Portugal e Espanha vão criar uma “fileira industrial” de lítio na fronteira

Estela Silva / Lusa

A versão atualizada do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), divulgada esta terça-feira, revela que o Governo quer criar uma “fileira industrial” de lítio e de fabrico de baterias nas zonas fronteiriças entre Portugal e Espanha.

O ECO avança esta terça-feira que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) menciona um “projeto estratégico transfronteiriço” que unirá Portugal e Espanha no desenvolvimento de “uma fileira industrial e de inovação de processos e produtos, completa, que permita o bom aproveitamento – usando técnicas de green mining para o lítio existente nos dois países, desenvolvendo um projeto transfronteiriço para a construção e reciclagem de baterias elétricas para automóveis”.

No documento, o Governo argumenta que a fronteira com Espanha é o local ideal porque as “principais jazidas de lítio” encontram-se próximas, como é o caso de Montalegre ou Boticas, e porque “Portugal possui a capacidade de atrair a tecnologia e empresas interessadas na sua refinação”.

Por outro lado, há um “passo intermédio” entre a refinação e a produção de baterias que ainda está em desenvolvimento científico: a fabricação de células de lítio.

“O INL – Instituto Ibérico de Nanotecnologia (pertencente aos dois países) está a desenvolver projetos de criação de células de última geração que poderão em breve entrar em fase de testes”.

Portugal e Espanha pretendem ainda apostar na reciclagem das baterias, “beneficiando ainda da forte presença da indústria automóvel nos dois países”, indo “ao encontro da proposta do novo regulamento das baterias que defende uma análise de ciclo completo de vida dos produtos”.

Apesar de o documento não revelar o volume de dinheiro que será investido pelos dois países, o texto dá a entender que é um “adicional” ao que está programado.

“Para além desta dimensão programada no PRR, Portugal pretende participar nas oportunidades que venham a ser proporcionadas pelas iniciativas enquadradas no reforço da autonomia estratégica da União Europeia, designadamente, através da presença ativa nas parcerias multi-países que se estão a formar a nível europeu”, lê-se.

As 147 páginas do documento agora publicadas são um resumo das centenas que serão enviadas à Comissão Europeia com a versão final do PRR e onde devem constar mais pormenores sobre esta parceria ibérica.

Em janeiro, recorde-se, o ministro do Ambiente e da Ação Climática, Matos Fernandes, reafirmou “querer muito” que Portugal venha a ter uma refinaria de lítio, havendo já muitos municípios dispostos a acolhê-la.

Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Espero que essa parceria não se resuma minas em Portugal e infraestruturas em Espanha, com a mediocridade politica que temos tudo é possível.

    • Joe, era isso mesmo que eu estava a pensar, com a classe de políticos submissos que temos parece-me estar já a ver o português com a picareta na mão a extrair o lítio e o mesmo a correr para lá da fronteira onde será transformado e valorizado engordando o cofre aos espanhóis.

  2. Será que já pensaram, seriamente, no impacto ambiental provocado pelas explorações de lítio? Alguém escutou as populações locais e as informou sobre o assunto? Será que as baterias vão mesmo ser recicladas ou enterradas algures, com tudo de mau que daí pode vir? Quem vai lucrar, em Portugal ou em Espanha, com o negócio?

RESPONDER

Entidade para a Transparência está há dois anos para sair do papel (e pode só chegar em 2024)

A nova Entidade para a Transparência está há dois para sair do papel e até pode só começar a funcionar em 2024. A lei que a criou é de 13 de setembro de 2019, mas até …

Sheriff, o clube que representa um país que oficialmente não existe, faz história na Champions

Na sua estreia absoluta na Liga dos Campeões, o Sheriff Tiraspol venceu o Shakhtar por 2-0. O clube representa um país que, oficialmente, não exista: a Transnístria. Sheriff Tiraspol foi fundado em 1997 por antigos membros …

Costa foi dar um empurrão ao "amigo" Manuel Machado (e tirou da cartola uma maternidade para Coimbra)

Manuel Machado corre o risco de perder a autarquia e, por isso, António Costa foi dar-lhe um empurrão esta quarta-feira, com a promessa de uma nova maternidade que irá avançar três semanas depois das eleições. …

Entre críticas às “ciclovazias”, Medina ouviu mais e falou menos (e ainda houve um debate à esquerda)

O último debate dos candidatos à Câmara de Lisboa aconteceu ontem na RTP, sendo que os temas de maior destaque voltaram a ser a habitação, mobilidade, turismo e alterações climáticas. Os doze candidatos não pouparam esforços …

Farmácias já estão a aceitar reservas de vacinas contra a gripe

Este ano, as farmácias portuguesas vão voltar a administrar gratuitamente a vacina contra a gripe a pessoas com mais de 65 anos. Para já, ainda não há data para o início da venda e imunização, mas …

Golo de Taremi foi bem anulado? Especialistas esclarecem decisão

Muitos contestam a anulação do golo de Taremi já perto do fim da partida. Especialistas em arbitragem defendem que a decisão foi bem tomada. Atlético de Madrid e FC Porto empataram a zero na primeira jornada …

Nova espécie massiva de há 500 milhões de anos descoberta no Canadá

Espécie terá sido uma gigante dos oceanos, amedrontando presas com a sua carapaça, situada na zona da cabeça, que cobria dois terços do seu corpo. Uma equipa de cientistas descobriu na última semana um fóssil de …

Porque morrem tantos americanos?

Nos últimos 30 anos a esperança média de vida nos Estados Unidos da América não acompanhou as melhorias verificadas na Europa. "A América tem um problema relacionado com a morte". Assim começa uma análise, em espécie …

Já há turmas inteiras em casa devido a casos positivos de covid-19

As aulas da maioria das escolas arrancaram esta semana e já há turmas inteiras em casa, devido a casos positivos de covid-19. Tema será discutido na reunião do Infarmed, que acontece esta quinta-feira. Com o início …

Novo estudo indica que comer em excesso não é a principal causa da obesidade

A obesidade afeta grande parte da população e já é considerada umas das maiores epidemias do século XXI. Contudo, a ideia de quanto mais se come, mais propenso se está a ganhar peso pode ser …