Portugal ainda não gastou fundos da UE para apoiar emprego (mas já espera mais uns milhões)

António Pedro Santos / Lusa

O ministro das Finanças, João Leão.

O Governo português recebeu três mil milhões de euros no âmbito do SURE, o programa da União Europeia para o apoio ao emprego em tempos de crise pandémica, mas ainda não gastou a totalidade da verba. Apesar disso, conta receber mais uma tranche de milhões para fazer face ao segundo confinamento.

Portugal já recebeu 51% do valor total dos empréstimos a que tem direito no âmbito do SURE, o programa criado pela União Europeia (UE) para apoiar a proteção do emprego por causa da pandemia de covid-19.

Em causa estão 3 mil milhões de euros que, contudo, ainda não foram gastos pelo Governo português.

O dado consta de um relatório da UE sobre o SURE que é citado pelo Eco e que refere que apenas Portugal, Itália e Roménia não gastaram a totalidade dos fundos obtidos no âmbito do instrumento de apoio ao emprego.

“Portugal foi o país da UE que teve acesso a maior verba alocada pelo Programa SURE em percentagem do PIB”, avança como justificação o gabinete do ministro das Finanças, João Leão, numa nota enviada ao Eco.

A nota salienta que “Portugal foi igualmente um dos países que [já] recebeu uma verba mais alta em percentagem do PIB”.

O nosso país tem direito a uma fatia total de 5,9 mil milhões de euros do SURE, o que representa quase 3% do PIB.

Os fundos recebidos através deste programa são empréstimos da Comissão Europeia a juros muito baixos que permitem, no caso português, uma poupança de 242 milhões de euros que gastaria se tivesse que se financiar nos mercados financeiros.

Governo espera a chegada de mais 2,9 mil milhões

Apesar de não ter gasto a totalidade dos apoios já recebidos do SURE, Portugal aguarda ainda a chegada de mais 2,9 mil milhões de euros, ainda em 2021 e em 2022, de mais uma tranche do programa para fazer face ao segundo confinamento neste início de ano.

“Portugal deverá já em 2021 receber uma verba reforçada devido à execução das medidas acima do esperado inicialmente (devido ao confinamento prolongado no primeiro trimestre deste ano)”, assume o gabinete de João Leão ao Eco.

Os fundos do SURE permitiram apoiar 21,6% dos trabalhadores portugueses, 3,5% dos quais trabalhadores independentes, conforme dados da mesma publicação.

Entre as verbas recebidas, 20 milhões de euros foram para o lay-off simplificado e 45 milhões de euros para o apoio à retoma progressiva, ainda de acordo com o Eco que nota que o segundo confinamento fez disparar os números destes dois auxílios para 135 milhões de euros.

Mas o SURE também tem sido usado para apoiar os pais com crianças na escola e até para suportar custos do Serviço Nacional de Saúde (SNS). O Eco repara que 600 milhões de euros foram usados para pagar equipamentos de proteção individual (EPI), baixas ou quarentenas devidas à covid-19 e os prémios dados aos profissionais de saúde.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Requiem. Supernova irá fazer uma "reaparição fantasmagórica" em 2037

Uma supernova distante, chamada Requiem, vai fazer uma "reaparição fantasmagórica" em 2037. O Hubble captou-a três vezes em 2016, graças a um fenómeno conhecido como lente gravitacional. A Requiem é o resultado de uma explosão estelar …

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …