a decrescer em 2015 (-11,1% em número e 8% em valor), tendo caído também o número de entidades constantes da listagem de utilizadores de cheque que oferecem risco (LUR) gerida pelo BdP: a 31 de dezembro, a LUR era composta por 23.124 entidades, menos 24% do que em 2014.

“Os instrumentos de pagamento em Portugal são altamente fiáveis e o mercado de pagamentos em Portugal está alinhado com as melhores práticas internacionais”, destacou o BdP.

As operações de pagamento de retalho devolvidas, rejeitadas ou revogadas, foram residuais (0,11% do número de transações com cartão, 0,13% das transferências a crédito, e 0,4% dos cheques).

A insuficiência de fundos continuou a ser o principal motivo das rejeições e das devoluções dos pagamentos.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, autoagendamento só avança para maiores de 37 anos (e não 35)

O autoagendamento da vacina contra a covid-19 vai ficar disponível apenas para pessoas com mais de 37 anos esta segunda-feira, ao contrário do que informou, domingo, a task-force de vacinação. Ao contrário do que estava previsto, …

Retomado voo entre Portugal e a China após duas semanas de suspensão

Depois de ter sido suspensa por duas semanas, a ligação aérea entre Portugal e a China foi retomada este fim de semana. A ligação aérea entre Portugal e a China foi retomada este fim de semana, …

Líder do CDS diz que Portugal é uma "república das bananas" que já nem pune os criminosos

O líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, acusou o Governo de "descongestionar as cadeias à boleia de um pretexto sanitário". O regime especial de perdão das penas, aprovado em abril de 2020, continua em vigor, …

Há quatro mestrados portugueses entre os melhores do mundo segundo o Financial Times

Uma lista anual publicada pelo Financial Times ordena as 55 escolas de gestão em todo o mundo que mais se destacam nos 17 indicadores avaliados por esta publicação. O mestrado em Finanças da Nova School of …

Há cada vez mais denúncias de assédio. Motorista de autocarros de Coimbra foi suspenso após importunar jovem

Um motorista de autocarros de Coimbra foi suspenso depois de ter sido filmado enquanto assediava uma jovem num veículo dos SMTUC, a empresa de transportes públicos da cidade. O caso está a dar destaque a …

"A pandemia precipitou uma epidemia." Fungo negro disparou pela Índia desde a segunda vaga

A mucormicose, uma doença fúngica rara e frequentemente mortal, explodiu em toda a Índia durante a pandemia de covid-19. “A pandemia precipitou uma epidemia”, disse Bela Prajapati, otorrinolaringologista no Hospital Civil, na Índia, ao The New …

Governo aponta "soluções" para rever tabela remuneratória da Função Pública (e quer limitar "mandatos" das chefias intermédias)

O Governo está a avaliar “várias soluções” para rever a tabela remuneratória da Função Pública que passam por “alongá-la” ou alterar os momentos de entrada em cada carreira. A informação foi avançada pela ministra Alexandra Leitão, …

Já abriram os primeiros concursos para gastar a bazuca. Costa destaca "orgulho" na boa gestão de fundos europeus

Arranca, nesta segunda-feira, o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), com a abertura dos dois primeiros concursos para obtenção de financiamento da chamada "bazuca" europeia. O primeiro-ministro António Costa destaca a "boa gestão" dos fundos …

Parlamento sueco aprova moção de censura e derruba Governo

O primeiro-ministro sueco foi derrubado, esta segunda-feira, por um voto de desconfiança no Parlamento, situação inédita na história política da Suécia, e tem uma semana para se demitir ou convocar novas eleições. Resultado da reviravolta na …

MAI não revela velocidade a que seguia carro de Cabrita (e culpa a vítima pelo acidente)

Três dias após o acidente mortal na A6, o Ministério empurra as culpas para o trabalhador e continua a ocultar dados relativo à viagem. O Ministério da Administração Interna (MAI) recusa revelar a que velocidade seguia …