/

Portugal com “elevada intensidade, mas tendência estável”. Algarve com incidência acima da linha vermelha

A incidência cumulativa de casos de covid-19 nos últimos 14 dias em Portugal foi de 312 casos por 100 mil habitantes, que representa um nível elevado de transmissibilidade, mas de tendência estável, segundo o relatório das linhas vermelhas, divulgado esta sexta-feira.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Na semana de 13 a 19 de agosto, a incidência a 14 dias fixou-se nos 312 casos, sendo que a região do Algarve se mantém acima do limiar dos 480 casos por 100 mil habitantes, com uma incidência cumulativa de 748 casos, uma variação percentual de 4% face à semana anterior.

Segundo o relatório de monitorização das linhas vermelhas do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) e da Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal registou uma atividade epidémica “de elevada intensidade, com tendência estável a nível nacional”.

Prevê-se uma pressão sobre os cuidados de saúde de “tendência decrescente” e uma taxa de mortalidade por covid-19 a manter-se “provavelmente elevada, mas com tendência constante”, revela o documento.

O número de doentes internados em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) no continente tem estado a descer e corresponde “a 55% (na semana anterior foi de 66%) do valor crítico definido de 255 camas ocupadas”.

A mortalidade – 18,1 óbitos por milhão de habitantes a 14 dias – está acima do limiar do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC), mas com “tendência estável”.

O R(t) está abaixo de 1 (0,98) a nível nacional, assim como nas regiões do Norte e de Lisboa. Já no Centro, Alentejo e Algarve o R(t) é “ligeiramente” superior a 1.

A variante Delta continua a representar a quase totalidade das infeções (99,5%).

A faixa etária com incidência mais elevada é dos 20 aos 29 anos (776 casos por 100 mil habitantes), com uma possível tendência crescente. Em relação à semana passada, a incidência neste grupo subiu 9%.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.